CEDUC

CEDUC

Centro de Educação

Pedagogia

Sobre o Curso


– APRESENTAÇÃO

Os desafios da sociedade contemporânea exigem das universidades a constante revisão de seus projetos pedagógicos para darem suporte a práticas educativas que atendam às diversas realidades.
Visando programar uma nova prática acadêmica que atenda aos desafios da sociedade contemporânea, a universidade sente a necessidade de promover o debate e a  análise de seus currículos a fim de rever e reafirmar os princípios político-pedagógicos que orientam a sua práxis
Após a última reforma curricular do Curso de Pedagogia da Universidade Estadual da Paraíba – UEPB, ocorrida no ano de 1999, tornou-se necessário praticar mudanças na estrutura curricular do curso em vigor, fundamentada em dados de pesquisas realizadas, naquele momento histórico, com alunos/as e professores/as – desejosos/as de mudanças – mudanças essas que doravante estão sendo implementadas para melhorar a qualidade e o fortalecimento do referido curso, embasadas na Resolução CNE/CP nº 1 de 15 de Maio de 2006.
Este Projeto Político-Pedagógico preserva o princípio de uma caminhada coletiva, voltada para atitudes de abertura sem preconceitos e marcada pela coragem de mudar, ao entender o educar como um ato político e um ato de coragem.
Neste sentido, buscando atender à formação do/a pedagogo/a, este novo currículo toma outra dimensão, na medida em que procura avançar da condição de pedagogo/a – especialista para a de pedagogo/a, cuja formação continua, assim como no Projeto anterior, incorporando os princípios da Associação Nacional pela Formação dos Profissionais da Educação – ANFOPE.

 

– IDENTIFICAÇÃO

– Nome do Curso: PEDAGOGIA;
– Modalidade: Licenciatura;
– Regime do Escolar: Seriado Semestral.
– Turnos de funcionamento e duração do curso:
– Diurno:  Mínimo 08 (oito) semestres;
– Máximo 12 (doze) semestres letivos;
– Noturno: Mínimo: 10 (dez) semestres;
– Máximo 14 (catorze) semestres letivos;
– Carga Horária Total: 4.080 horas/aulas;
– Autorização de Funcionamento: Resolução nº 36 / 71 do Conselho Estadual de  Educação;
– Reformulações do Curso: Resolução URNE/CONSEPE/21/80; Resolução UEPB/CONSEPE/35/99; Resolução UEPB/CONSEPE/04/01;
– Áreas de Atuação Profissional: Magistério da Educação Infantil e Anos Iniciais do Ensino Fundamental; Gestão Educacional;
– Base Legal: LDB 9394/1996; Resolução CNE/CP N.º 1, DE 15 DE MAIO DE 2006 – Institui Diretrizes – Curriculares Nacionais para o Curso de Graduação em Pedagogia; Resolução/UEPB/CONSEPE/13/2005.

 

