CCSA

CCSA

Centro de Ciências Sociais Aplicadas

Projeto de extensão lança micro documentários sobre a luta pela moradia em Campina Grande

3 de novembro de 2021

O projeto de extensão “Formas e expressões da participação popular nas ZEIS em Campina Grande (PB): morar e se apropriar da cidade”, da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), irá lançar micro documentários produzidos durante a execução das atividades do projeto. O lançamento acontece neste sábado (6), às 17h, no Museu de Arte Popular da Paraíba (MAPP), em Campina Grande.

O projeto, que teve início em 2019 e está encerrando suas atividades em 2021, é ligado Departamento de Ciência Sociais da UEPB e coordenado pela professora Maria Jackeline Feitosa Carvalho. Participaram das atividades alunos de Sociologia, Geografia, História, Jornalismo e Serviço Social. É um projeto proveniente do Edital 2019 da Pró-Reitoria de Extensão (PROEX), que teve por objetivo inicial elaborar um documentário como forma de recuperar a historicidade da luta pela moradia em Campina Grande, a partir dos relatos e memórias de moradoras e moradores das chamadas Zonas Especiais de Interesse Social (ZEIS).

Dada a riqueza das memórias encontradas, o projeto terminou por propiciar a produção de micro documentários com a participação de 41 narradoras e narradores das ZEIS que registram tramas, tempos e percursos sob o chão de outra história de Campina Grande: a da luta pelo direito em ser e permanecer na cidade.

O grupo de extensão não se preocupou em estabelecer uma leitura linear sobre os acontecimentos narrados, dando mais importância às falas dos entrevistados. Interessavam ao projeto o percurso, a trilha, o deslocamento e deixar abertas as possibilidades de conhecer as “diferentes Campina Grande” através da maneira como estas pessoas vão se apropriando da cidade.

Segundo os responsáveis, os micro documentários trazem à visibilidade uma outra história sobre a cidade, constituída através da singularidade de cada lugar, bairro e ZEIS. São relatos que têm em comum o sonho da conquista de uma moradia digna e memórias que narram Campina Grande em seus espaços desiguais e também de lutas, afetos, desafios e conquistas.

Texto: Juliana Rosas