CCTS

CCTS

Centro de Ciências, Tecnologia e Saúde

Pesquisa

Projetos de Pesquisa

Análise de Fourier e Equações Diferenciais Parciais


Coordenação: Curso de Engenharia Civil  – Prof. Valdecir Alves dos Santos Júnior

Aluno (a) envolvida: José Elianderson Gomes de Almeida, matrícula 11670675 e Jandeilson da silva Oliveira, matrícula 11167052

Descrição: É vasta a aplicabilidade do estudo dos modelos matemáticos nas Engenharias. Tais modelos são expressos principalmente por Equações Diferenciais, sejam elas ordinárias ou parciais. As mesmas, em alguns casos, são difíceis de obter soluções. Para isso, faremos estudos sobre Equações Diferenciais Parciais e veremos que será necessário um estudo aprofundado sobre Análise de Fourier para entender e expressar matematicamente alguns desses modelos e fenômenos.  Teremos como enfoque principal a Equação do Calor. Estudando assim sua aplicabilidade em diversos áreas e campos.

Monitoramento Hidrometeorológico da Região do Curimataú Oriental do Estado da Paraíba


Coordenação: Laércio Leal dos Santos

Aluno (a) envolvida: HERIVELTON RUAN OLIVEIRA LUNA, 102670455

Descrição: O monitoramento contínuo do comportamento hidrometeorológico é uma alternativa para o entendimento dos fenômenos hidrológicos e meteorológicos, como também serve para fornecer dados para análises, tais como: identificação das culturas que provocam a menor perda do solo da região e de técnicas de cultivo que favorecem a conservação do solo. Para isso, a utilização de estações hidrometeorológicas automáticas tem contribuído para a formação de uma planilha eletrônica de várias variáveis climatológicas.

Tratamento de água através da radiação solar em comunidades rurais do Curimataú oriental paraibano


Coordenação: Laércio Leal dos Santos

Aluno(a) envolvida: Tulio Raunyr Candido Felipe ; José Valter Alves

Descrição: A água é um recurso fundamental à vida, recurso indispensável à agricultura e nos processos produtivos e metabólicos. A região do curimataú oriental paraibano sofre com a falta d’água em razão dos baixos índices pluviométricos e da seca prolongada. Como saída para essa problemática, os habitantes dessa região utilizam água de poços e cisternas. Localizada nessa região, e numa região serrana, o município de Araruna sofre constantemente com a falta d’água e a sua população também recorre ao uso da água de poços, cuja qualidade da água raramente é avaliada. Sem o tratamento prévio, essa água pode provocar doenças como diarreia, cólera, entre outras ocasionadas por coliformes fecais presentes, principalmente nas crianças. O presente trabalho tem como objetivo apresentar um sistema inovador de tratamento de água utilizando painéis de zinco e através da radiação solar minimizar ou eliminar poluentes presentes na água. A água passará por pequenos condutos presos a placa de zinco, recebendo assim, uma grande quantidade de radiação durante o dia. Espera-se com esse projeto, adequar as águas retiradas dos poços a índices de potabilidade aceitáveis.

Aplicabilidade do tratamento de água através da radiação solar em comunidades do curimataú paraibano


Coordenação: Laércio Leal dos Santos

Aluno (a) envolvida: Yuri Tomaz Neves

Descrição: No Brasil, principalmente na região Nordeste, um grande número de pessoas não tem acesso à água tratada, e a maior parte da água distribuída em áreas rurais não é desinfetada, expondo os usuários a consideráveis riscos de saúde. Insere-se aí uma problemática relacionada as cisternas, os quais representam um grande número como forma de garantir água e sustentabilidade. Muitos desses cisternas são construídos próximos de fossas séptica, o que pode ocasionar a contaminação. O consumo dessa água pode causar várias doenças, como exemplos, a cólera e a diarreia, dentre outros. Nesse sentido, será desenvolvido um sistema inovador que utiliza a radiação solar implementado por painéis feitos de zinco (Zn) com o objetivo de verificar a melhoria da qualidade da água das cisternas da cidade de Araruna e municípios circunvizinhos, numa região de grandes altitudes, semiárida, onde o recurso hídrico é bastante escasso.

O uso racional da água em edificações: Aplicação da tecnologia de Teto Verde.


Coordenação: Laércio Leal dos Santos

Aluno (a) envolvida: Bruno Menezes da Cunha Gomes

Descrição: Desde os primórdios da humanidade o homem tenta se organizar de maneira a estabelecer uma correlação com o meio em que vive. Os agrupamentos populacionais começaram a partir do século II a.C., através das conquistas territoriais realizadas pelo império romano, tornando-se assim, Roma uma cidade rica, com grande circulação de produtos e pessoas de diferentes regiões. A expansão territorial e o contato com outras regiões propiciaram uma expansão nas atividades comerciais e um aumento da população que afetou diretamente no crescimento da cidade e ocasionou diversos problemas urbanos, entre eles, o da gestão e abastecimento de água. Esses problemas são encontrados até hoje e necessitam de soluções para que sejam amenizados. A solicitação da bolsa de iniciação científica decorre do interesse de investigar a funcionalidade de telhados verdes como alternativa para o manejo sustentável de águas pluviais, além verificar a velocidade do seu escoamento.

Potência complexa na voz dos discentes de engenharia civil da UEPB


Coordenação: Cláudio Pereira da Costa

Aluno (a) envolvida:  ELONIR DAYANNA IZIDORO DO NASCIMENTO
Descrição:  Avaliação didática do conceito potência complexa compreendido pelos discentes do curso de engenharia civil da UEPB.

Eficiência energética em prédios públicos: estudo de caso no município de Araruna – PB


Coordenação: Laércio Leal dos Santos e Cláudio Pereira da Costa

Aluno (a) envolvida: Diego Rocha Barreto, Diogo De Lima Amorim, Hugo Lavor Fernandes

Descrição: Projeto de eficiência energética em edificações públicas novas e existentes.

Utilização da ferramenta planejamento experimental para análise das propriedades físico-mecânicas do tijolo ecológico de argila vermelha


Coordenação: Prof. Msc. Daniel Baracuy da Cunha Campos

Aluno (a) envolvida: Thiarly Feitosa Afonso de LavôR

Descrição: Tradicionalmente a tecnologia usada na produção de tijolos cerâmicos, utiliza como matéria-prima, argila plástica vermelha, e na sua queima geralmente utiliza-se como combustível lenha, serragem, cavaco, gás natural, energia elétrica, bagaço de cana de açúcar que gera prejuízos ambientais. Recentemente com a utilização da tecnologia de tijolos solo-cimento, cujo material é resultante da mistura homogênea do solo compactado com cimento e água em proporções adequadas, reduz-se estes prejuízos, produzindo assim um produto ecologicamente correto, visto que estes tijolos não vão ao forno. A metodologia adotada consiste no beneficiamento de uma argila vermelha arenosa, seguido da caracterização física que é constituída pela análise granulométrica, tamanho de partículas por peneiras; das características de plasticidade e dos processos de mistura e prensagem que será utilizado um planejamento experimental 22 + 3 repetições no ponto central, e assim a cura dos tijolos feita em ambiente coberto. O presente projeto tem como objetivo analisar em laboratório as propriedades físico-mecânicas do tijolos solo-cimento, usando uma argila vermelha arenosa, avaliando a influência do traço (proporção do cimento:solo) e do tempo de cura sobre as propriedades mecânicas do tijolo e verificar a viabilidade teórica de aplicação apresentada pelos corpos de prova.

Acessibilidade nos edifícios públicos no município de Araruna-PB: discurso, realidade e estratégias de ação. (Projeto de Extensão)


Coordenação: Maria das Vitórias do Nascimento

Aluno (a) envolvida: Drielly Rodrigues de Lima

Descrição: Este Projeto de Extensão visa alertar a população da cidade de Araruna quanto à necessidade e importância da adequação urbanística, de forma que possa satisfazer os mais diversos estereótipos.

Técnicas de construção e manutenção de cisternas de armazenamento de água no município de Araruna – PB. (Projeto de Extensão)


Coordenação: Maria das Vitórias do Nascimento

Aluno (a) envolvida: Thiago Pires Bezerra

Descrição: Este projeto tem como objetivo orientar a comunidade em geral de Araruna sobre as formas adequadas de construção e manutenção de cisternas para o armazenamento da água.

Formalismo de Primeira Ordem e Fluidos Lagrangianos


Coordenação: José Jamilton Rodrigues dos Santos

Alunos (as) envolvidos (as): Júlio Vinícius Miranda de Queiroz, Kássia dos Santos Sinhorelli.

Descrição: A presença de defeitos topológicos em modelos da física dos fluidos permite uma interface com a teoria de campos e torna a pesquisa sobre a criação de vórtices (em sistemas de um único fluido) e paredes de domínio (em sistemas de dois ou mais fluidos) bastante interessante. Durante esse projeto, focamos a nossa atenção em desenvolver e aplicar técnicas da teoria de campos à física dos fluidos, afim de entender melhor as propriedades relacionadas aos defeitos topológicos, além do interesse matemático envolvendo a busca por soluções analíticas para sistemas de equações diferenciais de segunda ordem, parciais, acopladas e não lineares, tópicas dessa linha de atuação. O mecanismo utilizado será o da redução de ordem de equações diferenciais de segunda ordem, mais conhecido como Formalismo de Primeira Ordem, nesse caso aplicado a sistemas de fluidos que podem ser descritos em uma formulação lagrangeana.

Soluções da Equação de Schrödinger Não-Linear Aplicadas a Sistemas Fluidos.


Aluno (a) envolvido (a): Maria Júlia de Oliveira Holanda

Descrição: A interface no estudo dos fenômenos quânticos não-lineares e a física dos fluidos, permite abranger uma variedade de técnicas advindas da teoria de campos e torna a pesquisa envolta a física de fenômenos não-lineares bastante interessante. Durante esse projeto, focamos a nossa atenção em desenvolver e aplicar essas técnicas a partir da similaridade relacionando as soluções da equação de Schrödinger não-linear às soluções de sistemas fluidos. Outro interesse advém do próprio tratamento matemático envolvendo a busca por soluções analíticas para sistemas de equações diferenciais de segunda ordem, parciais, acopladas e não lineares; tópicas dessa linha de atuação. Entre os mecanismos utilizados, abordaremos principalmente o da redução de ordem de equações diferenciais de segunda ordem, mais conhecido como Formalismo de Primeira Ordem.

FAF deciding on filters on post to be syndicated:

PROEX lança edital para contratação de Pessoa Física para atuação em projeto conveniado entre UEPB e MEC

Array ( [post_title] => PROEX lança edital para contratação de Pessoa Física para atuação em projeto conveniado entre UEPB e MEC [post_content] =>

A Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), através da Pró-Reitoria de Extensão (UEPB), mediante convênio celebrado entre a Instituição e o Ministério da Educação (MEC), divulgou edital para processo seletivo simplificado destinado à contratação de serviços de Pessoa Física (PF) para atuação no projeto de extensão “Educação Ambiental na Pedra da Boca: implantação da estratégia de Comunicação e Educação Ambiental”, conforme estabelecido no Convênio 839100/2016/PROEXT/MEC/SESU.

Os interessados devem efetuar inscrição até o dia 30 de julho, das 8h às 12h, na Secretaria do Departamento de Física, Câmpus VIII, em Araruna. Para inscrição é necessário comprovar as qualificações profissionais exigidas no edital, de acordo com a função, bem como apresentar cópias de RG, CPF, comprovante de residência e de documento do PIS/PASEP ou NIT.

Ao todo, estão sendo ofertadas 17 vagas para cargos como condutor turístico, monitor, professor de yoga, profissional de informática ou de comunicação, designer gráfico e fotógrafo. O processo seletivo será conduzido pela coordenadora do projeto, que constituirá uma banca com representante da Pró-Reitoria de Extensão da UEPB e será realizado mediante entrevista e análise da documentação apresentada pelo candidato que comprove as qualificações para o serviço a ser contratado.

As entrevistas serão realizadas no dia 3 de agosto, a partir das 9h, no Câmpus VIII da UEPB, localizado na Rua Pedro Targino, S/N, Centro, Araruna, em sala a ser definida pela coordenadora do projeto e informada aos candidatos no ato da inscrição. O resultado final com a relação dos candidatos aprovados será publicado pela PROEX na página eletrônica da UEPB, no dia 6 de agosto. Os candidatos selecionados iniciarão os trabalhos conforme demanda do projeto.

O edital completo pode ser conferido clicando AQUI. Outras informações podem ser obtidas pelo telefone (83) 3315-3403.

Texto: Tatiana Brandão

O post PROEX lança edital para contratação de Pessoa Física para atuação em projeto conveniado entre UEPB e MEC apareceu primeiro em UEPB.

[post_excerpt] =>

A Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), através da Pró-Reitoria de Extensão (UEPB), mediante convênio celebrado entre a Instituição e o Ministério da Educação (MEC), divulgou edital para processo seletivo simplificado destinado à contratação de serviços de Pessoa Física (PF) para atuação no projeto de extensão “Educação Ambiental na Pedra da Boca: implantação da estratégia de Leia Mais...

O post PROEX lança edital para contratação de Pessoa Física para atuação em projeto conveniado entre UEPB e MEC apareceu primeiro em UEPB.

[post_date_gmt] => 2018-07-19 10:58:52 [post_date] => 2018-07-19 10:58:52 [post_modified_gmt] => 2018-07-19 10:58:52 [post_modified] => 2018-07-19 10:58:52 [post_status] => publish [comment_status] => closed [ping_status] => closed [guid] => http://www.uepb.edu.br/?p=41896 [meta] => Array ( [enclosure] => Array ( [0] => ) [syndication_source] => CCTS – UEPB [syndication_source_uri] => http://www.uepb.edu.br [syndication_source_id] => http://www.uepb.edu.br/category/centros/ccts/feed/ [rss:comments] => http://www.uepb.edu.br/proex-lanca-edital-para-contratacao-de-servicos-de-pessoa-fisica-para-atuacao-em-projeto-conveniado-entre-uepb-e-mec/#respond [wfw:commentRSS] => http://www.uepb.edu.br/proex-lanca-edital-para-contratacao-de-servicos-de-pessoa-fisica-para-atuacao-em-projeto-conveniado-entre-uepb-e-mec/feed/ [syndication_feed] => http://www.uepb.edu.br/category/centros/ccts/feed/ [syndication_feed_id] => 3 [syndication_permalink] => http://www.uepb.edu.br/proex-lanca-edital-para-contratacao-de-servicos-de-pessoa-fisica-para-atuacao-em-projeto-conveniado-entre-uepb-e-mec/ [syndication_item_hash] => Array ( [0] => e4b0ecaba7161771520ad155f1ce82ad [1] => 7b2384a8fd641624814866aa1c4546aa ) ) [post_type] => post [post_author] => 25 [tax_input] => Array ( [category] => Array ( [0] => 15 [1] => 7 [2] => 2 [3] => 8 ) [post_tag] => Array ( ) [post_format] => Array ( ) ) [post_name] => proex-lanca-edital-para-contratacao-de-pessoa-fisica-para-atuacao-em-projeto-conveniado-entre-uepb-e-mec )

Decide filter: Returning post, everything seems orderly :PROEX lança edital para contratação de Pessoa Física para atuação em projeto conveniado entre UEPB e MEC

Array ( [post_title] => PROEX lança edital para contratação de Pessoa Física para atuação em projeto conveniado entre UEPB e MEC [post_content] =>

A Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), através da Pró-Reitoria de Extensão (UEPB), mediante convênio celebrado entre a Instituição e o Ministério da Educação (MEC), divulgou edital para processo seletivo simplificado destinado à contratação de serviços de Pessoa Física (PF) para atuação no projeto de extensão “Educação Ambiental na Pedra da Boca: implantação da estratégia de Comunicação e Educação Ambiental”, conforme estabelecido no Convênio 839100/2016/PROEXT/MEC/SESU.

