CCHA

CCHA

Centro de Ciências Humanas e Agrárias

Pesquisas desenvolvidas na UEPB potencializam o cultivo de hortícolas na microrregião de Catolé do Rocha

13 de setembro de 2018
Clique para exibir o slide.

Três pesquisas desenvolvidas por alunos e professores do Centro de Ciências Humanas e Agrárias (CCHA) da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), no Câmpus IV, em parceria com a Universidade Federal da Paraíba (UFPB) e a Universidade Federal de Campina Grande (UFCG), tem ajudado na restauração da horticultura na microrregião de Catolé do Rocha. A pesquisa “Solaplant”, coordenada pelo professor Evandro Franklin de Mesquita, do curso de Licenciatura em Ciências Agrárias da UEPB, visa a restauração da horticultura da região, a exemplo do quiabo, abobrinha, da batata-doce, entre outras.

Os primeiros resultados da pesquisa já forneceram dados relevantes para a região. Atualmente, o grupo está desenvolvendo três projetos de pesquisa com as culturas da melancia, alface e tomate. A pesquisa da melancia estuda lâminas de irrigação e Etefon; a alface lâminas de irrigação e cores de agrotêxtil e o experimento de tomate com lâminas de água e silício, objetivando contribuir cientificamente para a obtenção de uma maior produtividade com qualidade de frutos para a região, além de fornecer informações científicas para agricultura familiar local. De acordo com o professor Evandro, no Nordeste, especificamente no estado da Paraíba, a necessidade de adoção de técnicas agronômicas eficaz para o convívio sustentável no semiárido.

Apesar de fazer parte do semiárido nordestino, o município de Catolé do Rocha devido à escassez hídrica nos anos 2014, 2015, 2016 e 2017 houve uma diminuição na área plantada e de produtividade na microrregião de Catolé do Rocha. Professor Evandro Franklin explica que o estudo destas culturas têm comprovado a eficiência de utilizá-la de maneira racional para que possa ser mais uma fonte de renda para os agricultores desta microrregião

A evaporação de referência na microrregião de Catolé do Rocha oscila entre 7 e 10 mm dia-1, com isso, a utilização de cores agrotêxtil é a introdução de nova tecnologia com a finalidade de minimizar as perdas de água por evaporação. O silício é um elemento mineral que tem despertado interesse por parte dos pesquisadores devido aos benefícios que este elemento traz a algumas culturas agrícolas. Porém, necessita de estudos para averiguar sua importância e essencialidade para a nutrição mineral da abobrinha em regiões semiáridas.

O método de irrigação utilizado é o localizado com vazão de 1,2 litro hora, com sistema por gotejamento. Este sistema se caracteriza pela eficiência do uso da água e consiste em aplicar água no solo próximo ao sistema radicular da cultura, em pequenas pressões e vazões, mas com elevada frequência. Numa região em que a evaporação de referência pode chegar até 12 milímetros por dia, o uso da irrigação localizada é uma necessidade para a agricultura, o que significa menor quantidade de água evaporada da superfície do solo, e consequentemente, que a quantidade de água aplicada seja maximamente utilizada pela cultura.

Além do professor Evandro, integram a equipe os professores pesquisadores Francisco Pinheiro, Irinaldo Pereira e Irton Miranda, da UEPB; Lourival Ferreira e Rejane Maria, ambos, da UFPB; e Roberto Cleiton, da UFCG; bem como os alunos da Licenciatura em Ciências Agrárias da UEPB, Daniel da Silva Ferreira, Caio da Silva Souza, Jackson de Mesquita Alves, Maria Rayanne da Silva, Damiao Vagno Dantas Jales, Mikaelle Fernandes Suassuna de Lima, Géssica Martins de Figueiredo, Dayara Cezário da Silva, Sefora Cordeiro Suassuna, Fernando Nóbrega Targino e Luisa Silva de Queiroz; os doutorandos da UFPB, Danila Lima de Araújo, Lucimara Ferreira de Figueiredo e Rosinaldo de Souza Ferreira; e os mestrandos da UFCG Cezenildo de Figueiredo Suassuna e Albanisa Pereira de Lima e Curso Técnico em Agropecuária: Jordania Oliveira, Ionara Luiza Soares Machado, Hellen Alessandra de Sá Bezerra, Gabriel LinharesVeras Saldanha e Thiago Andrade Valdivino.

