CH

CH

Centro de Humanidades

Licenciatura Plena em História

Histórico:

Em 1981 foi criada, na cidade de Guarabira-PB, a então Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Guarabira-PB – FAFIG, instalada no antigo Colégio Nossa Senhora da Luz, situado no bairro central da cidade. Posteriormente, em 1982, a mesma foi transferida para o bairro de Areia Branca, no Km 1 da Rodovia 075-PB. Os cursos de licenciatura que funcionavam na FAFIG, aos poucos trouxeram para a região de Guarabira um intenso fluxo de estudantes universitários, em sua maioria, oriundos das localidades circunvizinhas.

Ainda como FAFIG, por força da Resolução de no 20/83, de 07 de abril de 1983, foi criado o Curso de Licenciatura em História, o que constou do D.O.U. de 12 de maio de 1983. Com isso foi ampliado o leque de formação humanística, ao passo que, trouxe para a cidade de Guarabira, um crescente número de estudantes interessados nessa área de estudo, cujo interesse ultrapassou a mera formação de professores de história, de modo a construir um perfil profissional, que paulatinamente, começava a perceber a crítica e a problemática do humano em sociedade.

Incorporada, em 1986, a Faculdade Regional do Nordeste – FURNE, a FAFIG deixou de existir e as transformações não pararam. Quando a FURNE foi estadualizada, essa Instituição de Ensino Superior conduziu todos os antigos cursos para o mesmo destino. A partir de então, as transformações foram crescentes; nascia então o Centro de Humanidades Osmar de Aquino, da Universidade Estadual da Paraíba, convergindo para a formação de professores licenciados e bacharéis nas áreas humanísticas: Geografia, Letras, História, Direito e, mais recentemente, Pedagogia.

Oito anos depois, o Curso de Licenciatura Plena em História foi reconhecido, pela Portaria Ministerial de no 939, de 16 de julho de 1994, publicada no D.O.U. de 17 de junho do mesmo ano. Desde a “turma pioneira”, do período 83.2, constituída por 55 alunos, o Curso de Licenciatura Plena em História, ao passar por transformações organizativas e institucionais, funciona atualmente nos turnos vespertino e noturno, com duas entradas para cada período, oferecendo um total de 120 vagas anuais.  Conta ainda com a recente implantação do seu Curso de Especialização em História Cultural, iniciado no semestre 2009.2, com a oferta de 35 vagas.
O Curso promove de modo crescente o desenvolvimento crítico e intelectual da região do Brejo paraibano. A preocupação não tem sido apenas a de formar professores licenciados que possam ocupar as vagas remanescentes das cidades circunvizinhas à sede em que o curso está localizado. A opção por formar profissionais críticos e integrados com o contexto e com as transformações sociais, políticas e culturais da região, deu ao curso de Licenciatura Plena em História o respaldo necessário ao reconhecimento da sociedade.

Em 2013, o quadro docente efetivo do Curso conta com 20 (vinte) professores efetivos e 1 visitante, sendo 14 (quatorze) Doutores, 04(quatro) Mestres, 02(dois) Especialistas e 01(um) Graduado. São profissionais que atuam em diferentes áreas de Ensino e Pesquisa, qualificados em diversas universidades brasileiras e do exterior.

Convergem para o Centro de Humanidades estudantes de vários lugares do Brejo paraibano, do Sertão da Paraíba e do Litoral, como também, estudantes de outros estados, a exemplo do Ceará, Bahia e Rio Grande do Norte. No caso do curso de História, a clientela estudantil é bastante diversificada, seja quanto ao local de origem, faixa etária, condição sócio-econômica, identidades étnicas e culturais. Tal diversidade, bem como o reconhecimento de que a estrutura da graduação está alicerçada numa concepção de ensino não dissociada da Pesquisa e da Extensão – o que é uma composição que favorece, em demasia, a transmissão do conhecimento histórico de modo crítico e problematizador  –  faz com que nossa graduação não se configure como um curso endógeno e/ou local, mas antes como um espaço político e de construção e difusão de conhecimento, que procura reinventar e transcender fronteiras.
Criação: Portaria Ministerial de no 939, de 16 de julho de 1994, publicada no D.O.U. de 17 de junho do mesmo ano.

Regime Escolar: Seriado Semestral com duas entradas

Carga horária total do curso:  2.810 horas

Turnos de funcionamento: vespertino e noturno

Duração do Curso
Turno Diurno: 8 semestres
Turno Noturno: 9 semestres

Campo de atuação profissional:

O profissional licenciado em História, na perspectiva de formação aqui proposta, estará apto a atuar em diversas áreas/espaços relacionadas ao Ensino e Pesquisa do conhecimento histórico. A saber:

  • Ensino Fundamental, Médio e Superior de Instituições Públicas e Privadas. Nas de nível superior poderá atuar em Cursos específicos de História e/ou de áreas correlatas, que ofereçam componentes curriculares de conhecimento histórico.
  • Núcleos/Fundações/Agências de Pesquisa; Arquivos, Museus, Curadorias e órgãos ligados à preservação e difusão da História, da Memória e Patrimônio Cultural, públicos ou privados, incluindo Organizações Não Governamentais (ONG’S).
  • Assessorias a empresas, órgãos ou agências ligadas à produção midiática _ Publicidade, Cinema e demais meios de comunicação de massa. Editorias de livros, jornais e revistas especializados.
  • Assessorias às empresas e/ou instituições ligadas ao Turismo.

Chefia de Departamento:

Joedna Reis de Meneses (chefe)

Susel Oliveira da Rosa (chefe adjunto)

Coordenação  de Curso:

Naiara Ferraz Bandeira Alves (coordenadora)

Carlos Adriano Ferreira de Lima (coordenador adjunto)

Secretária:
Lutelcia de Paiva Teixeira Fernandes

Linhas de pesquisa:

O equilíbrio entre Ensino, Pesquisa e Extensão depende da dinâmica da oferta curricular em consonância com as Linhas de Pesquisa e com a área de Ensino, em particular os Estágios Supervisionados.

As Linhas de Pesquisa contemplam as diferentes grandes áreas e abrem horizontes plurais de objetos, problemas e abordagens de estudo, em compasso com a especialização e atuação do nosso quadro de professores orientadores. São elas:

  • Historiografia, Literatura e Mídia;
  • História, Política e Relações de Poder;
  • História, Trabalho e Economia;
  • História e Estudos Culturais: Etnia, Crença, Gênero e Sexualidade;
  • História, Memória e Cotidiano;
  • História, Ensino e Currículo;
  • História Cultural e Cidade

Estas linhas constituem o território profícuo de várias experiências de Pesquisa e Extensão, ligadas aos editais da própria Instituição e/ou de agências de fomento de âmbito regional e/ou nacional, a exemplo dos Programas de Iniciação Científica (PIBIC), PROPESQ, PROBEX, Edital Universal do CNPq, etc.

Lista de Professores