Os interessados devem efetuar inscrição até o dia 30 de julho, das 8h às 12h, na Secretaria do Departamento de Física, Câmpus VIII, em Araruna. Para inscrição é necessário comprovar as qualificações profissionais exigidas no edital, de acordo com a função, bem como apresentar cópias de RG, CPF, comprovante de residência e de documento do PIS/PASEP ou NIT.

Ao todo, estão sendo ofertadas 17 vagas para cargos como condutor turístico, monitor, professor de yoga, profissional de informática ou de comunicação, designer gráfico e fotógrafo. O processo seletivo será conduzido pela coordenadora do projeto, que constituirá uma banca com representante da Pró-Reitoria de Extensão da UEPB e será realizado mediante entrevista e análise da documentação apresentada pelo candidato que comprove as qualificações para o serviço a ser contratado.

As entrevistas serão realizadas no dia 3 de agosto, a partir das 9h, no Câmpus VIII da UEPB, localizado na Rua Pedro Targino, S/N, Centro, Araruna, em sala a ser definida pela coordenadora do projeto e informada aos candidatos no ato da inscrição. O resultado final com a relação dos candidatos aprovados será publicado pela PROEX na página eletrônica da UEPB, no dia 6 de agosto. Os candidatos selecionados iniciarão os trabalhos conforme demanda do projeto.

O edital completo pode ser conferido clicando AQUI. Outras informações podem ser obtidas pelo telefone (83) 3315-3403.

Texto: Tatiana Brandão

O post PROEX lança edital para contratação de Pessoa Física para atuação em projeto conveniado entre UEPB e MEC apareceu primeiro em UEPB.

[post_excerpt] =>

A Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), através da Pró-Reitoria de Extensão (UEPB), mediante convênio celebrado entre a Instituição e o Ministério da Educação (MEC), divulgou edital para processo seletivo simplificado destinado à contratação de serviços de Pessoa Física (PF) para atuação no projeto de extensão “Educação Ambiental na Pedra da Boca: implantação da estratégia de Leia Mais...

O post PROEX lança edital para contratação de Pessoa Física para atuação em projeto conveniado entre UEPB e MEC apareceu primeiro em UEPB.

[post_date_gmt] => 2018-07-19 10:58:52 [post_date] => 2018-07-19 10:58:52 [post_modified_gmt] => 2018-07-19 10:58:52 [post_modified] => 2018-07-19 10:58:52 [post_status] => publish [comment_status] => closed [ping_status] => closed [guid] => http://www.uepb.edu.br/?p=41896 [meta] => Array ( [enclosure] => Array ( [0] => ) [syndication_source] => CCTS – UEPB [syndication_source_uri] => http://www.uepb.edu.br [syndication_source_id] => http://www.uepb.edu.br/category/centros/ccts/feed/ [rss:comments] => http://www.uepb.edu.br/proex-lanca-edital-para-contratacao-de-servicos-de-pessoa-fisica-para-atuacao-em-projeto-conveniado-entre-uepb-e-mec/#respond [wfw:commentRSS] => http://www.uepb.edu.br/proex-lanca-edital-para-contratacao-de-servicos-de-pessoa-fisica-para-atuacao-em-projeto-conveniado-entre-uepb-e-mec/feed/ [syndication_feed] => http://www.uepb.edu.br/category/centros/ccts/feed/ [syndication_feed_id] => 3 [syndication_permalink] => http://www.uepb.edu.br/proex-lanca-edital-para-contratacao-de-servicos-de-pessoa-fisica-para-atuacao-em-projeto-conveniado-entre-uepb-e-mec/ [syndication_item_hash] => Array ( [0] => e4b0ecaba7161771520ad155f1ce82ad [1] => 7b2384a8fd641624814866aa1c4546aa ) ) [post_type] => post [post_author] => 25 [tax_input] => Array ( [category] => Array ( [0] => 15 [1] => 7 [2] => 2 [3] => 8 ) [post_tag] => Array ( ) [post_format] => Array ( ) ) [post_name] => proex-lanca-edital-para-contratacao-de-pessoa-fisica-para-atuacao-em-projeto-conveniado-entre-uepb-e-mec )

FAF deciding on filters on post to be syndicated:

2º Encontro de Sanfoneiros e Tocadores de Fole de Oito Baixo encanta crianças e reúne artistas em Araruna

Array ( [post_title] => 2º Encontro de Sanfoneiros e Tocadores de Fole de Oito Baixo encanta crianças e reúne artistas em Araruna [post_content] => Clique para exibir o slide.

O 2° Encontro de Sanfoneiros e Tocadores de Fole de Oito Baixos, promovido pela Pró-Reitoria de Cultura (Procult) da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), desenvolveu uma grande programação por todo o dia da última quinta-feira (26), na cidade de Araruna (PB). O Encontro, que teve como ponto de partida o Câmpus VIII da Instituição, também dispôs, como sede, de cartões postais da cidade, a exemplo do Mercado Público, que foi revitalizado e hoje é palco de apresentações artísticas diversas, e o Parque Estadual da Pedra da Boca – imponente conjunto rochoso fincado no Bioma da Caatinga. Um dos pontos altos da programação foi a exibição dos sanfoneiros para as crianças da rede pública de Araruna.

Aproximadamente 20 sanfoneiros se inscreveram na primeira etapa do Encontro e cada um deles esteve no Mercado Público, no final da tarde, onde 300 crianças do Ensino Fundamental os aguardavam. Os infantes eram oriundos da Escola Municipal João Alves Torres e da Escola Municipal Professor João Moreira Soares. A plateia recebeu efusivamente os sanfoneiros e os emboladores de coco, Canário e Caboclo, que também participaram do espetáculo. Um dos mais animados era Renan da Costa Oliveira, 10, estudante do 4° ano. “É muito bonito o som da sanfona, mas dentro da festa eu nem escuto muito, porque tem a voz do cantor, tem toda a música da banda. Gostei de ouvir aqui só a sanfona, porque assim prestei mais atenção”, disse.

Já a estudante Patrícia Sousa Rodrigues, 11, e mais três amigas, todas alunas do 5° ano, assim que viram os artistas chegando, pediram que tocassem Mc. Loma (funkeira que faz muito sucesso na atualidade). Depois, já estava dançando e cantando junto com os emboladores. “Gostei muito, gosto bastante de forró. A gente escuta de tudo que está tocando, que vê na TV, na Internet, que tem no São João, e gosta para dançar porque é bem animado. Eu ainda não tinha visto uma apresentação assim, com um grupo todo de sanfoneiros”, explicou Patrícia.

A visita ao Parque Estadual da Pedra da Boca, de acordo com o coordenador do Encontro em Araruna, o poeta e servidor da UEPB, Lino Sapo, teve o objetivo de valorizar aquele patrimônio natural. “O local foi escolhido para congregar os sanfoneiros, fazendo a foto oficial do evento em um espaço que é a cara da cidade, assim como eles são a cara da nossa cultura regional. É uma oportunidade, igualmente, para que se sobressaia toda a nossa riqueza turística”, destacou. Sobre o Encontro, Lino, que é conhecido também por seu ativismo cultural, disse estar bastante satisfeito por coordená-lo mais um ano. “É uma alegria, embora também traga alguns pontos negativos, como o fato de muitos deixarem de vir. Alguns imaginam ser uma competição, ficam amedrontados, talvez inseguros pelo evento ser proposto por uma universidade. É um pouco frustrante, pois é feito para eles, então gostaríamos de ter uma presença mais significativa”, contou Lino, que costuma ir na casa de cada sanfoneiro efetuando o convite.

Todo o evento teve a presença do secretário de Turismo de Araruna, Edvaldo Costa, e do gerente de Cultura e Artes do município, Wellington Rafael. “A UEPB em Araruna é um vetor de parcerias proveitosas. Temos variadas colaborações entre a Prefeitura e a Instituição abrangendo diversas esferas do conhecimento e fizemos questão de estar nesta iniciativa, sobremodo pertinente e que enobrece nossos artistas”, destacou Edvaldo. O gerente de Cultura concordou com ele, apontando que é de costume e interesse da Prefeitura prestigiar o trabalho dos sanfoneiros e de todos que envolvem a tradicional música nordestina, notadamente no São João da cidade. “Nosso intuito é seguir elevando o forró pé de serra e prezando por nossas raízes na programação junina”, ressaltou Wellington.

No Câmpus VIII

O 2° Encontro de Sanfoneiros e Tocadores de Fole de Oito Baixos da Paraíba começou bem cedo no auditório do Campus VIII. Efetuaram a abertura, Lino Sapo, o diretor do Centro de Ciências, Tecnologia e Saúde (CCTS), Manuel Antônio Gordón Nunez, o vice-diretor, Leidimar Bezerra e o pró-reitor de Cultura da UEPB, José Cristóvão de Andrade.

Em seguida, começaram as apresentações artísticas com todos os inscritos. A dupla de emboladores Canário e Caboclo também se apresentou com a criação improvisada de versos, interagindo de modo lúdico com a plateia. Mais tarde, o professor de fole de oito baixos do Centro Artístico Cultural (CAC) da UEPB, Luizinho Calixto, iniciou sua exibição, acompanhado por Erivelton da Cunha, também docente do CAC, e por Sandrinho Dupan, um dos responsáveis pela curadoria de Música do Museu dos Três Pandeiros (MAPP).

Na ocasião, Luizinho contou um pouco de sua história como artista e desfiou no fole de oito baixos verdadeiros medalhões do cancioneiro nordestino, privilegiando Luiz Gonzaga. Este ano, o Encontro, além das homenagens aos sanfoneiros locais, tem como cerne a figura de Zé Calixto, irmão de Luizinho, outro instrumentista e compositor célebre, saído da “Família Calixto”. “Por razões de saúde, Zé Calixto não pode nos acompanhar nessa iniciativa, fica difícil para ele se deslocar do Rio de Janeiro, mas recebemos com honra e alegria essa reverência a sua obra”, pontuou.

Ainda participaram do 2º Encontro um dos curadores da área de Cordel do MAPP, Alfrânio Gomes de Brito, o servidor da UEPB Igor Carvalho, o assessor da Procult Agnaldo Barbosa e o estudante de Filosofia da UEPB e pesquisador de Cultura popular, com ênfase em Cordel, José Ferreira Neto.

Homenagem a Cabralzim

O evento em Araruna foi dedicado a coroar a trajetória artística de Abraão Basílio Bezerra, mais conhecido como Cabralzim, de 90 anos. O tocador de fole de oito baixos impressionou o público com sua desenvoltura e entusiasmo, tendo participado integralmente da inciativa, ora se apresentando, ora na plateia, atento à programação do Encontro. Bastante aplaudido, mostrou-se emocionado em vários momentos.

Cabralzim, pai de 12 filhos, conhece a dureza da vida, comum a boa parte dos profissionais do fole e da sanfona. Natural do Sítio Cabaças, distrito de Barra de Santa Rosa (PB), foi criado sem os pais, trabalhando na enxada. Teve como primeiro instrumento o vialejo e, através dele, tocando com os amigos, juntou 300 mil réis para comprar seu primeiro fole em 1952, o que foi motivo de discórdia com a esposa. Aprendeu rápido: após 19 dias já sabia tocar.

Ainda no começo da carreira, Cabralzim recebeu um convite para tocar numa festa na Zona Rural de Remigio (PB). Ganhou 100 mil réis e deu 20 aos seus companheiros. Já em casa, Cabralzim comentou com a esposa acerca da soma recebida. Ela duvidou, mas enxergando a quantia, aceitou-o como músico. Outra passagem da vida de Cabralzim remonta à festa de São Sebastião, em Dona Inês (PB), quando ganhou 200 mil réis. O dinheiro foi usado para realizar um sonho do músico: fazer o batizado da sua filha Maria.

Cabralzim segue desconhecendo as partituras, mas domina totalmente a musicalidade do Nordeste. De ouvido, é capaz de reproduzir o trabalho de gênios dela. Não à toa, a primeira canção que tocou foi “Asa Branca”. A ocasião mais marcante da trajetória dele foi o destaque recebido no 1º Encontro de Sanfoneiros e Tocadores de Fole de Oito Baixos, efetuado em 2017, em Araruna. Na oportunidade, ele e Naldim Sanfoneiro, seu grande amigo, representaram o município de Barra de Santa Rosa, obtendo os primeiros lugares na categoria “Fole” e “Sanfona”, respectivamente.

O pró-reitor de Cultura, professor José Cristóvão de Andrade, parabenizou Cabralzim pelo seu talento e história de luta e resistência. “O nosso Encontro se curva à retidão da vida desse artista e ao brilhantismo com que levou seu ofício. O evento tem esse papel de ocupar os espaços em defesa do legado desses instrumentistas, tão bem representados aqui por Cabralzim. Dignifica a nossa Instituição guardar, proteger e propagar isso para todas as gerações”, enfatizou.

Acompanhando o Encontro, o prefeito de Barra de Santa Rosa, Neto Nepomuceno, igualmente ressaltou o quanto a cidade se orgulha pelo trabalho de Cabralzim. “É um filho ilustre barrense, só felicidades nos trouxe. É com sentimento de orgulho que o acompanhamos”, apontou.

Texto: Oziella Inocêncio
Fotos: Talitta Uchôa, Hugo Tabosa e Uirá Agra

O post 2º Encontro de Sanfoneiros e Tocadores de Fole de Oito Baixo encanta crianças e reúne artistas em Araruna apareceu primeiro em UEPB.