Realizada pelos alunos do curso de Licenciatura em Ciências Agrárias e do Curso Técnico em Agropecuária da UEPB e dos cursos de Pós-Graduação em Horticultura Tropical e em Agronomia da Universidade Federal de Campina Grande (UFCG) e da Universidade Federal da Paraíba (UFPB), respectivamente, a pesquisa tem aumentado significativamente o ingresso dos graduados da Estadual em programas de pós-graduação, bem como, do Técnico Agropecuária em graduações na área de Ciências Agrárias.

Fotos: Divulgação

O post Pesquisas desenvolvidas na UEPB potencializam o cultivo de hortícolas na microrregião de Catolé do Rocha apareceu primeiro em UEPB.

FAF deciding on filters on post to be syndicated:

Alunos extensionistas da Universidade Estadual desenvolvem ação ambiental no Presídio do Serrotão

Array ( [post_title] => Alunos extensionistas da Universidade Estadual desenvolvem ação ambiental no Presídio do Serrotão [post_content] =>

Um projeto extensionista desenvolvido pela Pró-Reitoria de Extensão (PROEX) da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB) está realizando atividades voltadas para a melhoria do meio ambiente no Presídio do Serrotão, em Campina Grande. Em seu primeiro ano de funcionamento, o projeto “Educação em Direitos Humanos e Meio Ambiente: uma proposta de ressocialização através da implantação do Núcleo de Reciclagem e Beneficiamento no Complexo Serrotão em Campina Grande”, coordenado pelo professor Edivan Nunes, já realizou cinco visitas ao presídio, que resultaram na criação de uma horta comunitária.

Na última visita, realizada no último sábado (6), os alunos do projeto criaram uma minicomposteira utilizando resíduos vegetais, além de fornecerem orientações sobre plantio, propagação e uso de ervas medicinais aos apenados da unidade prisional. Para criar a composteira, o Centro de Ciências Humanas e Agrárias (CCHA) disponibilizou materiais para o pessoal da horta do Serrotão, como rolo de arame farpado, rastelo, bandejas de polietileno com células para produção de mudas, três quilos de arame galvanizado, mudas de maracujá e de diversas plantas medicinais.

Professor Edivan explica que a horta já existia no Presídio, mas não estava dentro dos padrões técnicos adequados. Com o trabalho dos extensionistas, a horta foi adequada para pleno funcionamento. Integram o projeto dez alunos extensionistas, sendo seis do curso de Ciências Agrárias (Câmpus de Catolé do Rocha), dois de Agroecologia (Câmpus de Lagoa Seca) e dois do curso de Jornalismo (Câmpus de Campina Grande).

O projeto é financiado pelo Governo Federal, através do Ministério da Educação e Cultura (MEC), e recebe recursos da ordem R$ 98 mil. O pró-reitor de Extensão, professor José Pereira, ressalta que a Universidade, através de ações extensionistas, traz como um dos propósitos desenvolver estratégias que englobam a questão da qualidade de vida, capacitação e geração de renda, visando a ressocialização das pessoas privadas de liberdade.

A iniciativa tem como objetivo implementar o plano de gerenciamento de Resíduos Sólidos, através da educação ambiental, atendendo a proposta de inclusão social e de geração de renda, bem como promover atos de educação ambiental, articulando ações com os reeducandos.

Texto: Severino Lopes
Fotos: Divulgação

O post Alunos extensionistas da Universidade Estadual desenvolvem ação ambiental no Presídio do Serrotão apareceu primeiro em UEPB.

[post_excerpt] =>

Um projeto extensionista desenvolvido pela Pró-Reitoria de Extensão (PROEX) da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB) está realizando atividades voltadas para a melhoria do meio ambiente no Presídio do Serrotão, em Campina Grande. Em seu primeiro ano de funcionamento, o projeto “Educação em Direitos Humanos e Meio Ambiente: uma proposta de ressocialização através da implantação do Leia Mais...

O post Alunos extensionistas da Universidade Estadual desenvolvem ação ambiental no Presídio do Serrotão apareceu primeiro em UEPB.