– O CURSO DE PEDAGOGIA DA UEPB

A exemplo dos demais cursos, o Curso de Pedagogia da UEPB* surgiu da reformulação das Faculdades de Filosofia, na década de 1960, e começou a funcionar em 1969. Como a maioria dos cursos do país, optou pela corrente técnico-administrativa.
O referido curso teve seu funcionamento autorizado pela Resolução 36/71 do Conselho Estadual de Educação, e sua organização curricular obedecia à Resolução 02 / 69 do Conselho Federal de Educação. Neste ato o C.F.E. fixou os mínimos de conteúdo e duração do Curso de Pedagogia, tendo em vista o Parecer 252/69, e, considerando o que dispõe a Lei 5.540 de novembro de 1968, na qual não se encontra prevista a habilitação para Formação de Professores para Educação Infantil. Nessa perspectiva, a habilitação de Educação Infantil veio a ser concebida nas discussões em torno da formação do/a educador/a, sendo concretizada a sua autorização em 16 de novembro de 1979, através da Resolução 38/79 – CONSEPE – URNe. A referida habilitação veio a ser reconhecida pela Portaria Ministerial 385/89 de 19/06/89, publicada no D.O.U. em 21/06/89, que se fundamentou no Parecer 253/89 do Conselho Federal de Educação.
O Curso de Pedagogia, ao longo de sua existência, contribuiu, sobremaneira, na formação de profissionais para o exercício da Administração e Supervisão Escolar, Orientação Educacional e Magistério da Educação Infantil.
Em 1980, seu currículo passou pela primeira reformulação, regulamentada através da Resolução URNE/CONSEPE/21/80, ainda sob a égide da Resolução 02/69 do Conselho Federal de Educação.
No contexto das influências do movimento nacional de educadores/as (CONARCFE) o Curso de Pedagogia da UEPB, em 1992, promoveu seu primeiro Seminário Interno para discussão sobre seu currículo e a elaboração de proposta para sua reformulação.
Em 1993, ocorreu o II Seminário Interno do Curso de Pedagogia concomitante com a VI Semana de Pedagogia, para aprofundar a proposta de reformulação, bem como a elaboração de sua proposta de ementário. Embora algumas ementas tenham sido elaboradas, poucas modificações foram implementadas.
Retomando o processo de discussão em 1995, desencadeou-se um movimento de avaliação do curso contribuindo com elementos para reflexão e estudos em diversas comissões e grupos.
A partir da divulgação do documento “UEPB – A reforma necessária”, em 1997, um novo impulso é dado ao processo de reformulação, visto ser seu objetivo a reforma curricular em todos os cursos de graduação.
Para tanto, a Comissão de Reformulação, à época, promoveu um Seminário de Reformulação, em 1997, para discutir, aprofundar e decidir sobre uma proposta curricular.
Retomadas as comissões e grupos de estudo, o processo se desencadeou culminando com a aprovação do Projeto Político-Pedagógico do Curso de Pedagogia, em 23 de agosto de 1999, embora já estivesse funcionando desde março/1999.
O Projeto do Curso de Pedagogia da UEPB, Implementado em 1999, priorizou a docência, oferecendo uma formação obrigatória em Magistério das Quatro Primeiras Séries do Ensino Fundamental, seguida de uma outra habilitação que poderia ser em Magistério da Educação Infantil, Supervisão Educacional ou Orientação Educacional.
Considerando reivindicações dos/as alunos/as do turno noturno, algumas alterações foram realizadas no Projeto do referido curso, a exemplo, a redução do tempo de cinco anos para quatro anos e meio. Assim, em 2001, foi aprovada a Resolução UEPB/CONSEPE/04/01.
Desde 2002, se desencadeou um processo de avaliação no curso que culminou com a formação de uma nova Comissão de Reformulação. Dentre os problemas detectados destacamos: as dificuldades do seriado anual tanto para professores/as como para alunos/as, a metodologia de alguns professores/as, a ausência de alguns conteúdos cobrados na avaliação nacional realizada pelo MEC.
A Comissão de Reformulação 2002 provocou o coletivo de docentes e discentes para refletir e repensar uma proposta que viesse somar com a que estava em curso, visto que muitos pontos positivos se constatavam no cotidiano das práticas e das posturas de docentes e discentes.
Diversas propostas foram discutidas ao longo de seis anos – 2002 a 2007 – entretanto, os desafios vivenciados como: as condições de trabalho, a falta de tempo e a precariedade dos espaços institucionais, além, da demora de promulgação das Diretrizes Curriculares Nacionais para o Curso de Pedagogia, contribuíram para dificultar a conclusão dos trabalhos desta Comissão de Reformulação. Entretanto, um grupo de professores persistiu caracterizando o curso e definindo sua estruturação.
O Curso de Pedagogia integra o Centro de Educação – CEDUC. Este é o curso, no    Centro, que trabalha com o maior número de alunos/as e, como seus congêneres, abriga estudantes oriundos de diversos municípios polarizados pela cidade de Campina Grande.
O corpo discente é, na sua maioria, do sexo feminino, confirmando a tão comum presença feminina nos cursos da área de Educação e, especificamente, no de Pedagogia. A clientela do curso, na sua maior parte, provém de escolas públicas, e cursou o Pedagógico ou Normal como curso Médio, confirmando muitos dos estudos sobre o assunto. Uma parte deste alunado começou a trabalhar antes de entrar no Curso, ou durante o mesmo.
O corpo docente do curso é formado por professores/as lotados aos Departamentos de Educação (em sua maioria), de Letras, de Filosofia e de Ciências Sociais, o que permite a construção de um rico espaço interdisciplinar. Além disso, o conjunto de professores/as, quase na sua totalidade, possui pós-graduação stricto sensu.
Quanto à estruturação, um novo momento se instala no curso. As novas Diretrizes Curriculares Nacionais nos desafia para uma nova dinâmica acadêmica, de estudos em grupos e produção científica, gerando entusiasmo no corpo discente e docente e conseqüentemente melhoria na qualidade do trabalho desenvolvido, respaldada por razões científicas, sociais e políticas que acenam para um novo Curso de Pedagogia na UEPB.