[post_excerpt] =>

O 2° Encontro de Sanfoneiros e Tocadores de Fole de Oito Baixos, promovido pela Pró-Reitoria de Cultura (Procult) da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), desenvolveu uma grande programação por todo o dia da última quinta-feira (26), na cidade de Araruna (PB). O Encontro, que teve como ponto de partida o Câmpus VIII da Instituição, também Leia Mais...

O post 2º Encontro de Sanfoneiros e Tocadores de Fole de Oito Baixo encanta crianças e reúne artistas em Araruna apareceu primeiro em UEPB.

[post_date_gmt] => 2018-04-28 13:28:21 [post_date] => 2018-04-28 13:28:21 [post_modified_gmt] => 2018-04-28 13:28:21 [post_modified] => 2018-04-28 13:28:21 [post_status] => publish [comment_status] => closed [ping_status] => closed [guid] => http://www.uepb.edu.br/?p=40058 [meta] => Array ( [enclosure] => Array ( [0] => ) [syndication_source] => CCTS – UEPB [syndication_source_uri] => http://www.uepb.edu.br [syndication_source_id] => http://www.uepb.edu.br/category/centros/ccts/feed/ [rss:comments] => http://www.uepb.edu.br/2o-encontro-de-sanfoneiros-e-tocadores-de-fole-de-oito-baixo-encanta-criancas-e-reune-artistas-em-araruna/#respond [wfw:commentRSS] => http://www.uepb.edu.br/2o-encontro-de-sanfoneiros-e-tocadores-de-fole-de-oito-baixo-encanta-criancas-e-reune-artistas-em-araruna/feed/ [syndication_feed] => http://www.uepb.edu.br/category/centros/ccts/feed/ [syndication_feed_id] => 3 [syndication_permalink] => http://www.uepb.edu.br/2o-encontro-de-sanfoneiros-e-tocadores-de-fole-de-oito-baixo-encanta-criancas-e-reune-artistas-em-araruna/ [syndication_item_hash] => Array ( [0] => f16f018a1d17cda4b895edb3e015411a [1] => 0aa1ad4814e906616ef8f6b39afba4bb ) ) [post_type] => post [post_author] => 25 [tax_input] => Array ( [category] => Array ( [0] => 7 [1] => 2 ) [post_tag] => Array ( ) [post_format] => Array ( ) ) [post_name] => 2o-encontro-de-sanfoneiros-e-tocadores-de-fole-de-oito-baixo-encanta-criancas-e-reune-artistas-em-araruna )

Decide filter: Returning post, everything seems orderly :2º Encontro de Sanfoneiros e Tocadores de Fole de Oito Baixo encanta crianças e reúne artistas em Araruna

Array ( [post_title] => 2º Encontro de Sanfoneiros e Tocadores de Fole de Oito Baixo encanta crianças e reúne artistas em Araruna [post_content] => Clique para exibir o slide.

O 2° Encontro de Sanfoneiros e Tocadores de Fole de Oito Baixos, promovido pela Pró-Reitoria de Cultura (Procult) da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), desenvolveu uma grande programação por todo o dia da última quinta-feira (26), na cidade de Araruna (PB). O Encontro, que teve como ponto de partida o Câmpus VIII da Instituição, também dispôs, como sede, de cartões postais da cidade, a exemplo do Mercado Público, que foi revitalizado e hoje é palco de apresentações artísticas diversas, e o Parque Estadual da Pedra da Boca – imponente conjunto rochoso fincado no Bioma da Caatinga. Um dos pontos altos da programação foi a exibição dos sanfoneiros para as crianças da rede pública de Araruna.

Aproximadamente 20 sanfoneiros se inscreveram na primeira etapa do Encontro e cada um deles esteve no Mercado Público, no final da tarde, onde 300 crianças do Ensino Fundamental os aguardavam. Os infantes eram oriundos da Escola Municipal João Alves Torres e da Escola Municipal Professor João Moreira Soares. A plateia recebeu efusivamente os sanfoneiros e os emboladores de coco, Canário e Caboclo, que também participaram do espetáculo. Um dos mais animados era Renan da Costa Oliveira, 10, estudante do 4° ano. “É muito bonito o som da sanfona, mas dentro da festa eu nem escuto muito, porque tem a voz do cantor, tem toda a música da banda. Gostei de ouvir aqui só a sanfona, porque assim prestei mais atenção”, disse.

Já a estudante Patrícia Sousa Rodrigues, 11, e mais três amigas, todas alunas do 5° ano, assim que viram os artistas chegando, pediram que tocassem Mc. Loma (funkeira que faz muito sucesso na atualidade). Depois, já estava dançando e cantando junto com os emboladores. “Gostei muito, gosto bastante de forró. A gente escuta de tudo que está tocando, que vê na TV, na Internet, que tem no São João, e gosta para dançar porque é bem animado. Eu ainda não tinha visto uma apresentação assim, com um grupo todo de sanfoneiros”, explicou Patrícia.

A visita ao Parque Estadual da Pedra da Boca, de acordo com o coordenador do Encontro em Araruna, o poeta e servidor da UEPB, Lino Sapo, teve o objetivo de valorizar aquele patrimônio natural. “O local foi escolhido para congregar os sanfoneiros, fazendo a foto oficial do evento em um espaço que é a cara da cidade, assim como eles são a cara da nossa cultura regional. É uma oportunidade, igualmente, para que se sobressaia toda a nossa riqueza turística”, destacou. Sobre o Encontro, Lino, que é conhecido também por seu ativismo cultural, disse estar bastante satisfeito por coordená-lo mais um ano. “É uma alegria, embora também traga alguns pontos negativos, como o fato de muitos deixarem de vir. Alguns imaginam ser uma competição, ficam amedrontados, talvez inseguros pelo evento ser proposto por uma universidade. É um pouco frustrante, pois é feito para eles, então gostaríamos de ter uma presença mais significativa”, contou Lino, que costuma ir na casa de cada sanfoneiro efetuando o convite.

Todo o evento teve a presença do secretário de Turismo de Araruna, Edvaldo Costa, e do gerente de Cultura e Artes do município, Wellington Rafael. “A UEPB em Araruna é um vetor de parcerias proveitosas. Temos variadas colaborações entre a Prefeitura e a Instituição abrangendo diversas esferas do conhecimento e fizemos questão de estar nesta iniciativa, sobremodo pertinente e que enobrece nossos artistas”, destacou Edvaldo. O gerente de Cultura concordou com ele, apontando que é de costume e interesse da Prefeitura prestigiar o trabalho dos sanfoneiros e de todos que envolvem a tradicional música nordestina, notadamente no São João da cidade. “Nosso intuito é seguir elevando o forró pé de serra e prezando por nossas raízes na programação junina”, ressaltou Wellington.

No Câmpus VIII

O 2° Encontro de Sanfoneiros e Tocadores de Fole de Oito Baixos da Paraíba começou bem cedo no auditório do Campus VIII. Efetuaram a abertura, Lino Sapo, o diretor do Centro de Ciências, Tecnologia e Saúde (CCTS), Manuel Antônio Gordón Nunez, o vice-diretor, Leidimar Bezerra e o pró-reitor de Cultura da UEPB, José Cristóvão de Andrade.

Em seguida, começaram as apresentações artísticas com todos os inscritos. A dupla de emboladores Canário e Caboclo também se apresentou com a criação improvisada de versos, interagindo de modo lúdico com a plateia. Mais tarde, o professor de fole de oito baixos do Centro Artístico Cultural (CAC) da UEPB, Luizinho Calixto, iniciou sua exibição, acompanhado por Erivelton da Cunha, também docente do CAC, e por Sandrinho Dupan, um dos responsáveis pela curadoria de Música do Museu dos Três Pandeiros (MAPP).

Na ocasião, Luizinho contou um pouco de sua história como artista e desfiou no fole de oito baixos verdadeiros medalhões do cancioneiro nordestino, privilegiando Luiz Gonzaga. Este ano, o Encontro, além das homenagens aos sanfoneiros locais, tem como cerne a figura de Zé Calixto, irmão de Luizinho, outro instrumentista e compositor célebre, saído da “Família Calixto”. “Por razões de saúde, Zé Calixto não pode nos acompanhar nessa iniciativa, fica difícil para ele se deslocar do Rio de Janeiro, mas recebemos com honra e alegria essa reverência a sua obra”, pontuou.

Ainda participaram do 2º Encontro um dos curadores da área de Cordel do MAPP, Alfrânio Gomes de Brito, o servidor da UEPB Igor Carvalho, o assessor da Procult Agnaldo Barbosa e o estudante de Filosofia da UEPB e pesquisador de Cultura popular, com ênfase em Cordel, José Ferreira Neto.

Homenagem a Cabralzim

O evento em Araruna foi dedicado a coroar a trajetória artística de Abraão Basílio Bezerra, mais conhecido como Cabralzim, de 90 anos. O tocador de fole de oito baixos impressionou o público com sua desenvoltura e entusiasmo, tendo participado integralmente da inciativa, ora se apresentando, ora na plateia, atento à programação do Encontro. Bastante aplaudido, mostrou-se emocionado em vários momentos.

Cabralzim, pai de 12 filhos, conhece a dureza da vida, comum a boa parte dos profissionais do fole e da sanfona. Natural do Sítio Cabaças, distrito de Barra de Santa Rosa (PB), foi criado sem os pais, trabalhando na enxada. Teve como primeiro instrumento o vialejo e, através dele, tocando com os amigos, juntou 300 mil réis para comprar seu primeiro fole em 1952, o que foi motivo de discórdia com a esposa. Aprendeu rápido: após 19 dias já sabia tocar.

Ainda no começo da carreira, Cabralzim recebeu um convite para tocar numa festa na Zona Rural de Remigio (PB). Ganhou 100 mil réis e deu 20 aos seus companheiros. Já em casa, Cabralzim comentou com a esposa acerca da soma recebida. Ela duvidou, mas enxergando a quantia, aceitou-o como músico. Outra passagem da vida de Cabralzim remonta à festa de São Sebastião, em Dona Inês (PB), quando ganhou 200 mil réis. O dinheiro foi usado para realizar um sonho do músico: fazer o batizado da sua filha Maria.

Cabralzim segue desconhecendo as partituras, mas domina totalmente a musicalidade do Nordeste. De ouvido, é capaz de reproduzir o trabalho de gênios dela. Não à toa, a primeira canção que tocou foi “Asa Branca”. A ocasião mais marcante da trajetória dele foi o destaque recebido no 1º Encontro de Sanfoneiros e Tocadores de Fole de Oito Baixos, efetuado em 2017, em Araruna. Na oportunidade, ele e Naldim Sanfoneiro, seu grande amigo, representaram o município de Barra de Santa Rosa, obtendo os primeiros lugares na categoria “Fole” e “Sanfona”, respectivamente.

O pró-reitor de Cultura, professor José Cristóvão de Andrade, parabenizou Cabralzim pelo seu talento e história de luta e resistência. “O nosso Encontro se curva à retidão da vida desse artista e ao brilhantismo com que levou seu ofício. O evento tem esse papel de ocupar os espaços em defesa do legado desses instrumentistas, tão bem representados aqui por Cabralzim. Dignifica a nossa Instituição guardar, proteger e propagar isso para todas as gerações”, enfatizou.

Acompanhando o Encontro, o prefeito de Barra de Santa Rosa, Neto Nepomuceno, igualmente ressaltou o quanto a cidade se orgulha pelo trabalho de Cabralzim. “É um filho ilustre barrense, só felicidades nos trouxe. É com sentimento de orgulho que o acompanhamos”, apontou.

Texto: Oziella Inocêncio
Fotos: Talitta Uchôa, Hugo Tabosa e Uirá Agra

O post 2º Encontro de Sanfoneiros e Tocadores de Fole de Oito Baixo encanta crianças e reúne artistas em Araruna apareceu primeiro em UEPB.

[post_excerpt] =>

O 2° Encontro de Sanfoneiros e Tocadores de Fole de Oito Baixos, promovido pela Pró-Reitoria de Cultura (Procult) da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), desenvolveu uma grande programação por todo o dia da última quinta-feira (26), na cidade de Araruna (PB). O Encontro, que teve como ponto de partida o Câmpus VIII da Instituição, também Leia Mais...

O post 2º Encontro de Sanfoneiros e Tocadores de Fole de Oito Baixo encanta crianças e reúne artistas em Araruna apareceu primeiro em UEPB.

[post_date_gmt] => 2018-04-28 13:28:21 [post_date] => 2018-04-28 13:28:21 [post_modified_gmt] => 2018-04-28 13:28:21 [post_modified] => 2018-04-28 13:28:21 [post_status] => publish [comment_status] => closed [ping_status] => closed [guid] => http://www.uepb.edu.br/?p=40058 [meta] => Array ( [enclosure] => Array ( [0] => ) [syndication_source] => CCTS – UEPB [syndication_source_uri] => http://www.uepb.edu.br [syndication_source_id] => http://www.uepb.edu.br/category/centros/ccts/feed/ [rss:comments] => http://www.uepb.edu.br/2o-encontro-de-sanfoneiros-e-tocadores-de-fole-de-oito-baixo-encanta-criancas-e-reune-artistas-em-araruna/#respond [wfw:commentRSS] => http://www.uepb.edu.br/2o-encontro-de-sanfoneiros-e-tocadores-de-fole-de-oito-baixo-encanta-criancas-e-reune-artistas-em-araruna/feed/ [syndication_feed] => http://www.uepb.edu.br/category/centros/ccts/feed/ [syndication_feed_id] => 3 [syndication_permalink] => http://www.uepb.edu.br/2o-encontro-de-sanfoneiros-e-tocadores-de-fole-de-oito-baixo-encanta-criancas-e-reune-artistas-em-araruna/ [syndication_item_hash] => Array ( [0] => f16f018a1d17cda4b895edb3e015411a [1] => 0aa1ad4814e906616ef8f6b39afba4bb ) ) [post_type] => post [post_author] => 25 [tax_input] => Array ( [category] => Array ( [0] => 7 [1] => 2 ) [post_tag] => Array ( ) [post_format] => Array ( ) ) [post_name] => 2o-encontro-de-sanfoneiros-e-tocadores-de-fole-de-oito-baixo-encanta-criancas-e-reune-artistas-em-araruna )

FAF deciding on filters on post to be syndicated:

5ª Jornada Interdisciplinar de Odontologia da UEPB apresenta novas técnicas de tratamento bucal

Array ( [post_title] => 5ª Jornada Interdisciplinar de Odontologia da UEPB apresenta novas técnicas de tratamento bucal [post_content] => Clique para exibir o slide.