[post_date_gmt] => 2019-04-08 14:15:29 [post_date] => 2019-04-08 14:15:29 [post_modified_gmt] => 2019-04-08 14:15:29 [post_modified] => 2019-04-08 14:15:29 [post_status] => publish [comment_status] => closed [ping_status] => closed [guid] => http://www.uepb.edu.br/?p=47718 [meta] => Array ( [enclosure] => Array ( [0] => ) [syndication_source] => CCHA – UEPB [syndication_source_uri] => http://www.uepb.edu.br [syndication_source_id] => http://www.uepb.edu.br/category/centros/ccha/feed/ [rss:comments] => http://www.uepb.edu.br/alunos-extensionistas-da-universidade-estadual-desenvolvem-acao-ambiental-no-presidio-do-serrotao/#respond [wfw:commentRSS] => http://www.uepb.edu.br/alunos-extensionistas-da-universidade-estadual-desenvolvem-acao-ambiental-no-presidio-do-serrotao/feed/ [syndication_feed] => http://www.uepb.edu.br/category/centros/ccha/feed/ [syndication_feed_id] => 10 [syndication_permalink] => http://www.uepb.edu.br/alunos-extensionistas-da-universidade-estadual-desenvolvem-acao-ambiental-no-presidio-do-serrotao/ [syndication_item_hash] => Array ( [0] => 8dc7c82377477b5949141fd2f0544a0f [1] => 62c425da552fb226c110481967673d48 ) ) [post_type] => post [post_author] => 25 [tax_input] => Array ( [category] => Array ( [0] => 8 [1] => 9 [2] => 2 ) [post_tag] => Array ( ) [post_format] => Array ( ) ) [post_name] => alunos-extensionistas-da-universidade-estadual-desenvolvem-acao-ambiental-no-presidio-do-serrotao )

Decide filter: Returning post, everything seems orderly :Alunos extensionistas da Universidade Estadual desenvolvem ação ambiental no Presídio do Serrotão

Array ( [post_title] => Alunos extensionistas da Universidade Estadual desenvolvem ação ambiental no Presídio do Serrotão [post_content] =>

Um projeto extensionista desenvolvido pela Pró-Reitoria de Extensão (PROEX) da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB) está realizando atividades voltadas para a melhoria do meio ambiente no Presídio do Serrotão, em Campina Grande. Em seu primeiro ano de funcionamento, o projeto “Educação em Direitos Humanos e Meio Ambiente: uma proposta de ressocialização através da implantação do Núcleo de Reciclagem e Beneficiamento no Complexo Serrotão em Campina Grande”, coordenado pelo professor Edivan Nunes, já realizou cinco visitas ao presídio, que resultaram na criação de uma horta comunitária.

Na última visita, realizada no último sábado (6), os alunos do projeto criaram uma minicomposteira utilizando resíduos vegetais, além de fornecerem orientações sobre plantio, propagação e uso de ervas medicinais aos apenados da unidade prisional. Para criar a composteira, o Centro de Ciências Humanas e Agrárias (CCHA) disponibilizou materiais para o pessoal da horta do Serrotão, como rolo de arame farpado, rastelo, bandejas de polietileno com células para produção de mudas, três quilos de arame galvanizado, mudas de maracujá e de diversas plantas medicinais.

Professor Edivan explica que a horta já existia no Presídio, mas não estava dentro dos padrões técnicos adequados. Com o trabalho dos extensionistas, a horta foi adequada para pleno funcionamento. Integram o projeto dez alunos extensionistas, sendo seis do curso de Ciências Agrárias (Câmpus de Catolé do Rocha), dois de Agroecologia (Câmpus de Lagoa Seca) e dois do curso de Jornalismo (Câmpus de Campina Grande).

O projeto é financiado pelo Governo Federal, através do Ministério da Educação e Cultura (MEC), e recebe recursos da ordem R$ 98 mil. O pró-reitor de Extensão, professor José Pereira, ressalta que a Universidade, através de ações extensionistas, traz como um dos propósitos desenvolver estratégias que englobam a questão da qualidade de vida, capacitação e geração de renda, visando a ressocialização das pessoas privadas de liberdade.

A iniciativa tem como objetivo implementar o plano de gerenciamento de Resíduos Sólidos, através da educação ambiental, atendendo a proposta de inclusão social e de geração de renda, bem como promover atos de educação ambiental, articulando ações com os reeducandos.

