CCBSA

CCBSA

Centro de Ciências Biológicas e Sociais Aplicadas

Pesquisador do Campus V assume editoria-chefe de volume do periódico “Medicina Oxidativa e Longevidade Celular”

26 de junho de 2018

Uma forma de reconhecimento à contribuição nas áreas de Química e Farmácia e um desafio profissional e acadêmico, é assim que o professor Francisco Jaime Bezerra Mendonça Júnior, do Campus V da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), define o convite do periódico internacional “Oxidative Medicine and Cellular Longevity” para que o docente assuma a função de editor-chefe do volume com o tema “Natural Bioactive Products with Antioxidant Properties Useful in Neurodegenerative Diseases”.

O periódico é voltado a pesquisas na área de Medicina Oxidativa e Longevidade Celular, que lidam com mecanismos celulares e moleculares do estresse oxidativo no sistema nervoso e sistemas de órgãos relacionados em relação ao envelhecimento, função imunológica, biologia vascular, metabolismo, sobrevivência celular e longevidade celular.

O estresse oxidativo afeta quase todos os transtornos progressivos agudos e crônicos e está intimamente ligado ao envelhecimento, doenças cardiovasculares, câncer, função imunológica, metabolismo e neurodegeneração. De acordo com os responsáveis pelo periódico, a revista preenche uma lacuna significativa na literatura científica de hoje e serve como um fórum internacional para a comunidade científica em todo o mundo com pesquisas pioneiras e estratégias clínicas. A “Oxidative Medicine and Cellular Longevity” está com prazo de submissão aberto até o dia 5 de outubro para a publicação de fevereiro de 2019.

Segundo o professor Francisco Jaime o convite dessas revistas científicas mais renomadas para a função de editor considera o número de publicações e citações de artigos de pesquisadores conceituados no país. “A convocação para que eu assumisse a função de editor-chefe dessa edição especial da ‘Oxidative Medicine and Cellular Longevity’ é uma forma de reconhecimento nacional e internacional do meu trabalho como bolsista de produtividade. Desde dezembro de 2017 que encaminhei a proposta e, atualmente, assumo essa responsabilidade que pode abrir caminhos, por exemplo, para estabelecermos parcerias com empresas, gerarmos produtos de retorno para a sociedade a partir da nossa produção científica”, avaliou o pesquisador.

Sobre o professor Francisco Jaime

Farmacêutico industrial formado pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), mestre em Ciências Farmacêuticas pela UFPE e doutor em Ciências Biológicas, com período sanduíche na Université Lyon 1-França, professor Francisco Jaime, atualmente, ocupa o cargo de Diretor Geral da Fundação Parque Tecnológico da Paraíba (PaqTcPB) quadriênio 2017-2021 e é professor Associado 1 da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), lotado no campus de João Pessoa. Também atua nos Programas de Pós-Graduação em: Produtos Naturais e Sintéticos Bioativos da UFPB (CAPES nível 6), Inovação Terapêutica da UFPE (Capes nível 5); e Programa de Pós-Graduação em Química da UEPB (CAPES nível 3), onde é orientador de mestrado e doutorado.

Entre os anos de 2012 a 2016 exerceu a função de diretor do Centro de Ciências Biológicas e Sociais Aplicadas (CCBSA). Autor e coautor de mais de 70 artigos científicos publicados em periódicos indexados nas áreas da Farmácia e Química, com um livro publicado – “Doenças Negligenciadas sob a ótica da Química Medicinal” – cinco capítulos de livros, e inventor com 16 pedidos de patentes depositadas no INPI (BR) e um PCT.

Tem diversos projetos aprovados em órgãos de fomento e atua na área da Química Medicinal e Orgânica, com ênfase na Síntese e Planejamento de Fármacos e foco na síntese, planejamento e avaliação de novas moléculas bioativas com potencial atividade antimicrobiana/antifúngica, psicotrópica, anti-inflamatórias, antitumorais e frente a doenças negligenciadas.

Texto: Juliana Marques