Os avanços tecnológicos têm trazido inúmeras vantagens para a saúde bucal. A Odontologia tem sido uma das áreas que mais tem aperfeiçoado seus tratamentos, com empregos de técnicas modernas e inovadoras que prometem revolucionar o tratamento de pacientes. As cirurgias de implantes estão cada vez mais eficazes e os recursos modernos e equipamentos sofisticados asseguram a eficiência nas cirurgias.

Os futuros odontólogos formados pelo curso de Odontologia da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), em funcionamento no Centro de Ciências, Tecnologia e Saúde (CCTS), Câmpus VIII, na cidade de Araruna, têm acesso a essas tecnologias e ao que existe de mais atual no campo da Odontologia.

Algumas dessas técnicas estão sendo apresentadas e revistas na 5ª Jornada Interdisciplinar de Odontologia (Interodonto). Realizada pela 6ª turma do 10º período do curso de Odontologia do CCTS, a jornada aborda a temática “Estética orofacial: os desafios da Odontologia atual”. O evento engloba palestras, exposições de painéis e workshops, tendo em vista o aperfeiçoamento, o compartilhamento de conhecimentos e a capacitação profissional dos estudantes de Odontologia.

Um dos minicursos, “Técnicas de cimentação de pinos de fibra de vidro: da teoria à prática”, foi ministrado na manhã desta quinta-feira (5), na pré-clínica do curso, pelo professor Marcelo Vasconcelos Gadelha. Ele apresentou técnicas modernas de cimentação de pinos de fibra de vidros com diversos materiais que existem no mercado. A ideia foi mostrar como os futuros odontólogos poderão usar a tecnologia empregada no CCTS para fazer restaurações com eficiência e segurança.

O minicurso foi dividido em duas etapas, onde, na parte teórica, o professor fez uma explanação detalhada dos passos clínicos e, posteriormente, os alunos trabalharam a parte prática usando dentes naturais, utilizando os diversos recursos de cimentação. “O aluno pratica e já sai daqui com certa segurança para a clínica. Hoje, as técnicas são modernas e dão segurança. A restauração é efetiva e não existe comprometimento nenhum, desde que o odontólogo utilize o protocolo correto para cada cimento”, explicou.

Estudante do 10º período, Ana Vitória Leite Lino disse que as informações obtidas no minicurso enriqueceram ainda mais seus conhecimentos, deixando-a ainda mais segura para futuramente encarar o mercado de trabalho. “Esse é um tipo de evento que auxilia tanto a gente que está concluindo o curso como os novatos que estão chegando. Obtemos ricas informações sobre a Odontologia, que é abrangente e linda”, frisou. Ela ressaltou que, cada vez mais, o curso de Odontologia da UEPB utiliza materiais adequados com nova tecnologia, deixando o tratamento com a perfeição e melhor estética de funcionamento.

O curso, que já desponta como centro de excelência na formação dos futuros profissionais da área, realiza nesta sexta-feira, pela primeira vez na região, uma cirurgia de reconstrução alveolar, transmitida ao vivo. Chefiada pelo cirurgião e professor Pedro Heverton Marques Góes, e auxiliado pelo professor Eduardo Montenegro, o procedimento será uma inovação no CCTS. Antes da cirurgia, o professor fará uma explanação sobre implantodontia. No caso, será feito uma exodontia, que é a remoção cirúrgica de um elemento dentário sem retalho e com o mínimo de trauma ao paciente.

“Após esse procedimento, conduziremos a reconstrução do local com enxertos de membranas e com tudo o que tem de melhor hoje para que, no futuro, seja feito o procedimento de implantodontia”, detalhou professor Pedro Heverton. Enquanto o professor estiver em ambiente clínico, uma equipe estará filmando todo o procedimento que será assistido ao vivo pelos alunos, no Auditório no Câmpus. O paciente foi devidamente preparado com a realização das consultas prévias e planejamento.

A outra cirurgia será periodontal, que consiste em uma correção de sorriso gengival, através da gengivoplastia, a ser conduzida pela professora Karina Menezes da Universidade Federal do Rio Grande do Norte. (UFRN). A estudante Kalilley Frazão está no último ano do curso e disse que a jornada tem sido um momento rico e de aprendizado. Ela destacou que o curso de Araruna procurou trazer para essa semana o que existe de mais novo na Odontologia.

Cirurgião dentista e diretor do Câmpus VIII, o professor Manuel Antônio Gordón Nunez, destacou o nível do Interodonto e a capacidade dos alunos em promover um evento que dá visibilidade ao curso. Ele ressaltou o nível de qualidade dos trabalhos apresentados, sempre utilizando recursos atuais e modernos. O destaque é o emprego da tecnologia no tratamento dentário. Um dos trabalhos, “Tumores odontogênios odontomo”, utiliza uma tecnologia cara e ainda inacessível a saúde pública, mas que já pode ser utilizada nas clínicas da UEPB. “É uma tecnologia cara, mas a UEPB já está ofertando à sociedade no Hospital de Trauma de Campina Grande. As tecnologias apresentadas aqui mostram que a nossa Universidade está dando um salto no tempo e avançando”, frisou.

A 5ª Jornada Interdisciplinar de Odontologia da UEPB está reunido até esta sexta-feira (6) mais de 200 pessoas entre estudantes e professores de diversas instituições. Ao todo são 14 palestras com especialistas de diversas universidades do Nordeste, três minicursos e duas cirurgias transmitidas ao vivo, que têm contribuído para o aperfeiçoamento dos conhecimentos dos futuros odontólogos.

Um dos espaços do Câmpus foi reservado para exposição de painéis, retratando projetos e pesquisas dos estudantes nas diversas áreas da Odontologia. No total, 42 painéis foram expostos e avaliados por professores do curso. Entre os trabalhos, destaque para “Novas tecnologias para manejo de comportamento em Odontopediatria”, desenvolvido pela estudante Laise Roda de Araújo.

A abertura oficial do evento aconteceu na noite da quarta-feira (4), com a palestra “Laminados e cerâmicos: uma alternativa estética conservadora para a reabilitação de dentes anteriores”, que foi ministrada pelo professor Robinsom Montenegro, da Universidade Federal da Paraíba (UFPB). “Jornadas como essas são importantes para a gente compartilhar conhecimentos. Tentamos trazer profissionais de várias áreas, cada um com vasta experiência na sua especialidade. A ideia é passar o que tem de mais novo. A Odontologia está em constante mudanças”, destacou o professor Pedro Góes, coordenador geral do evento.

 

Texto: Severino Lopes
Fotos: Ísis Coelho

O post 5ª Jornada Interdisciplinar de Odontologia da UEPB apresenta novas técnicas de tratamento bucal apareceu primeiro em UEPB.

[post_excerpt] =>

Os avanços tecnológicos têm trazido inúmeras vantagens para a saúde bucal. A Odontologia tem sido uma das áreas que mais tem aperfeiçoado seus tratamentos, com empregos de técnicas modernas e inovadoras que prometem revolucionar o tratamento de pacientes. As cirurgias de implantes estão cada vez mais eficazes e os recursos modernos e equipamentos sofisticados asseguram Leia Mais...

O post 5ª Jornada Interdisciplinar de Odontologia da UEPB apresenta novas técnicas de tratamento bucal apareceu primeiro em UEPB.

[post_date_gmt] => 2018-04-05 20:57:26 [post_date] => 2018-04-05 20:57:26 [post_modified_gmt] => 2018-04-05 20:57:26 [post_modified] => 2018-04-05 20:57:26 [post_status] => publish [comment_status] => closed [ping_status] => closed [guid] => http://www.uepb.edu.br/?p=39500 [meta] => Array ( [enclosure] => Array ( [0] => ) [syndication_source] => CCTS – UEPB [syndication_source_uri] => http://www.uepb.edu.br [syndication_source_id] => http://www.uepb.edu.br/category/centros/ccts/feed/ [rss:comments] => http://www.uepb.edu.br/5a-jornada-interdisciplinar-de-odontologia-da-uepb-apresenta-novas-tecnicas-de-tratamento-bucal/#respond [wfw:commentRSS] => http://www.uepb.edu.br/5a-jornada-interdisciplinar-de-odontologia-da-uepb-apresenta-novas-tecnicas-de-tratamento-bucal/feed/ [syndication_feed] => http://www.uepb.edu.br/category/centros/ccts/feed/ [syndication_feed_id] => 3 [syndication_permalink] => http://www.uepb.edu.br/5a-jornada-interdisciplinar-de-odontologia-da-uepb-apresenta-novas-tecnicas-de-tratamento-bucal/ [syndication_item_hash] => Array ( [0] => a2379134e8d3fbfac766025aad053da7 [1] => 8c9f718e932f013832b1652977e15e57 ) ) [post_type] => post [post_author] => 25 [tax_input] => Array ( [category] => Array ( [0] => 7 [1] => 2 ) [post_tag] => Array ( ) [post_format] => Array ( ) ) [post_name] => 5a-jornada-interdisciplinar-de-odontologia-da-uepb-apresenta-novas-tecnicas-de-tratamento-bucal )

Decide filter: Returning post, everything seems orderly :5ª Jornada Interdisciplinar de Odontologia da UEPB apresenta novas técnicas de tratamento bucal

Array ( [post_title] => 5ª Jornada Interdisciplinar de Odontologia da UEPB apresenta novas técnicas de tratamento bucal [post_content] => Clique para exibir o slide.

Os avanços tecnológicos têm trazido inúmeras vantagens para a saúde bucal. A Odontologia tem sido uma das áreas que mais tem aperfeiçoado seus tratamentos, com empregos de técnicas modernas e inovadoras que prometem revolucionar o tratamento de pacientes. As cirurgias de implantes estão cada vez mais eficazes e os recursos modernos e equipamentos sofisticados asseguram a eficiência nas cirurgias.

Os futuros odontólogos formados pelo curso de Odontologia da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), em funcionamento no Centro de Ciências, Tecnologia e Saúde (CCTS), Câmpus VIII, na cidade de Araruna, têm acesso a essas tecnologias e ao que existe de mais atual no campo da Odontologia.

Algumas dessas técnicas estão sendo apresentadas e revistas na 5ª Jornada Interdisciplinar de Odontologia (Interodonto). Realizada pela 6ª turma do 10º período do curso de Odontologia do CCTS, a jornada aborda a temática “Estética orofacial: os desafios da Odontologia atual”. O evento engloba palestras, exposições de painéis e workshops, tendo em vista o aperfeiçoamento, o compartilhamento de conhecimentos e a capacitação profissional dos estudantes de Odontologia.

Um dos minicursos, “Técnicas de cimentação de pinos de fibra de vidro: da teoria à prática”, foi ministrado na manhã desta quinta-feira (5), na pré-clínica do curso, pelo professor Marcelo Vasconcelos Gadelha. Ele apresentou técnicas modernas de cimentação de pinos de fibra de vidros com diversos materiais que existem no mercado. A ideia foi mostrar como os futuros odontólogos poderão usar a tecnologia empregada no CCTS para fazer restaurações com eficiência e segurança.

O minicurso foi dividido em duas etapas, onde, na parte teórica, o professor fez uma explanação detalhada dos passos clínicos e, posteriormente, os alunos trabalharam a parte prática usando dentes naturais, utilizando os diversos recursos de cimentação. “O aluno pratica e já sai daqui com certa segurança para a clínica. Hoje, as técnicas são modernas e dão segurança. A restauração é efetiva e não existe comprometimento nenhum, desde que o odontólogo utilize o protocolo correto para cada cimento”, explicou.

Estudante do 10º período, Ana Vitória Leite Lino disse que as informações obtidas no minicurso enriqueceram ainda mais seus conhecimentos, deixando-a ainda mais segura para futuramente encarar o mercado de trabalho. “Esse é um tipo de evento que auxilia tanto a gente que está concluindo o curso como os novatos que estão chegando. Obtemos ricas informações sobre a Odontologia, que é abrangente e linda”, frisou. Ela ressaltou que, cada vez mais, o curso de Odontologia da UEPB utiliza materiais adequados com nova tecnologia, deixando o tratamento com a perfeição e melhor estética de funcionamento.

O curso, que já desponta como centro de excelência na formação dos futuros profissionais da área, realiza nesta sexta-feira, pela primeira vez na região, uma cirurgia de reconstrução alveolar, transmitida ao vivo. Chefiada pelo cirurgião e professor Pedro Heverton Marques Góes, e auxiliado pelo professor Eduardo Montenegro, o procedimento será uma inovação no CCTS. Antes da cirurgia, o professor fará uma explanação sobre implantodontia. No caso, será feito uma exodontia, que é a remoção cirúrgica de um elemento dentário sem retalho e com o mínimo de trauma ao paciente.

“Após esse procedimento, conduziremos a reconstrução do local com enxertos de membranas e com tudo o que tem de melhor hoje para que, no futuro, seja feito o procedimento de implantodontia”, detalhou professor Pedro Heverton. Enquanto o professor estiver em ambiente clínico, uma equipe estará filmando todo o procedimento que será assistido ao vivo pelos alunos, no Auditório no Câmpus. O paciente foi devidamente preparado com a realização das consultas prévias e planejamento.

A outra cirurgia será periodontal, que consiste em uma correção de sorriso gengival, através da gengivoplastia, a ser conduzida pela professora Karina Menezes da Universidade Federal do Rio Grande do Norte. (UFRN). A estudante Kalilley Frazão está no último ano do curso e disse que a jornada tem sido um momento rico e de aprendizado. Ela destacou que o curso de Araruna procurou trazer para essa semana o que existe de mais novo na Odontologia.

Cirurgião dentista e diretor do Câmpus VIII, o professor Manuel Antônio Gordón Nunez, destacou o nível do Interodonto e a capacidade dos alunos em promover um evento que dá visibilidade ao curso. Ele ressaltou o nível de qualidade dos trabalhos apresentados, sempre utilizando recursos atuais e modernos. O destaque é o emprego da tecnologia no tratamento dentário. Um dos trabalhos, “Tumores odontogênios odontomo”, utiliza uma tecnologia cara e ainda inacessível a saúde pública, mas que já pode ser utilizada nas clínicas da UEPB. “É uma tecnologia cara, mas a UEPB já está ofertando à sociedade no Hospital de Trauma de Campina Grande. As tecnologias apresentadas aqui mostram que a nossa Universidade está dando um salto no tempo e avançando”, frisou.

A 5ª Jornada Interdisciplinar de Odontologia da UEPB está reunido até esta sexta-feira (6) mais de 200 pessoas entre estudantes e professores de diversas instituições. Ao todo são 14 palestras com especialistas de diversas universidades do Nordeste, três minicursos e duas cirurgias transmitidas ao vivo, que têm contribuído para o aperfeiçoamento dos conhecimentos dos futuros odontólogos.