Texto: Severino Lopes
Fotos: Divulgação

O post Alunos extensionistas da Universidade Estadual desenvolvem ação ambiental no Presídio do Serrotão apareceu primeiro em UEPB.

[post_excerpt] =>

Um projeto extensionista desenvolvido pela Pró-Reitoria de Extensão (PROEX) da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB) está realizando atividades voltadas para a melhoria do meio ambiente no Presídio do Serrotão, em Campina Grande. Em seu primeiro ano de funcionamento, o projeto “Educação em Direitos Humanos e Meio Ambiente: uma proposta de ressocialização através da implantação do Leia Mais...

O post Alunos extensionistas da Universidade Estadual desenvolvem ação ambiental no Presídio do Serrotão apareceu primeiro em UEPB.

[post_date_gmt] => 2019-04-08 14:15:29 [post_date] => 2019-04-08 14:15:29 [post_modified_gmt] => 2019-04-08 14:15:29 [post_modified] => 2019-04-08 14:15:29 [post_status] => publish [comment_status] => closed [ping_status] => closed [guid] => http://www.uepb.edu.br/?p=47718 [meta] => Array ( [enclosure] => Array ( [0] => ) [syndication_source] => CCHA – UEPB [syndication_source_uri] => http://www.uepb.edu.br [syndication_source_id] => http://www.uepb.edu.br/category/centros/ccha/feed/ [rss:comments] => http://www.uepb.edu.br/alunos-extensionistas-da-universidade-estadual-desenvolvem-acao-ambiental-no-presidio-do-serrotao/#respond [wfw:commentRSS] => http://www.uepb.edu.br/alunos-extensionistas-da-universidade-estadual-desenvolvem-acao-ambiental-no-presidio-do-serrotao/feed/ [syndication_feed] => http://www.uepb.edu.br/category/centros/ccha/feed/ [syndication_feed_id] => 10 [syndication_permalink] => http://www.uepb.edu.br/alunos-extensionistas-da-universidade-estadual-desenvolvem-acao-ambiental-no-presidio-do-serrotao/ [syndication_item_hash] => Array ( [0] => 8dc7c82377477b5949141fd2f0544a0f [1] => 62c425da552fb226c110481967673d48 ) ) [post_type] => post [post_author] => 25 [tax_input] => Array ( [category] => Array ( [0] => 8 [1] => 9 [2] => 2 ) [post_tag] => Array ( ) [post_format] => Array ( ) ) [post_name] => alunos-extensionistas-da-universidade-estadual-desenvolvem-acao-ambiental-no-presidio-do-serrotao )

FAF deciding on filters on post to be syndicated:

Pesquisa desenvolvida na UEPB comprova viabilidade para exploração do abacaxizeiro pérola no Sertão

Array ( [post_title] => Pesquisa desenvolvida na UEPB comprova viabilidade para exploração do abacaxizeiro pérola no Sertão [post_content] =>

Uma pesquisa desenvolvida na Escola Agrotécnica do Cajueiro, localizada no Centro de Ciências Humanas e Agrárias (CCHA) da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), comprovou a viabilidade técnica para a exploração do abacaxizeiro pérola no Sertão paraibano. O coordenador da pesquisa, professor José Geraldo Rodrigues dos Santos, estudou os efeitos de doses de biofertilizante e de lâminas de irrigação na produção da fruta em condições semiáridas, bem como sua qualidade, mostrando a eficiência do uso de biofertilizante, aplicado via fertirrigação, na produção do abacaxi.

A pesquisa foi realizada no Câmpus IV da UEPB, em Catolé do Rocha, entre os meses de abril de 2017 e novembro de 2018. A cidade tem clima seco, do tipo estepe, com temperatura média anual de 26,9ºC, evapotranspiração média anual de 1.707 milímetros, umidade relativa do ar média anual de 50%, insolação anual de 2.800 horas e precipitação média anual de 874,4 milímetros, sendo esta última característica concentrada no trimestre fevereiro/abril.