 

– OBJETIVO

As transformações da sociedade contemporânea consolidam a educação como fenômeno plurifacetado, o que afeta a pedagogia como teoria e prática da educação, com a internalização e disseminação de saberes e modos de ação. Acentuam-se as práticas formais e não-formais, surgem iniciativas de formação continuada nas escolas, nas indústrias e em diversos espaços sociais.
O pedagógico perpassa todos os setores da sociedade, de forma direta e indireta, extrapolando o âmbito escolar e abrangendo esferas amplas da educação não-escolar.
Neste contexto, o Curso de Licenciatura em Pedagogia deve considerar a necessidade de um profissional multiqualificado. Sendo assim, o objetivo do Curso é formar pedagogos/as, capacitados a atuarem na Educação Infantil, nos Anos Iniciais do Ensino Fundamental e na Gestão de Processos Educativos.

 

– CAMPO DE ATUAÇÃO PROFISSIONAL

Quanto à atuação profissional, o/a Pedagogo/a poderá atuar como:
– Professor/a de instituições de Educação Infantil e dos Anos Iniciais do Ensino Fundamental;
– Gestor/a de sistemas de ensino e de instituições educacionais;
– Educador/a social em organizações não-governamentais, movimentos sociais e instituições assistenciais.

 

Organização Curricular


 

ATIVIDADES CARGA HORÁRIA (h/a) PERCENTUAL
BÁSICAS 3.280 80,40%
COMPLEMENTARES 560 13,70%
ELETIVAS 240 5,90%
TOTAL 4.080 100%