Um dos espaços do Câmpus foi reservado para exposição de painéis, retratando projetos e pesquisas dos estudantes nas diversas áreas da Odontologia. No total, 42 painéis foram expostos e avaliados por professores do curso. Entre os trabalhos, destaque para “Novas tecnologias para manejo de comportamento em Odontopediatria”, desenvolvido pela estudante Laise Roda de Araújo.

A abertura oficial do evento aconteceu na noite da quarta-feira (4), com a palestra “Laminados e cerâmicos: uma alternativa estética conservadora para a reabilitação de dentes anteriores”, que foi ministrada pelo professor Robinsom Montenegro, da Universidade Federal da Paraíba (UFPB). “Jornadas como essas são importantes para a gente compartilhar conhecimentos. Tentamos trazer profissionais de várias áreas, cada um com vasta experiência na sua especialidade. A ideia é passar o que tem de mais novo. A Odontologia está em constante mudanças”, destacou o professor Pedro Góes, coordenador geral do evento.

 

Texto: Severino Lopes
Fotos: Ísis Coelho

O post 5ª Jornada Interdisciplinar de Odontologia da UEPB apresenta novas técnicas de tratamento bucal apareceu primeiro em UEPB.

[post_excerpt] =>

Os avanços tecnológicos têm trazido inúmeras vantagens para a saúde bucal. A Odontologia tem sido uma das áreas que mais tem aperfeiçoado seus tratamentos, com empregos de técnicas modernas e inovadoras que prometem revolucionar o tratamento de pacientes. As cirurgias de implantes estão cada vez mais eficazes e os recursos modernos e equipamentos sofisticados asseguram Leia Mais...

O post 5ª Jornada Interdisciplinar de Odontologia da UEPB apresenta novas técnicas de tratamento bucal apareceu primeiro em UEPB.

[post_date_gmt] => 2018-04-05 20:57:26 [post_date] => 2018-04-05 20:57:26 [post_modified_gmt] => 2018-04-05 20:57:26 [post_modified] => 2018-04-05 20:57:26 [post_status] => publish [comment_status] => closed [ping_status] => closed [guid] => http://www.uepb.edu.br/?p=39500 [meta] => Array ( [enclosure] => Array ( [0] => ) [syndication_source] => CCTS – UEPB [syndication_source_uri] => http://www.uepb.edu.br [syndication_source_id] => http://www.uepb.edu.br/category/centros/ccts/feed/ [rss:comments] => http://www.uepb.edu.br/5a-jornada-interdisciplinar-de-odontologia-da-uepb-apresenta-novas-tecnicas-de-tratamento-bucal/#respond [wfw:commentRSS] => http://www.uepb.edu.br/5a-jornada-interdisciplinar-de-odontologia-da-uepb-apresenta-novas-tecnicas-de-tratamento-bucal/feed/ [syndication_feed] => http://www.uepb.edu.br/category/centros/ccts/feed/ [syndication_feed_id] => 3 [syndication_permalink] => http://www.uepb.edu.br/5a-jornada-interdisciplinar-de-odontologia-da-uepb-apresenta-novas-tecnicas-de-tratamento-bucal/ [syndication_item_hash] => Array ( [0] => a2379134e8d3fbfac766025aad053da7 [1] => 8c9f718e932f013832b1652977e15e57 ) ) [post_type] => post [post_author] => 25 [tax_input] => Array ( [category] => Array ( [0] => 7 [1] => 2 ) [post_tag] => Array ( ) [post_format] => Array ( ) ) [post_name] => 5a-jornada-interdisciplinar-de-odontologia-da-uepb-apresenta-novas-tecnicas-de-tratamento-bucal )

FAF deciding on filters on post to be syndicated:

Palestra sobre reforma do Ensino Médio marca abertura da 3ª Semana de Educação para a Ciência no CCTS

Array ( [post_title] => Palestra sobre reforma do Ensino Médio marca abertura da 3ª Semana de Educação para a Ciência no CCTS [post_content] => Clique para exibir o slide.

A 3ª edição da Semana de Educação para a Ciência (SEMEC), realizada pelo Centro de Ciências, Tecnologia e Saúde (CCTS) da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), Câmpus de Monteiro, foi aberta nesta segunda-feira (27) com uma palestra sobre a Lei 13.415/2017, que trata sobre reforma do Ensino Médio, proposta pelo Governo Federal. O tema foi abordado pelo professor da Universidade Federal da Paraíba (UFPB), Luiz de Sousa Júnior, que apresentou a medida e apontou suas aplicações na formação dos jovens brasileiros.

De acordo com Luiz de Sousa, no conjunto geral da proposta, a situação é muito complicada. Ele abordou o assunto sob o seguinte tema: “A contrarreforma do Ensino Médio: dualismo educacional e assepsia curricular”, destacando o cenário vivenciado pelo Brasil no que diz respeito também às reformas trabalhistas, da previdência, bem como do congelamento dos gastos, além da terceirização e privatização das políticas sociais.

“O conceito de contrarreforma é uma reforma que desfaz sem construir nada de positivo neste lugar. É uma contrarreforma regressiva essa do Ensino Médio, já que o dualismo educacional proposto retoma a ideia que vem dos anos de 1940. Já a assepsia curricular apresenta uma flexibilização que está se discutindo muito atualmente em todos os setores, mas, na verdade, traz muito da proposta de limpar as disciplinas que não são utilitaristas, já que o que o governo quer é que fiquem apenas as disciplinas básicas”, introduziu o professor.

Durante sua explanação, o palestrante ainda ressaltou que é preciso entender todo o conjunto das reformas propostas pelo Governo Federal, para que se tenha uma ideia real dos prejuízos que essas mudanças trarão, principalmente no processo de formação educacional dos jovens brasileiros. “Nesse momento, temos um governo que está desconstruindo tudo aquilo que significou em algum momento a ideia de bem-estar social. A Constituição de 1988 aponta para esse sentido, mas hoje temos um desmonte disso e, mais ainda, estamos retroagindo em coisas positivas que foram conquistas há mais de 70 anos”, acrescentou Luiz Sousa.

O vice-reitor da UEPB, professor Flávio Romero Guimarães, que participou da mesa de abertura da 3ª SEMEC, valorizou a realização do evento e fez questão de destacar que a Reforma do Ensino Médio foi proposta pelo governo através de um instrumento pouco apropriado para se lançar uma mudança na Educação, que foi através de Medida Provisória, pouco tempo depois da configuração do Plano Nacional de Educação (PNE) de 2014. “Essa proposta de reforma teve quase que uma unanimidade de rejeição dos estudiosos, não somente pelo conteúdo, mas também pela forma”, destacou Flávio.

Flávio ainda afirmou que essa proposta caminha em sentido contrário com o que estava em construção no país, uma vez que, segundo ele, qualquer reforma tem uma intencionalidade que representa uma ideologia que está por trás de quem a propõe. “Ao se discutir esse tema, vamos perceber o tamanho de nosso desafio. Não se pode fortalecer o Ensino Médio profissionalizante, ou estimulá-lo, a despeito do enfraquecimento do Ensino Médio regular, notadamente o noturno. São situações que precisam ser redefinidas para que não tornemos o Ensino Médio mais excludente”, afirmou o vice-reitor da UEPB.

3ª SEMEC envolve estudantes de graduação e pós-graduação

Iniciada nesta segunda (27), a 3ª edição da Semana de Educação para a Ciência (SEMEC) se estende até a próxima sexta-feira (1º) com várias atividades no CCTS, durante os turnos da manhã e tarde. Dentro da programação estão 20 minicursos, 10 oficinas, 13 conferências, uma mesa redonda, além das apresentações de comunicações orais e painéis de estudantes de graduação e pós-graduação do Câmpus VIII.

De acordo com o pró-reitor adjunto de Graduação da UEPB e coordenador da SEMEC, professor Altamir Souto Dias, mais de 160 alunos realizaram inscrição em um evento que tem como finalidade estimular a pesquisa e a qualificação da formação dos estudantes. “Nosso evento é bianual e tem como objetivo discutir temas importante para a formação desses alunos”, disse Altamir Souto.

O diretor do CCTS, professor Manuel Antonio Gordón Núñez, destacou o momento que estas discussões estão ocorrendo, uma vez que as reformas que estão sendo implantadas colocam a educação como um produto de barganha. “Ao longo dessa semana vamos aproveitar para discutir todas essas questões. Dentro da sala de aula nós podemos fazer o nosso papel de combater aquilo que não está certo, que postura eu devo ter a frente dessas reformas, por isso a participação de todos é fundamental”, frisou o professor Gordón.

A aluna do 5º período do curso de Física, Ísis Flávia Gomes, disse estar entusiasmada em participar do evento por ele ter uma programação vasta e diversificada, tanto para os alunos que têm foco na formação da seguir a docência, bem como para aqueles que aspiram a carreira de pesquisa. “A variedade de minicursos e conferências nos deixou muito satisfeitos, porque contemplou nossas perspectivas, tanto para quem está focado em ser professor, como também na área de pesquisa”, salientou a jovem.

A programação da 3ª SEMEC segue com a realização dos minicursos nos turnos da manhã e tarde, bem como as conferências e mesas redondas. Serão realizadas na quarta-feira (29) aulas de campo e apresentações culturais nas dependências do Ccâmpus VIII. A conferência de encerramento está marcada para a sexta-feira (1º), às 14h30.

Texto e fotos: Givaldo Cavalcanti

O post Palestra sobre reforma do Ensino Médio marca abertura da 3ª Semana de Educação para a Ciência no CCTS apareceu primeiro em UEPB.

[post_excerpt] =>

A 3ª edição da Semana de Educação para a Ciência (SEMEC), realizada pelo Centro de Ciências, Tecnologia e Saúde (CCTS) da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), Câmpus de Monteiro, foi aberta nesta segunda-feira (27) com uma palestra sobre a Lei 13.415/2017, que trata sobre reforma do Ensino Médio, proposta pelo Governo Federal. O tema foi Leia Mais...

O post Palestra sobre reforma do Ensino Médio marca abertura da 3ª Semana de Educação para a Ciência no CCTS apareceu primeiro em UEPB.

[post_date_gmt] => 2017-11-28 15:20:38 [post_date] => 2017-11-28 15:20:38 [post_modified_gmt] => 2017-11-28 15:20:38 [post_modified] => 2017-11-28 15:20:38 [post_status] => publish [comment_status] => closed [ping_status] => closed [guid] => http://www.uepb.edu.br/?p=37137 [meta] => Array ( [enclosure] => Array ( [0] => ) [syndication_source] => CCTS – UEPB [syndication_source_uri] => http://www.uepb.edu.br [syndication_source_id] => http://www.uepb.edu.br/category/centros/ccts/feed/ [rss:comments] => http://www.uepb.edu.br/palestra-sobre-reforma-do-ensino-medio-marca-abertura-da-3a-semana-de-educacao-para-ciencia-no-ccts/#respond [wfw:commentRSS] => http://www.uepb.edu.br/palestra-sobre-reforma-do-ensino-medio-marca-abertura-da-3a-semana-de-educacao-para-ciencia-no-ccts/feed/ [syndication_feed] => http://www.uepb.edu.br/category/centros/ccts/feed/ [syndication_feed_id] => 3 [syndication_permalink] => http://www.uepb.edu.br/palestra-sobre-reforma-do-ensino-medio-marca-abertura-da-3a-semana-de-educacao-para-ciencia-no-ccts/ [syndication_item_hash] => Array ( [0] => 1be3e98eba2cd5b7e9e992b15cbfbe3f [1] => 08a87970041ec88cd08b8e541cd70d89 ) ) [post_type] => post [post_author] => 25 [tax_input] => Array ( [category] => Array ( [0] => 7 [1] => 2 ) [post_tag] => Array ( ) [post_format] => Array ( ) ) [post_name] => palestra-sobre-reforma-do-ensino-medio-marca-abertura-da-3a-semana-de-educacao-para-a-ciencia-no-ccts )

Decide filter: Returning post, everything seems orderly :Palestra sobre reforma do Ensino Médio marca abertura da 3ª Semana de Educação para a Ciência no CCTS

Array ( [post_title] => Palestra sobre reforma do Ensino Médio marca abertura da 3ª Semana de Educação para a Ciência no CCTS [post_content] => Clique para exibir o slide.

A 3ª edição da Semana de Educação para a Ciência (SEMEC), realizada pelo Centro de Ciências, Tecnologia e Saúde (CCTS) da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), Câmpus de Monteiro, foi aberta nesta segunda-feira (27) com uma palestra sobre a Lei 13.415/2017, que trata sobre reforma do Ensino Médio, proposta pelo Governo Federal. O tema foi abordado pelo professor da Universidade Federal da Paraíba (UFPB), Luiz de Sousa Júnior, que apresentou a medida e apontou suas aplicações na formação dos jovens brasileiros.

De acordo com Luiz de Sousa, no conjunto geral da proposta, a situação é muito complicada. Ele abordou o assunto sob o seguinte tema: “A contrarreforma do Ensino Médio: dualismo educacional e assepsia curricular”, destacando o cenário vivenciado pelo Brasil no que diz respeito também às reformas trabalhistas, da previdência, bem como do congelamento dos gastos, além da terceirização e privatização das políticas sociais.

“O conceito de contrarreforma é uma reforma que desfaz sem construir nada de positivo neste lugar. É uma contrarreforma regressiva essa do Ensino Médio, já que o dualismo educacional proposto retoma a ideia que vem dos anos de 1940. Já a assepsia curricular apresenta uma flexibilização que está se discutindo muito atualmente em todos os setores, mas, na verdade, traz muito da proposta de limpar as disciplinas que não são utilitaristas, já que o que o governo quer é que fiquem apenas as disciplinas básicas”, introduziu o professor.

Durante sua explanação, o palestrante ainda ressaltou que é preciso entender todo o conjunto das reformas propostas pelo Governo Federal, para que se tenha uma ideia real dos prejuízos que essas mudanças trarão, principalmente no processo de formação educacional dos jovens brasileiros. “Nesse momento, temos um governo que está desconstruindo tudo aquilo que significou em algum momento a ideia de bem-estar social. A Constituição de 1988 aponta para esse sentido, mas hoje temos um desmonte disso e, mais ainda, estamos retroagindo em coisas positivas que foram conquistas há mais de 70 anos”, acrescentou Luiz Sousa.