De acordo com o professor José Geraldo, aplicando o uso de biofertilizante na produção do abacaxi pérola, foi obtido, na dose de 50,6 mL/planta/vez, em intervalo mensal, frutos pesando em média 1,1Kg, medindo 22 cm de comprimento, com 11 cm de diâmetro, pH variando de 3,7 a 3,9 e sólidos solúveis totais (SST) entre 14,8 e 17,5 oBrix. Ele destacou que o peso e o tamanho do fruto estão dentro dos padrões desejados para a referida variedade e que os valores de sólidos solúveis foram superiores aos obtidos nas diferentes regiões brasileiras, que tiveram uma variação de 14,0 a 16,1 oBrix, conforme literaturas consultadas.

“Isso significa que o abacaxi pérola produzido nas condições semiáridas da microrregião de Catolé do Rocha, em consequência do elevado valor do oBrix, tende a ser mais doce. Por outro lado, a única restrição à exploração da fruta nessas condições é a elevada demanda hídrica, uma vez que foram necessários 1.800 milímetros anuais para uma produção máxima da cultura, considerando que, nas regiões tradicionalmente produtoras, a necessidade hídrica varia de 1.000 a 1.500 milímetros anuais”, explicou professor Geraldo.

Em razão dos resultados positivos alcançados com a pesquisa feita na Escola Agrotécnica do Cajueiro, a exploração da cultura do abacaxi pérola será recomendada para os produtores rurais de base familiar da microrregião de Catolé do Rocha, o que contribuirá para o aumento da renda no setor rural, com consequente melhoria da qualidade de vida das famílias. Professor José Geraldo destaca, ainda, que as orientações técnicas necessárias serão prestadas pelos alunos extensionistas da UEPB e pelos extensionistas rurais da Empresa Paraibana de Pesquisa, Extensão Rural e Regularização Fundiária (EMPAER), Gerência de Catolé do Rocha.

Texto: Givaldo Cavalcanti

O post Pesquisa desenvolvida na UEPB comprova viabilidade para exploração do abacaxizeiro pérola no Sertão apareceu primeiro em UEPB.

[post_excerpt] =>

Uma pesquisa desenvolvida na Escola Agrotécnica do Cajueiro, localizada no Centro de Ciências Humanas e Agrárias (CCHA) da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), comprovou a viabilidade técnica para a exploração do abacaxizeiro pérola no Sertão paraibano. O coordenador da pesquisa, professor José Geraldo Rodrigues dos Santos, estudou os efeitos de doses de biofertilizante e de Leia Mais...

O post Pesquisa desenvolvida na UEPB comprova viabilidade para exploração do abacaxizeiro pérola no Sertão apareceu primeiro em UEPB.

[post_date_gmt] => 2019-03-13 13:09:23 [post_date] => 2019-03-13 13:09:23 [post_modified_gmt] => 2019-03-13 13:09:23 [post_modified] => 2019-03-13 13:09:23 [post_status] => publish [comment_status] => closed [ping_status] => closed [guid] => http://www.uepb.edu.br/?p=46981 [meta] => Array ( [enclosure] => Array ( [0] => ) [syndication_source] => CCHA – UEPB [syndication_source_uri] => http://www.uepb.edu.br [syndication_source_id] => http://www.uepb.edu.br/category/centros/ccha/feed/ [rss:comments] => http://www.uepb.edu.br/pesquisa-desenvolvida-na-uepb-comprova-viabilidade-tecnica-para-exploracao-do-abacaxizeiro-perola-no-sertao/#respond [wfw:commentRSS] => http://www.uepb.edu.br/pesquisa-desenvolvida-na-uepb-comprova-viabilidade-tecnica-para-exploracao-do-abacaxizeiro-perola-no-sertao/feed/ [syndication_feed] => http://www.uepb.edu.br/category/centros/ccha/feed/ [syndication_feed_id] => 10 [syndication_permalink] => http://www.uepb.edu.br/pesquisa-desenvolvida-na-uepb-comprova-viabilidade-tecnica-para-exploracao-do-abacaxizeiro-perola-no-sertao/ [syndication_item_hash] => Array ( [0] => 07aa82861e051be428e55fe45c6c2643 [1] => 586eeedcbf214253230fcab40bee8398 ) ) [post_type] => post [post_author] => 25 [tax_input] => Array ( [category] => Array ( [0] => 9 [1] => 2 ) [post_tag] => Array ( ) [post_format] => Array ( ) ) [post_name] => pesquisa-desenvolvida-na-uepb-comprova-viabilidade-para-exploracao-do-abacaxizeiro-perola-no-sertao )

