CCBSA

CCBSA

Centro de Ciências Biológicas e Sociais Aplicadas

3ª Jornada Arquivística do Campus V da UEPB é realizada com discussão sobre acervos pessoais e seus enlaces

6 de novembro de 2018


No contexto sociocultural e político da atualidade em que o fenômeno do esquecimento e a preservação da memória traçam as relações com os fatos vivenciados no presente, os arquivos consolidam-se como instituições necessárias ao desenvolvimento pleno da cidadania. Nesse sentido, foi realizada, na manhã desta quinta-feira (1º), no Campus V da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB) a 3ª Jornada Arquivística e seus Acervos Raros (JACRO), que nesta edição discute “Arquivos pessoais e seus enlaces”. A abertura do evento contou com a apresentação cultural de Clarisse Maia.

A mesa de abertura do evento contou com a participação da diretora do Centro de Ciências Biológicas e Sociais Aplicadas (CCBSA), professora Jacqueline Echeverría Barrancos; da idealizadora e coordenadora da JACRO, professora Manuela Maia; do coordenador do curso de Arquivologia da UEPB,professor Henrique França; da vice-reitora da Universidade Federal da Paraíba (UFPB), professora Bernardina Juvenal Freire; do coordenador do curso de Arquivologia da UFPB, Luiz Eduardo da Silva e da representante dos estudantes Palloma Raphaelly Alves.

Na oportunidade, a professora Manuela Maia apresentou um histórico das demais edições da Jornada e destacou a importância do desenvolvimento de iniciativas que reforcem o papel cidadão dos arquivos e enalteçam acervos poucos valorizados, como ocorre com a JACRO. “Revisitar a nossa história e reafirmar a constituição de nossas raízes precisa ser exercitado constantemente. Olhar para trás é fundamental para que não incorramos em erros, sofrimentos e retrocessos. Olhar para trás por meio do outro, de suas memórias, de seus documentos, produz narrativas fundamentais para que nos reconheçamos na existência e nas histórias reais. Os arquivos, em especial, os pessoais, nos aproximam dessas narrativas local e nacional. Percebê-los e trazê-los ao debate é uma forma de conexão com as memórias de seus protagonistas e com a evocação de nossas memórias”, avaliou a docente.

O evento contou com as palestras “José Simeão Leal: cultura, arte e vida”, com a professora Bernardina Maria Juvenal Freire; “Difusão cultural no Arquivo Afonso Pereira: o Teatro do Estudante da
Paraíba e sua construção expográfica”, proferida pela professora Manuela Maia; “Acervo Hermano José: vivências multidisciplinares e desafios arquivísticos”, com o graduando em Arquivologia Ronieli Victor da Silva e “Versos de uma trajetória: Políbio Alves, um homem entre papéis”, com a professora Ana Córdula.

Durante o evento foram arrecadados alimentos não perecíveis que serão doados para a Vila Vicentina Júlia Freire e sorteados livros que foram doados pela Editora da UEPB e UFPB.

Texto: Juliana Marques