O vice-reitor da UEPB, professor Flávio Romero Guimarães, que participou da mesa de abertura da 3ª SEMEC, valorizou a realização do evento e fez questão de destacar que a Reforma do Ensino Médio foi proposta pelo governo através de um instrumento pouco apropriado para se lançar uma mudança na Educação, que foi através de Medida Provisória, pouco tempo depois da configuração do Plano Nacional de Educação (PNE) de 2014. “Essa proposta de reforma teve quase que uma unanimidade de rejeição dos estudiosos, não somente pelo conteúdo, mas também pela forma”, destacou Flávio.

Flávio ainda afirmou que essa proposta caminha em sentido contrário com o que estava em construção no país, uma vez que, segundo ele, qualquer reforma tem uma intencionalidade que representa uma ideologia que está por trás de quem a propõe. “Ao se discutir esse tema, vamos perceber o tamanho de nosso desafio. Não se pode fortalecer o Ensino Médio profissionalizante, ou estimulá-lo, a despeito do enfraquecimento do Ensino Médio regular, notadamente o noturno. São situações que precisam ser redefinidas para que não tornemos o Ensino Médio mais excludente”, afirmou o vice-reitor da UEPB.

3ª SEMEC envolve estudantes de graduação e pós-graduação

Iniciada nesta segunda (27), a 3ª edição da Semana de Educação para a Ciência (SEMEC) se estende até a próxima sexta-feira (1º) com várias atividades no CCTS, durante os turnos da manhã e tarde. Dentro da programação estão 20 minicursos, 10 oficinas, 13 conferências, uma mesa redonda, além das apresentações de comunicações orais e painéis de estudantes de graduação e pós-graduação do Câmpus VIII.

De acordo com o pró-reitor adjunto de Graduação da UEPB e coordenador da SEMEC, professor Altamir Souto Dias, mais de 160 alunos realizaram inscrição em um evento que tem como finalidade estimular a pesquisa e a qualificação da formação dos estudantes. “Nosso evento é bianual e tem como objetivo discutir temas importante para a formação desses alunos”, disse Altamir Souto.

O diretor do CCTS, professor Manuel Antonio Gordón Núñez, destacou o momento que estas discussões estão ocorrendo, uma vez que as reformas que estão sendo implantadas colocam a educação como um produto de barganha. “Ao longo dessa semana vamos aproveitar para discutir todas essas questões. Dentro da sala de aula nós podemos fazer o nosso papel de combater aquilo que não está certo, que postura eu devo ter a frente dessas reformas, por isso a participação de todos é fundamental”, frisou o professor Gordón.

A aluna do 5º período do curso de Física, Ísis Flávia Gomes, disse estar entusiasmada em participar do evento por ele ter uma programação vasta e diversificada, tanto para os alunos que têm foco na formação da seguir a docência, bem como para aqueles que aspiram a carreira de pesquisa. “A variedade de minicursos e conferências nos deixou muito satisfeitos, porque contemplou nossas perspectivas, tanto para quem está focado em ser professor, como também na área de pesquisa”, salientou a jovem.

A programação da 3ª SEMEC segue com a realização dos minicursos nos turnos da manhã e tarde, bem como as conferências e mesas redondas. Serão realizadas na quarta-feira (29) aulas de campo e apresentações culturais nas dependências do Ccâmpus VIII. A conferência de encerramento está marcada para a sexta-feira (1º), às 14h30.

Texto e fotos: Givaldo Cavalcanti

O post Palestra sobre reforma do Ensino Médio marca abertura da 3ª Semana de Educação para a Ciência no CCTS apareceu primeiro em UEPB.

[post_excerpt] =>

A 3ª edição da Semana de Educação para a Ciência (SEMEC), realizada pelo Centro de Ciências, Tecnologia e Saúde (CCTS) da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), Câmpus de Monteiro, foi aberta nesta segunda-feira (27) com uma palestra sobre a Lei 13.415/2017, que trata sobre reforma do Ensino Médio, proposta pelo Governo Federal. O tema foi Leia Mais...

O post Palestra sobre reforma do Ensino Médio marca abertura da 3ª Semana de Educação para a Ciência no CCTS apareceu primeiro em UEPB.

[post_date_gmt] => 2017-11-28 15:20:38 [post_date] => 2017-11-28 15:20:38 [post_modified_gmt] => 2017-11-28 15:20:38 [post_modified] => 2017-11-28 15:20:38 [post_status] => publish [comment_status] => closed [ping_status] => closed [guid] => http://www.uepb.edu.br/?p=37137 [meta] => Array ( [enclosure] => Array ( [0] => ) [syndication_source] => CCTS – UEPB [syndication_source_uri] => http://www.uepb.edu.br [syndication_source_id] => http://www.uepb.edu.br/category/centros/ccts/feed/ [rss:comments] => http://www.uepb.edu.br/palestra-sobre-reforma-do-ensino-medio-marca-abertura-da-3a-semana-de-educacao-para-ciencia-no-ccts/#respond [wfw:commentRSS] => http://www.uepb.edu.br/palestra-sobre-reforma-do-ensino-medio-marca-abertura-da-3a-semana-de-educacao-para-ciencia-no-ccts/feed/ [syndication_feed] => http://www.uepb.edu.br/category/centros/ccts/feed/ [syndication_feed_id] => 3 [syndication_permalink] => http://www.uepb.edu.br/palestra-sobre-reforma-do-ensino-medio-marca-abertura-da-3a-semana-de-educacao-para-ciencia-no-ccts/ [syndication_item_hash] => Array ( [0] => 1be3e98eba2cd5b7e9e992b15cbfbe3f [1] => 08a87970041ec88cd08b8e541cd70d89 ) ) [post_type] => post [post_author] => 25 [tax_input] => Array ( [category] => Array ( [0] => 7 [1] => 2 ) [post_tag] => Array ( ) [post_format] => Array ( ) ) [post_name] => palestra-sobre-reforma-do-ensino-medio-marca-abertura-da-3a-semana-de-educacao-para-a-ciencia-no-ccts )

FAF deciding on filters on post to be syndicated:

Periódico de Odontologia da Universidade Estadual é aprovado no Programa Editorial CNPq/Capes

Array ( [post_title] => Periódico de Odontologia da Universidade Estadual é aprovado no Programa Editorial CNPq/Capes [post_content] =>

O periódico “Pesquisa Brasileira em Odontopediatria e Clínica Integrada (PBOCI)”, publicado pela Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), em parceria com a Associação de Apoio à Pesquisa em Saúde Bucal (APESB) foi recentemente aprovado no Programa Editorial CNPq/Capes, que visa incentivar a editoração e publicação de periódicos científicos brasileiros de alta especialização em todas as áreas de conhecimento, de forma a contribuir significativamente para o desenvolvimento científico, tecnológico e de inovação do país.

Conforme o editor da publicação, professor Alessandro Leite Cavalcanti, o reconhecimento dos principais órgãos de fomento atesta a qualidade da revista em sua área de conhecimento, não apenas pela excelência dos trabalhos que são publicados, como também pela relevância acadêmica dos pesquisadores que integram o corpo editorial.

Da totalidade de revistas aprovadas das mais distintas áreas no Programa Editorial CNPq/Capes, apenas três são de Odontologia, com destaque para a PBOCI. Coincidentemente, todas estão presentes na mais importante base de indexação, que é a Web of Science/Clarivate Analytics. Informações sobre a revista podem ser obtidas no endereço http://revista.uepb.edu.br/index.php/pboci/index.

O post Periódico de Odontologia da Universidade Estadual é aprovado no Programa Editorial CNPq/Capes apareceu primeiro em UEPB.

[post_excerpt] =>

O periódico “Pesquisa Brasileira em Odontopediatria e Clínica Integrada (PBOCI)”, publicado pela Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), em parceria com a Associação de Apoio à Pesquisa em Saúde Bucal (APESB) foi recentemente aprovado no Programa Editorial CNPq/Capes, que visa incentivar a editoração e publicação de periódicos científicos brasileiros de alta especialização em todas as áreas Leia Mais...

O post Periódico de Odontologia da Universidade Estadual é aprovado no Programa Editorial CNPq/Capes apareceu primeiro em UEPB.

[post_date_gmt] => 2017-11-20 19:01:45 [post_date] => 2017-11-20 19:01:45 [post_modified_gmt] => 2017-11-20 19:01:45 [post_modified] => 2017-11-20 19:01:45 [post_status] => publish [comment_status] => closed [ping_status] => closed [guid] => http://www.uepb.edu.br/?p=36924 [meta] => Array ( [enclosure] => Array ( [0] => ) [syndication_source] => CCTS – UEPB [syndication_source_uri] => http://www.uepb.edu.br [syndication_source_id] => http://www.uepb.edu.br/category/centros/ccts/feed/ [rss:comments] => http://www.uepb.edu.br/periodico-de-odontologia-da-universidade-estadual-e-aprovado-no-programa-editorial-cnpq-capes/#respond [wfw:commentRSS] => http://www.uepb.edu.br/periodico-de-odontologia-da-universidade-estadual-e-aprovado-no-programa-editorial-cnpq-capes/feed/ [syndication_feed] => http://www.uepb.edu.br/category/centros/ccts/feed/ [syndication_feed_id] => 3 [syndication_permalink] => http://www.uepb.edu.br/periodico-de-odontologia-da-universidade-estadual-e-aprovado-no-programa-editorial-cnpq-capes/ [syndication_item_hash] => Array ( [0] => 9c6de5f8d69e0eb63a41710b466de069 [1] => 530a05025bf1a73a0b8ec95e2f402423 ) ) [post_type] => post [post_author] => 25 [tax_input] => Array ( [category] => Array ( [0] => 19 [1] => 7 [2] => 2 ) [post_tag] => Array ( ) [post_format] => Array ( ) ) [post_name] => periodico-de-odontologia-da-universidade-estadual-e-aprovado-no-programa-editorial-cnpq-capes )

Decide filter: Returning post, everything seems orderly :Periódico de Odontologia da Universidade Estadual é aprovado no Programa Editorial CNPq/Capes

Array ( [post_title] => Periódico de Odontologia da Universidade Estadual é aprovado no Programa Editorial CNPq/Capes [post_content] =>

O periódico “Pesquisa Brasileira em Odontopediatria e Clínica Integrada (PBOCI)”, publicado pela Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), em parceria com a Associação de Apoio à Pesquisa em Saúde Bucal (APESB) foi recentemente aprovado no Programa Editorial CNPq/Capes, que visa incentivar a editoração e publicação de periódicos científicos brasileiros de alta especialização em todas as áreas de conhecimento, de forma a contribuir significativamente para o desenvolvimento científico, tecnológico e de inovação do país.

Conforme o editor da publicação, professor Alessandro Leite Cavalcanti, o reconhecimento dos principais órgãos de fomento atesta a qualidade da revista em sua área de conhecimento, não apenas pela excelência dos trabalhos que são publicados, como também pela relevância acadêmica dos pesquisadores que integram o corpo editorial.

Da totalidade de revistas aprovadas das mais distintas áreas no Programa Editorial CNPq/Capes, apenas três são de Odontologia, com destaque para a PBOCI. Coincidentemente, todas estão presentes na mais importante base de indexação, que é a Web of Science/Clarivate Analytics. Informações sobre a revista podem ser obtidas no endereço http://revista.uepb.edu.br/index.php/pboci/index.

O post Periódico de Odontologia da Universidade Estadual é aprovado no Programa Editorial CNPq/Capes apareceu primeiro em UEPB.

[post_excerpt] =>

O periódico “Pesquisa Brasileira em Odontopediatria e Clínica Integrada (PBOCI)”, publicado pela Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), em parceria com a Associação de Apoio à Pesquisa em Saúde Bucal (APESB) foi recentemente aprovado no Programa Editorial CNPq/Capes, que visa incentivar a editoração e publicação de periódicos científicos brasileiros de alta especialização em todas as áreas Leia Mais...

O post Periódico de Odontologia da Universidade Estadual é aprovado no Programa Editorial CNPq/Capes apareceu primeiro em UEPB.

[post_date_gmt] => 2017-11-20 19:01:45 [post_date] => 2017-11-20 19:01:45 [post_modified_gmt] => 2017-11-20 19:01:45 [post_modified] => 2017-11-20 19:01:45 [post_status] => publish [comment_status] => closed [ping_status] => closed [guid] => http://www.uepb.edu.br/?p=36924 [meta] => Array ( [enclosure] => Array ( [0] => ) [syndication_source] => CCTS – UEPB [syndication_source_uri] => http://www.uepb.edu.br [syndication_source_id] => http://www.uepb.edu.br/category/centros/ccts/feed/ [rss:comments] => http://www.uepb.edu.br/periodico-de-odontologia-da-universidade-estadual-e-aprovado-no-programa-editorial-cnpq-capes/#respond [wfw:commentRSS] => http://www.uepb.edu.br/periodico-de-odontologia-da-universidade-estadual-e-aprovado-no-programa-editorial-cnpq-capes/feed/ [syndication_feed] => http://www.uepb.edu.br/category/centros/ccts/feed/ [syndication_feed_id] => 3 [syndication_permalink] => http://www.uepb.edu.br/periodico-de-odontologia-da-universidade-estadual-e-aprovado-no-programa-editorial-cnpq-capes/ [syndication_item_hash] => Array ( [0] => 9c6de5f8d69e0eb63a41710b466de069 [1] => 530a05025bf1a73a0b8ec95e2f402423 ) ) [post_type] => post [post_author] => 25 [tax_input] => Array ( [category] => Array ( [0] => 19 [1] => 7 [2] => 2 ) [post_tag] => Array ( ) [post_format] => Array ( ) ) [post_name] => periodico-de-odontologia-da-universidade-estadual-e-aprovado-no-programa-editorial-cnpq-capes )

FAF deciding on filters on post to be syndicated:

Lançado edital do concurso público com 197 vagas para servidores técnicos administrativos da UEPB

Array ( [post_title] => Lançado edital do concurso público com 197 vagas para servidores técnicos administrativos da UEPB [post_content] => Clique para exibir o slide.

A Administração Central da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB) lançou nesta segunda-feira (2) o edital com oferta de 197 vagas para servidores técnicos administrativos da Instituição. O lançamento contou com a presença do reitor Rangel Junior; da pró-reitora adjunta de Gestão de Pessoas, Marina Torres; do pró-reitor de Planejamento e Orçamento, professor Luciano Albino; da presidente da Comissão Permanente de Concursos, professora Analice Sobreira; e do coordenador de Comunicação Institucional, jornalista Hipólito Lucena.

Em entrevista coletiva concedida à imprensa, no hall do Prédio Administrativo, no Câmpus de Bodocongó, em Campina Grande, o reitor explicou que o concurso será realizado para suprir, essencialmente, as vagas deixadas por aposentados, falecidos e servidores efetivos que saíram da Universidade, o que não vai resultar em impacto na folha de pessoal, especialmente porque a maior demanda é nas áreas de níveis fundamentais e médio.