Decide filter: Returning post, everything seems orderly :Pesquisa desenvolvida na UEPB comprova viabilidade para exploração do abacaxizeiro pérola no Sertão

Array ( [post_title] => Pesquisa desenvolvida na UEPB comprova viabilidade para exploração do abacaxizeiro pérola no Sertão [post_content] =>

Uma pesquisa desenvolvida na Escola Agrotécnica do Cajueiro, localizada no Centro de Ciências Humanas e Agrárias (CCHA) da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), comprovou a viabilidade técnica para a exploração do abacaxizeiro pérola no Sertão paraibano. O coordenador da pesquisa, professor José Geraldo Rodrigues dos Santos, estudou os efeitos de doses de biofertilizante e de lâminas de irrigação na produção da fruta em condições semiáridas, bem como sua qualidade, mostrando a eficiência do uso de biofertilizante, aplicado via fertirrigação, na produção do abacaxi.

A pesquisa foi realizada no Câmpus IV da UEPB, em Catolé do Rocha, entre os meses de abril de 2017 e novembro de 2018. A cidade tem clima seco, do tipo estepe, com temperatura média anual de 26,9ºC, evapotranspiração média anual de 1.707 milímetros, umidade relativa do ar média anual de 50%, insolação anual de 2.800 horas e precipitação média anual de 874,4 milímetros, sendo esta última característica concentrada no trimestre fevereiro/abril.

De acordo com o professor José Geraldo, aplicando o uso de biofertilizante na produção do abacaxi pérola, foi obtido, na dose de 50,6 mL/planta/vez, em intervalo mensal, frutos pesando em média 1,1Kg, medindo 22 cm de comprimento, com 11 cm de diâmetro, pH variando de 3,7 a 3,9 e sólidos solúveis totais (SST) entre 14,8 e 17,5 oBrix. Ele destacou que o peso e o tamanho do fruto estão dentro dos padrões desejados para a referida variedade e que os valores de sólidos solúveis foram superiores aos obtidos nas diferentes regiões brasileiras, que tiveram uma variação de 14,0 a 16,1 oBrix, conforme literaturas consultadas.

“Isso significa que o abacaxi pérola produzido nas condições semiáridas da microrregião de Catolé do Rocha, em consequência do elevado valor do oBrix, tende a ser mais doce. Por outro lado, a única restrição à exploração da fruta nessas condições é a elevada demanda hídrica, uma vez que foram necessários 1.800 milímetros anuais para uma produção máxima da cultura, considerando que, nas regiões tradicionalmente produtoras, a necessidade hídrica varia de 1.000 a 1.500 milímetros anuais”, explicou professor Geraldo.

Em razão dos resultados positivos alcançados com a pesquisa feita na Escola Agrotécnica do Cajueiro, a exploração da cultura do abacaxi pérola será recomendada para os produtores rurais de base familiar da microrregião de Catolé do Rocha, o que contribuirá para o aumento da renda no setor rural, com consequente melhoria da qualidade de vida das famílias. Professor José Geraldo destaca, ainda, que as orientações técnicas necessárias serão prestadas pelos alunos extensionistas da UEPB e pelos extensionistas rurais da Empresa Paraibana de Pesquisa, Extensão Rural e Regularização Fundiária (EMPAER), Gerência de Catolé do Rocha.

Texto: Givaldo Cavalcanti

O post Pesquisa desenvolvida na UEPB comprova viabilidade para exploração do abacaxizeiro pérola no Sertão apareceu primeiro em UEPB.

[post_excerpt] =>

Uma pesquisa desenvolvida na Escola Agrotécnica do Cajueiro, localizada no Centro de Ciências Humanas e Agrárias (CCHA) da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), comprovou a viabilidade técnica para a exploração do abacaxizeiro pérola no Sertão paraibano. O coordenador da pesquisa, professor José Geraldo Rodrigues dos Santos, estudou os efeitos de doses de biofertilizante e de Leia Mais...

O post Pesquisa desenvolvida na UEPB comprova viabilidade para exploração do abacaxizeiro pérola no Sertão apareceu primeiro em UEPB.