Corpo Docente


SEQ. NOME CAT. PROFISSIONAL TITULAÇÃO
001 ANA PAULA MENDES EFETIVA MESTRE
002 ALMIRA LINS NEDEIROS EFETIVA DOUTORA
003 ANTONIA DE ARAÚJO FARIAS EFETIVA MESTRE
004 ANTONIO CARLOS DOS SANTOS EFETIVO MESTRE
005 BRUNO GUEDES DA COSTA SUBSTITUTO MESTRE
006 CRISTINA SALES CRUZ EFETIVA MESTRE
007 CRISTHIANE SILVA CAVALCANTE SUBSTITUTA MESTRE
008 DIANA SAMPAIO BRAGA EFETIVA MESTRE
009 DIELE MARINHO OLIVEIRA R. DE SOUZA  SUBSTITUTO ESPECIALISTA
010 EDUARDO GOMES ONOFRE EFETIVA DOUTOR
011 ELIANE MOURA DA SILVA EFETIVA DOUTORA
012 ELISABETE CARLOS DO VALE EFETIVA DOUTORA
013 ELISABETH L.B.KRKOSKA EFETIVA MESTRE
014 FILOMENA MARIA G. DA SILVA C. MOITA EFETIVA DOUTORA
015 FABÍOLA MÔNICA DA S. GONÇALVES EFETIVA DOUTORA
016 FRANCISCA PEREIRA SALVINO EFETIVA DOUTORA
017 GLORIA MARIA LEITÃO DE S.MELO EFETIVA DOUTORA
018 INACIO DE ARAÚJO MACEDO EFETIVO MESTRE
019 JUCILENE BRAZ DA COSTA SUBSTITUTA MESTRE
020 KELLI FAUSTINO DO NASCIMENTO SUBSTITUTA DOUTORA
021 LIGIA PEREIRADOS SANTOS EFETIVA DOUTORA
022 LUÍZ CARLOS PAULINO DA SILVA SUBSTITUTO MESTRE
023 LENILDA CORDEIRO DE MACEDO EFETIVA DOUTORA
024 LIVÂNIA BELTÃO TAVARES EFETIVA MESTRE
025 MARGARETH MARIA DE MELO EFETIVA DOUTORA
026 MAGNÓLIA DE L.S. TARGINO EFETIVA DOUTORA
027 MARIA DA GUIA RODRIGUES RASIA EFETIVA DOUTORA
028 MARIA DAS GRAÇAS FERREIRA DE LIMA EFETIVA MESTRE
029 MARIA CELIA DE ASSIS EFETIVA DOUTORA
030 MARIA DO SOCORRO M. MONTENEGRO EFETIVA DOUTORA
031 MARIA DO ROSARIA GOMES GERMANO EFETIVA MESTRE
032 MARIA GORETE CAVALCANTE PEQUENO EFETIVA DOUTORA
033 MARIA JOSÉ GUERRA EFETIVA DOUTORA
034 MARIA LÚCIA SERAFIM EFETIVA MESTRE
035 MARTA LÚCIA DE SOUZA CELINO EFETIVA DOUTORA
036 NORMANA NATALIA RIBEIRO DOS PASSOS EFETIVA MESTRE
037 NELSANIA BATISTA DE SILVA EFETIVA MESTRE
038 PAULA ALMEIDA DE CASTRO EFETIVA DOUTORA
039 ROSEANE ALBUQUERQUE RIBEIRO EFETIVA MESTRE
040 RICARDO MANOEL DE O. FERREIRA SUBSTITUTO ESPECIALISTA
041 ROSEMARY ALVES DE MELO EFETIVA MESTRE
042 RUTY BARBOSA ARAÚJO RIBEIRO SUBSTITUTA MESTRE
043 SEBASTIAN SANCHEZ MARTIN EFETIVO DOUTOR
044 SENYRA MARTINS CAVALCANTI EFETIVA MESTRE
045 SORAYA MARIA BARROS DE A. BRANDÃO EFETIVA DOUTORA
046 TATIANA CRISTINA VASCONCELOS EFETIVA DOUTORA
047 TERESA CRISTINA VASCONCELOS EFETIVA MESTRE
048 VAGDA GUTEMBERG GONÇALVES  ROCHA EFETIVA DOUTORA
049 VALDECY MARGARIDA DA SILAV EFETIVA DOUTORA
050 VALNISA MARIA CARNEIRO EFETIVA MESTRE
051 ZÉLIA MARIA DE ARRUDA SANTIAGO EFETIVA DOUTORA
052 WANDERLÉIA FARIAS SANTOS SUBSTITUTA MESTRE

Chefias


Chefe do Departamento: Profa. Dra. Margareth Maria de Melo

E-mail: margarethmmelo@yahoo.com.br

Chefe Adjunto do Departamento: Prof. Dr. Eduardo Gomes Onofre

E-mail: eduonofre@gmail.com

Coordenadora do Curso: Profa. Dra. Glória Maria Leitão de Souza Melo

E-mail: profgmis@hotmail.com

Coordenadora Adjunta do Curso: Profa. Dra. Soraya Maria Barros de Almeida Brandão 

E-mail: sorayabrandao@uol.com.br

Secretários


– Adalgisa Oliveira da Costa (Coordenação);

– Marizélia Gomes de Cantalice (Departamento);

– Zileide Marcela Ferreira de Oliveira (Departamento).