“Estamos entrando em uma fase extremamente crítica de redução do quadro de trabalhadores efetivos da Universidade. Temos hoje, entre terceirizados e trabalhadores temporários, mais de 500 pessoas trabalhando na Universidade que não são do quadro efetivo. Essa é uma tentativa de diminuir esse problema. Devemos entrar no ano de 2018 com os aprovados neste concurso, se não já contratados, mas já convocados para que nos primeiros meses do ano estejam se incorporando ao trabalho na UEPB”, destacou Rangel.

Ele ressaltou a escolha da Comissão Permanente de Concursos (CPCON) para a organização do concurso. “Inovamos na prova do concurso. Está é uma das razões pela qual a CPCON irá organizar o processo e nós confiamos muito na Comissão. Essa estrutura criou uma expertise para a realização de concursos, com uma estrutura e credibilidade que não é de agora e credenciou a UEPB a realizar concursos até fora do Estado. A novidade para este concurso é que nós retomamos a prova de produção textual e colocamos algo bem específico para a UEPB, uma vez que queremos que as pessoas que sejam aprovadas no concurso cheguem aqui conhecendo a Universidade, para que na sua preparação do concurso estudem o que é a UEPB, como ela foi criada, as leis, a legislação federal e estadual sobre a educação superior, enfim, todo um estudo que os capacite para que no dia que chegarem na Universidade, já conheçam a UEPB”, enfatizou.

As inscrições do concurso ocorrem de 9 a 29 de outubro, através do endereço eletrônico http://cpcon.uepb.edu.br/, no qual o candidato preencherá seus dados e fará a emissão do boleto para pagamento. A taxa de inscrição é de R$ 60,00 para nível fundamental; R$ 80,00 para nível médio e R$ 100,00 para nível superior. O pagamento do boleto bancário pode ser feito até o dia 30 de outubro.

Conforme o edital, as vagas para nível fundamental são para os cargos de auxiliar administrativo (92 vagas) e auxiliar de laboratório de análise físico-químicas (3 vagas). Para o nível médio as vagas são para os cargos de almoxarife (5 vagas), assistente técnico (86 vagas), técnico de segurança do trabalho (1 vaga) e desenhista projetista (2 vagas). Já para nível superior as vagas são para os cargos de administrador (1 vaga), advogado (1 vaga), pedagogo (2 vagas), economista (1 vaga), psicólogo (1 vaga), farmacêutico industrial (1 vaga) e secretário executivo (1 vaga).

De acordo com o cronograma do edital, no dia 3 de novembro será divulgada a relação das inscrições homologadas e não homologadas. No dia 23 de novembro serão divulgados os locais das provas, que serão aplicadas no dia 3 de dezembro. Todos os candidatos farão provas na cidade de Campina Grande. No dia 12 de dezembro será divulgado o resultado preliminar da prova escrita objetiva e no dia 21 do mesmo mês o resultado da prova de produção textual. O resultado final do concurso será publicado no dia 29 de dezembro.

Todos os detalhes do concurso, como prazos, quadro de vagas, conteúdo programático e demais informações podem ser conferidas no edital, disponível no endereço http://cpcon.uepb.edu.br/.

 

Texto: Tatiana Brandão
Fotos: Givaldo Cavalcanti

O post Lançado edital do concurso público com 197 vagas para servidores técnicos administrativos da UEPB apareceu primeiro em UEPB.

[post_excerpt] =>

A Administração Central da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB) lançou nesta segunda-feira (2) o edital com oferta de 197 vagas para servidores técnicos administrativos da Instituição. O lançamento contou com a presença do reitor Rangel Junior; da pró-reitora adjunta de Gestão de Pessoas, Marina Torres; do pró-reitor de Planejamento e Orçamento, professor Luciano Albino; da Leia Mais...

O post Lançado edital do concurso público com 197 vagas para servidores técnicos administrativos da UEPB apareceu primeiro em UEPB.

[post_date_gmt] => 2017-10-02 16:37:02 [post_date] => 2017-10-02 16:37:02 [post_modified_gmt] => 2017-10-02 16:37:02 [post_modified] => 2017-10-02 16:37:02 [post_status] => publish [comment_status] => closed [ping_status] => closed [guid] => http://www.uepb.edu.br/?p=35831 [meta] => Array ( [enclosure] => Array ( [0] => ) [syndication_source] => CCTS – UEPB [syndication_source_uri] => http://www.uepb.edu.br [syndication_source_id] => http://www.uepb.edu.br/category/centros/ccts/feed/ [rss:comments] => http://www.uepb.edu.br/lancado-edital-do-concurso-publico-com-197-vagas-para-servidores-tecnicos-administrativos-da-uepb/#respond [wfw:commentRSS] => http://www.uepb.edu.br/lancado-edital-do-concurso-publico-com-197-vagas-para-servidores-tecnicos-administrativos-da-uepb/feed/ [syndication_feed] => http://www.uepb.edu.br/category/centros/ccts/feed/ [syndication_feed_id] => 3 [syndication_permalink] => http://www.uepb.edu.br/lancado-edital-do-concurso-publico-com-197-vagas-para-servidores-tecnicos-administrativos-da-uepb/ [syndication_item_hash] => Array ( [0] => 2ce82eb552e5bd0601f57912cb0ee876 [1] => e59a18badac16ac0b467f7c20bcb0de2 ) ) [post_type] => post [post_author] => 25 [tax_input] => Array ( [category] => Array ( [0] => 18 [1] => 19 [2] => 20 [3] => 22 [4] => 23 [5] => 25 [6] => 27 [7] => 29 [8] => 11 [9] => 7 [10] => 31 [11] => 33 [12] => 2 [13] => 42 [14] => 44 ) [post_tag] => Array ( ) [post_format] => Array ( ) ) [post_name] => lancado-edital-do-concurso-publico-com-197-vagas-para-servidores-tecnicos-administrativos-da-uepb )

Decide filter: Returning post, everything seems orderly :Lançado edital do concurso público com 197 vagas para servidores técnicos administrativos da UEPB

Array ( [post_title] => Lançado edital do concurso público com 197 vagas para servidores técnicos administrativos da UEPB [post_content] => Clique para exibir o slide.

A Administração Central da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB) lançou nesta segunda-feira (2) o edital com oferta de 197 vagas para servidores técnicos administrativos da Instituição. O lançamento contou com a presença do reitor Rangel Junior; da pró-reitora adjunta de Gestão de Pessoas, Marina Torres; do pró-reitor de Planejamento e Orçamento, professor Luciano Albino; da presidente da Comissão Permanente de Concursos, professora Analice Sobreira; e do coordenador de Comunicação Institucional, jornalista Hipólito Lucena.

Em entrevista coletiva concedida à imprensa, no hall do Prédio Administrativo, no Câmpus de Bodocongó, em Campina Grande, o reitor explicou que o concurso será realizado para suprir, essencialmente, as vagas deixadas por aposentados, falecidos e servidores efetivos que saíram da Universidade, o que não vai resultar em impacto na folha de pessoal, especialmente porque a maior demanda é nas áreas de níveis fundamentais e médio.

“Estamos entrando em uma fase extremamente crítica de redução do quadro de trabalhadores efetivos da Universidade. Temos hoje, entre terceirizados e trabalhadores temporários, mais de 500 pessoas trabalhando na Universidade que não são do quadro efetivo. Essa é uma tentativa de diminuir esse problema. Devemos entrar no ano de 2018 com os aprovados neste concurso, se não já contratados, mas já convocados para que nos primeiros meses do ano estejam se incorporando ao trabalho na UEPB”, destacou Rangel.

Ele ressaltou a escolha da Comissão Permanente de Concursos (CPCON) para a organização do concurso. “Inovamos na prova do concurso. Está é uma das razões pela qual a CPCON irá organizar o processo e nós confiamos muito na Comissão. Essa estrutura criou uma expertise para a realização de concursos, com uma estrutura e credibilidade que não é de agora e credenciou a UEPB a realizar concursos até fora do Estado. A novidade para este concurso é que nós retomamos a prova de produção textual e colocamos algo bem específico para a UEPB, uma vez que queremos que as pessoas que sejam aprovadas no concurso cheguem aqui conhecendo a Universidade, para que na sua preparação do concurso estudem o que é a UEPB, como ela foi criada, as leis, a legislação federal e estadual sobre a educação superior, enfim, todo um estudo que os capacite para que no dia que chegarem na Universidade, já conheçam a UEPB”, enfatizou.

As inscrições do concurso ocorrem de 9 a 29 de outubro, através do endereço eletrônico http://cpcon.uepb.edu.br/, no qual o candidato preencherá seus dados e fará a emissão do boleto para pagamento. A taxa de inscrição é de R$ 60,00 para nível fundamental; R$ 80,00 para nível médio e R$ 100,00 para nível superior. O pagamento do boleto bancário pode ser feito até o dia 30 de outubro.

Conforme o edital, as vagas para nível fundamental são para os cargos de auxiliar administrativo (92 vagas) e auxiliar de laboratório de análise físico-químicas (3 vagas). Para o nível médio as vagas são para os cargos de almoxarife (5 vagas), assistente técnico (86 vagas), técnico de segurança do trabalho (1 vaga) e desenhista projetista (2 vagas). Já para nível superior as vagas são para os cargos de administrador (1 vaga), advogado (1 vaga), pedagogo (2 vagas), economista (1 vaga), psicólogo (1 vaga), farmacêutico industrial (1 vaga) e secretário executivo (1 vaga).

De acordo com o cronograma do edital, no dia 3 de novembro será divulgada a relação das inscrições homologadas e não homologadas. No dia 23 de novembro serão divulgados os locais das provas, que serão aplicadas no dia 3 de dezembro. Todos os candidatos farão provas na cidade de Campina Grande. No dia 12 de dezembro será divulgado o resultado preliminar da prova escrita objetiva e no dia 21 do mesmo mês o resultado da prova de produção textual. O resultado final do concurso será publicado no dia 29 de dezembro.

Todos os detalhes do concurso, como prazos, quadro de vagas, conteúdo programático e demais informações podem ser conferidas no edital, disponível no endereço http://cpcon.uepb.edu.br/.

 

Texto: Tatiana Brandão
Fotos: Givaldo Cavalcanti

O post Lançado edital do concurso público com 197 vagas para servidores técnicos administrativos da UEPB apareceu primeiro em UEPB.

[post_excerpt] =>

A Administração Central da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB) lançou nesta segunda-feira (2) o edital com oferta de 197 vagas para servidores técnicos administrativos da Instituição. O lançamento contou com a presença do reitor Rangel Junior; da pró-reitora adjunta de Gestão de Pessoas, Marina Torres; do pró-reitor de Planejamento e Orçamento, professor Luciano Albino; da Leia Mais...

O post Lançado edital do concurso público com 197 vagas para servidores técnicos administrativos da UEPB apareceu primeiro em UEPB.

[post_date_gmt] => 2017-10-02 16:37:02 [post_date] => 2017-10-02 16:37:02 [post_modified_gmt] => 2017-10-02 16:37:02 [post_modified] => 2017-10-02 16:37:02 [post_status] => publish [comment_status] => closed [ping_status] => closed [guid] => http://www.uepb.edu.br/?p=35831 [meta] => Array ( [enclosure] => Array ( [0] => ) [syndication_source] => CCTS – UEPB [syndication_source_uri] => http://www.uepb.edu.br [syndication_source_id] => http://www.uepb.edu.br/category/centros/ccts/feed/ [rss:comments] => http://www.uepb.edu.br/lancado-edital-do-concurso-publico-com-197-vagas-para-servidores-tecnicos-administrativos-da-uepb/#respond [wfw:commentRSS] => http://www.uepb.edu.br/lancado-edital-do-concurso-publico-com-197-vagas-para-servidores-tecnicos-administrativos-da-uepb/feed/ [syndication_feed] => http://www.uepb.edu.br/category/centros/ccts/feed/ [syndication_feed_id] => 3 [syndication_permalink] => http://www.uepb.edu.br/lancado-edital-do-concurso-publico-com-197-vagas-para-servidores-tecnicos-administrativos-da-uepb/ [syndication_item_hash] => Array ( [0] => 2ce82eb552e5bd0601f57912cb0ee876 [1] => e59a18badac16ac0b467f7c20bcb0de2 ) ) [post_type] => post [post_author] => 25 [tax_input] => Array ( [category] => Array ( [0] => 18 [1] => 19 [2] => 20 [3] => 22 [4] => 23 [5] => 25 [6] => 27 [7] => 29 [8] => 11 [9] => 7 [10] => 31 [11] => 33 [12] => 2 [13] => 42 [14] => 44 ) [post_tag] => Array ( ) [post_format] => Array ( ) ) [post_name] => lancado-edital-do-concurso-publico-com-197-vagas-para-servidores-tecnicos-administrativos-da-uepb )

FAF deciding on filters on post to be syndicated:

UEPB entrega medalhas a 132 alunos premiados na Olimpíada Brasileira de Física 2016

Array ( [post_title] => UEPB entrega medalhas a 132 alunos premiados na Olimpíada Brasileira de Física 2016 [post_content] => Clique para exibir o slide.

A Universidade Estadual da Paraíba (UEPB) e a Sociedade Brasileira de Física (SBF) premiaram na manhã desta sexta-feira (29) os melhores estudantes de Física da Paraíba, oriundos das redes privada e pública de ensino, pelo desempenho alcançado na edição 2016 da Olimpíada Brasileira de Física (OBF) e na Olimpíada Brasileira de Física das Escolas Públicas (OBFEP).

A cerimônia de entrega das medalhas foi realizada no Auditório da Fundação Parque Tecnológico da Paraíba (PaqTcPB) e reuniu estudantes, familiares, professores e diretores das escolas participantes. Aguardada com muita expectativa, a premiação contou ainda com a presença do reitor Rangel Junior; do pró-reitor de Extensão, José Pereira Silva; e do coordenador estadual da Olimpíada Paraibana de Física, professor Mário César Soares.

Antes da premiação, aconteceu a leitura do cordel “Pitelin e os Segredos da Física”, de autoria do professor de Física, Josenildo Lima. As atenções, no entanto, estavam voltadas para a entrega das medalhas. No total, 132 medalhas foram entregues aos vencedores, como coroamento de todo o esforço dos estudantes na busca pelo conhecimento ao longo de todo o ano de 2016.

Promotora do ensino e incentivadora de projetos de valorização de aprendizagem dos jovens, a UEPB mais uma vez deu a sua contribuição na realização do concurso de conhecimentos. Somente da etapa estadual foram premiados 132 estudantes oriundos de Ensino Médio e Fundamental e que disputaram a Olimpíada Brasileira de Física e a Olimpíada Brasileira de Física das Escolas Públicas. Mais de 115 escolas participaram da edição 2016 da competição, envolvendo cerca de 25 mil estudantes de todo o Estado na realização das provas.

Os vencedores superaram diversos desafios, enfrentaram três fases de provas teóricas e vivenciaram conceitos importantíssimos para a formação educacional do Ensino Médio. Foram entregues aos melhores colocados na Olimpíada as medalhas de ouro, prata e bronze, além de menções honrosas pela participação na atividade. Inicialmente foram premiados os estudantes que se destacaram na Olimpíada Nacional. As medalhas de ouro, prata e bronze foram entregues pelo reitor Rangel Junior.

Posteriormente, foram entregues, pelo professor Mário Cesar, as medalhas aos vencedores da etapa Estadual, na modalidade ouro. As medalhas de prata dessa etapa foram entregues pelo pró-reitor de Extensão, José Pereira, enquanto que as medalhas de bronze foram entregues pelos professores de Física, Valdemir Mestre e Josenildo Lima. A premiação estadual da OBFEP foi conduzida pelo professor Paulo Tebúrio, que representou os professores das escolas participantes das Olimpíadas, e pela professora Miriam de Sousa Conserva, que representou todos os diretores.

Entusiasta das Olimpíadas, o reitor Rangel Junior enfatizou que a UEPB sempre apoiou a iniciativa por entender que se trata de uma premiação que incentiva os estudantes a buscarem conhecimentos em suas áreas. “Acredito que essa experiência de Olimpíadas deveria se estender para todas as áreas, porque é uma provocação para quem gosta de estudar e também para despertar o interesse pelo estudo”, destacou.

Ele observou que as olimpíadas consistem em uma atividade que leva o estudante a enfrentar desafios no sentido de superar limitações e atingir determinados patamares para, futuramente, terem sucesso na carreira. Rangel Junior ressaltou que esse modelo de olimpíada também ajuda no processo de formação da UEPB, visto que envolve estudantes no processo de monitorias, ministrando conteúdos. “Não tenho dúvida que desta sala, e de outras, poderão sair grandes profissionais e grandes educadores em uma área que o Brasil precisa tanto que é a área de Física”, projetou o reitor.

Coordenador estadual da Olimpíada Brasileira de Física (OBF) e da Olimpíada Brasileira de Física das Escolas Públicas (OBFEP), o professor Mário César Soares também destacou a participação da UEPB para a realização dessas premiações. Além de atuar na organização, a Universidade também ajudou os estudantes na preparação para as provas através de um projeto de Extensão. Ele lembrou que os câmpus de Araruna e Patos êem aulas contínuas oferecidas a estudantes da rede pública, que estão se preparando para a OBFEP.

Além disso, esse ano a Instituição foi responsável pela impressão de todas as provas aplicadas no Brasil, o que rendeu elogios de educadores de todo o país. O professor ressaltou que a premiação desta sexta-feira marcou o coroamento de todo um trabalho que envolveu professores e alunos. Mário César enfatizou que os alunos vencedores passaram por várias etapas, sendo a terceira fase a mais difícil.

Ele adiantou que as provas da terceira etapa da edição 2017 da OBF já acontecem no próximo dia 7 de Outubro, no Centro de Ciências e Tecnologia (CCT) da UEPB, e no dia 21 de outubro será aplicada a prova da segunda etapa da OBFEP. Mário César reafirmou que a UEPB está ajudando a promover o ensino da Física, levando mais aprendizado para os alunos e aproximando o conhecimento da ciência com as atividades do dia a dia.

Devido a esse bom desempenho, a Paraíba é uma das candidatas para sediar, em 2020, a Olimpíada Iberoamericana, que reunirá representantes de 22 países. A OBF conta com a participação tanto de alunos de escolas particulares como também de escolas públicas, por ela ser mais ampla. Já a OBFEP é destinada apenas a alunos de escolas públicas.

 

Texto: Severino Lopes
Fotos: Paizinha Lemos

O post UEPB entrega medalhas a 132 alunos premiados na Olimpíada Brasileira de Física 2016 apareceu primeiro em UEPB.

[post_excerpt] =>

A Universidade Estadual da Paraíba (UEPB) e a Sociedade Brasileira de Física (SBF) premiaram na manhã desta sexta-feira (29) os melhores estudantes de Física da Paraíba, oriundos das redes privada e pública de ensino, pelo desempenho alcançado na edição 2016 da Olimpíada Brasileira de Física (OBF) e na Olimpíada Brasileira de Física das Escolas Públicas Leia Mais...

O post UEPB entrega medalhas a 132 alunos premiados na Olimpíada Brasileira de Física 2016 apareceu primeiro em UEPB.

[post_date_gmt] => 2017-09-29 23:26:43 [post_date] => 2017-09-29 23:26:43 [post_modified_gmt] => 2017-09-29 23:26:43 [post_modified] => 2017-09-29 23:26:43 [post_status] => publish [comment_status] => closed [ping_status] => closed [guid] => http://www.uepb.edu.br/?p=35823 [meta] => Array ( [enclosure] => Array ( [0] => ) [syndication_source] => CCTS – UEPB [syndication_source_uri] => http://www.uepb.edu.br [syndication_source_id] => http://www.uepb.edu.br/category/centros/ccts/feed/ [rss:comments] => http://www.uepb.edu.br/uepb-entrega-medalhas-132-alunos-premiados-na-olimpiada-brasileira-de-fisica-2016/#respond [wfw:commentRSS] => http://www.uepb.edu.br/uepb-entrega-medalhas-132-alunos-premiados-na-olimpiada-brasileira-de-fisica-2016/feed/ [syndication_feed] => http://www.uepb.edu.br/category/centros/ccts/feed/ [syndication_feed_id] => 3 [syndication_permalink] => http://www.uepb.edu.br/uepb-entrega-medalhas-132-alunos-premiados-na-olimpiada-brasileira-de-fisica-2016/ [syndication_item_hash] => Array ( [0] => a5e98e208d4ebb766ab96eac8d61b1f1 [1] => 241396b6af4b869f3b6d35d49ec1e92c ) ) [post_type] => post [post_author] => 25 [tax_input] => Array ( [category] => Array ( [0] => 22 [1] => 11 [2] => 7 [3] => 2 ) [post_tag] => Array ( ) [post_format] => Array ( ) ) [post_name] => uepb-entrega-medalhas-a-132-alunos-premiados-na-olimpiada-brasileira-de-fisica-2016 )

Decide filter: Returning post, everything seems orderly :UEPB entrega medalhas a 132 alunos premiados na Olimpíada Brasileira de Física 2016

Array ( [post_title] => UEPB entrega medalhas a 132 alunos premiados na Olimpíada Brasileira de Física 2016 [post_content] => Clique para exibir o slide.

A Universidade Estadual da Paraíba (UEPB) e a Sociedade Brasileira de Física (SBF) premiaram na manhã desta sexta-feira (29) os melhores estudantes de Física da Paraíba, oriundos das redes privada e pública de ensino, pelo desempenho alcançado na edição 2016 da Olimpíada Brasileira de Física (OBF) e na Olimpíada Brasileira de Física das Escolas Públicas (OBFEP).

A cerimônia de entrega das medalhas foi realizada no Auditório da Fundação Parque Tecnológico da Paraíba (PaqTcPB) e reuniu estudantes, familiares, professores e diretores das escolas participantes. Aguardada com muita expectativa, a premiação contou ainda com a presença do reitor Rangel Junior; do pró-reitor de Extensão, José Pereira Silva; e do coordenador estadual da Olimpíada Paraibana de Física, professor Mário César Soares.

Antes da premiação, aconteceu a leitura do cordel “Pitelin e os Segredos da Física”, de autoria do professor de Física, Josenildo Lima. As atenções, no entanto, estavam voltadas para a entrega das medalhas. No total, 132 medalhas foram entregues aos vencedores, como coroamento de todo o esforço dos estudantes na busca pelo conhecimento ao longo de todo o ano de 2016.

Promotora do ensino e incentivadora de projetos de valorização de aprendizagem dos jovens, a UEPB mais uma vez deu a sua contribuição na realização do concurso de conhecimentos. Somente da etapa estadual foram premiados 132 estudantes oriundos de Ensino Médio e Fundamental e que disputaram a Olimpíada Brasileira de Física e a Olimpíada Brasileira de Física das Escolas Públicas. Mais de 115 escolas participaram da edição 2016 da competição, envolvendo cerca de 25 mil estudantes de todo o Estado na realização das provas.

Os vencedores superaram diversos desafios, enfrentaram três fases de provas teóricas e vivenciaram conceitos importantíssimos para a formação educacional do Ensino Médio. Foram entregues aos melhores colocados na Olimpíada as medalhas de ouro, prata e bronze, além de menções honrosas pela participação na atividade. Inicialmente foram premiados os estudantes que se destacaram na Olimpíada Nacional. As medalhas de ouro, prata e bronze foram entregues pelo reitor Rangel Junior.

Posteriormente, foram entregues, pelo professor Mário Cesar, as medalhas aos vencedores da etapa Estadual, na modalidade ouro. As medalhas de prata dessa etapa foram entregues pelo pró-reitor de Extensão, José Pereira, enquanto que as medalhas de bronze foram entregues pelos professores de Física, Valdemir Mestre e Josenildo Lima. A premiação estadual da OBFEP foi conduzida pelo professor Paulo Tebúrio, que representou os professores das escolas participantes das Olimpíadas, e pela professora Miriam de Sousa Conserva, que representou todos os diretores.

Entusiasta das Olimpíadas, o reitor Rangel Junior enfatizou que a UEPB sempre apoiou a iniciativa por entender que se trata de uma premiação que incentiva os estudantes a buscarem conhecimentos em suas áreas. “Acredito que essa experiência de Olimpíadas deveria se estender para todas as áreas, porque é uma provocação para quem gosta de estudar e também para despertar o interesse pelo estudo”, destacou.

Ele observou que as olimpíadas consistem em uma atividade que leva o estudante a enfrentar desafios no sentido de superar limitações e atingir determinados patamares para, futuramente, terem sucesso na carreira. Rangel Junior ressaltou que esse modelo de olimpíada também ajuda no processo de formação da UEPB, visto que envolve estudantes no processo de monitorias, ministrando conteúdos. “Não tenho dúvida que desta sala, e de outras, poderão sair grandes profissionais e grandes educadores em uma área que o Brasil precisa tanto que é a área de Física”, projetou o reitor.

Coordenador estadual da Olimpíada Brasileira de Física (OBF) e da Olimpíada Brasileira de Física das Escolas Públicas (OBFEP), o professor Mário César Soares também destacou a participação da UEPB para a realização dessas premiações. Além de atuar na organização, a Universidade também ajudou os estudantes na preparação para as provas através de um projeto de Extensão. Ele lembrou que os câmpus de Araruna e Patos êem aulas contínuas oferecidas a estudantes da rede pública, que estão se preparando para a OBFEP.

Além disso, esse ano a Instituição foi responsável pela impressão de todas as provas aplicadas no Brasil, o que rendeu elogios de educadores de todo o país. O professor ressaltou que a premiação desta sexta-feira marcou o coroamento de todo um trabalho que envolveu professores e alunos. Mário César enfatizou que os alunos vencedores passaram por várias etapas, sendo a terceira fase a mais difícil.

Ele adiantou que as provas da terceira etapa da edição 2017 da OBF já acontecem no próximo dia 7 de Outubro, no Centro de Ciências e Tecnologia (CCT) da UEPB, e no dia 21 de outubro será aplicada a prova da segunda etapa da OBFEP. Mário César reafirmou que a UEPB está ajudando a promover o ensino da Física, levando mais aprendizado para os alunos e aproximando o conhecimento da ciência com as atividades do dia a dia.

Devido a esse bom desempenho, a Paraíba é uma das candidatas para sediar, em 2020, a Olimpíada Iberoamericana, que reunirá representantes de 22 países. A OBF conta com a participação tanto de alunos de escolas particulares como também de escolas públicas, por ela ser mais ampla. Já a OBFEP é destinada apenas a alunos de escolas públicas.

 

Texto: Severino Lopes
Fotos: Paizinha Lemos

O post UEPB entrega medalhas a 132 alunos premiados na Olimpíada Brasileira de Física 2016 apareceu primeiro em UEPB.

[post_excerpt] =>

A Universidade Estadual da Paraíba (UEPB) e a Sociedade Brasileira de Física (SBF) premiaram na manhã desta sexta-feira (29) os melhores estudantes de Física da Paraíba, oriundos das redes privada e pública de ensino, pelo desempenho alcançado na edição 2016 da Olimpíada Brasileira de Física (OBF) e na Olimpíada Brasileira de Física das Escolas Públicas Leia Mais...

O post UEPB entrega medalhas a 132 alunos premiados na Olimpíada Brasileira de Física 2016 apareceu primeiro em UEPB.

[post_date_gmt] => 2017-09-29 23:26:43 [post_date] => 2017-09-29 23:26:43 [post_modified_gmt] => 2017-09-29 23:26:43 [post_modified] => 2017-09-29 23:26:43 [post_status] => publish [comment_status] => closed [ping_status] => closed [guid] => http://www.uepb.edu.br/?p=35823 [meta] => Array ( [enclosure] => Array ( [0] => ) [syndication_source] => CCTS – UEPB [syndication_source_uri] => http://www.uepb.edu.br [syndication_source_id] => http://www.uepb.edu.br/category/centros/ccts/feed/ [rss:comments] => http://www.uepb.edu.br/uepb-entrega-medalhas-132-alunos-premiados-na-olimpiada-brasileira-de-fisica-2016/#respond [wfw:commentRSS] => http://www.uepb.edu.br/uepb-entrega-medalhas-132-alunos-premiados-na-olimpiada-brasileira-de-fisica-2016/feed/ [syndication_feed] => http://www.uepb.edu.br/category/centros/ccts/feed/ [syndication_feed_id] => 3 [syndication_permalink] => http://www.uepb.edu.br/uepb-entrega-medalhas-132-alunos-premiados-na-olimpiada-brasileira-de-fisica-2016/ [syndication_item_hash] => Array ( [0] => a5e98e208d4ebb766ab96eac8d61b1f1 [1] => 241396b6af4b869f3b6d35d49ec1e92c ) ) [post_type] => post [post_author] => 25 [tax_input] => Array ( [category] => Array ( [0] => 22 [1] => 11 [2] => 7 [3] => 2 ) [post_tag] => Array ( ) [post_format] => Array ( ) ) [post_name] => uepb-entrega-medalhas-a-132-alunos-premiados-na-olimpiada-brasileira-de-fisica-2016 )