[post_date_gmt] => 2019-03-13 13:09:23 [post_date] => 2019-03-13 13:09:23 [post_modified_gmt] => 2019-03-13 13:09:23 [post_modified] => 2019-03-13 13:09:23 [post_status] => publish [comment_status] => closed [ping_status] => closed [guid] => http://www.uepb.edu.br/?p=46981 [meta] => Array ( [enclosure] => Array ( [0] => ) [syndication_source] => CCHA – UEPB [syndication_source_uri] => http://www.uepb.edu.br [syndication_source_id] => http://www.uepb.edu.br/category/centros/ccha/feed/ [rss:comments] => http://www.uepb.edu.br/pesquisa-desenvolvida-na-uepb-comprova-viabilidade-tecnica-para-exploracao-do-abacaxizeiro-perola-no-sertao/#respond [wfw:commentRSS] => http://www.uepb.edu.br/pesquisa-desenvolvida-na-uepb-comprova-viabilidade-tecnica-para-exploracao-do-abacaxizeiro-perola-no-sertao/feed/ [syndication_feed] => http://www.uepb.edu.br/category/centros/ccha/feed/ [syndication_feed_id] => 10 [syndication_permalink] => http://www.uepb.edu.br/pesquisa-desenvolvida-na-uepb-comprova-viabilidade-tecnica-para-exploracao-do-abacaxizeiro-perola-no-sertao/ [syndication_item_hash] => Array ( [0] => 07aa82861e051be428e55fe45c6c2643 [1] => 586eeedcbf214253230fcab40bee8398 ) ) [post_type] => post [post_author] => 25 [tax_input] => Array ( [category] => Array ( [0] => 9 [1] => 2 ) [post_tag] => Array ( ) [post_format] => Array ( ) ) [post_name] => pesquisa-desenvolvida-na-uepb-comprova-viabilidade-para-exploracao-do-abacaxizeiro-perola-no-sertao )

FAF deciding on filters on post to be syndicated:

Câmpus IV inicia projeto de cultivo de palma adensada com sistema de irrigação por gotejamento

Array ( [post_title] => Câmpus IV inicia projeto de cultivo de palma adensada com sistema de irrigação por gotejamento [post_content] =>

Clique para exibir o slide.

O Centro de Ciências Humanas e Agrárias (CCHA) da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), localizado no Câmpus IV, em Catolé do Rocha, iniciou a implantação de mais um projeto sustentável voltado para o cultivo de palmas forrageiras. Trata-se do projeto de cultivo de palma adensada com sistema de irrigação por gotejamento, utilizando energia solar.

A iniciativa foi viabilizada graças a uma parceira entre a Direção do Câmpus IV com o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar) e a Federação da Agricultura e Pecuária da Paraíba (Faepa). O projeto foi implantado em uma área de 3 mil metros quadrados, totalizando um plantio de 5.280 raquetes de palma.

O diretor da Escola Agrotécnica do Cajueiro, professor Edivan Nunes, ressaltou que o projeto surge como um modelo sustentável que servirá para demonstrar aos alunos, professores e produtores rurais a viabilidade tecnológica e produtiva da Palma, considerado o “ouro verde do semiárido”. Ele destacou o apoio do presidente do Sistema Senar/Faepa, Mário Borba; do Superintendente do Senar/PB, Sérgio Martins; e do presidente do Sindicato dos Produtores Rurais, professor Melquíades, como fundamental para o êxito do projeto.

Texto: Severino Lopes
Fotos: Divulgação

O post Câmpus IV inicia projeto de cultivo de palma adensada com sistema de irrigação por gotejamento apareceu primeiro em UEPB.

[post_excerpt] =>

O Centro de Ciências Humanas e Agrárias (CCHA) da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), localizado no Câmpus IV, em Catolé do Rocha, iniciou a implantação de mais um projeto sustentável voltado para o cultivo de palmas forrageiras. Trata-se do projeto de cultivo de palma adensada com sistema de irrigação por gotejamento, utilizando energia solar. A Leia Mais...

O post Câmpus IV inicia projeto de cultivo de palma adensada com sistema de irrigação por gotejamento apareceu primeiro em UEPB.

[post_date_gmt] => 2018-12-04 15:27:27 [post_date] => 2018-12-04 15:27:27 [post_modified_gmt] => 2018-12-04 15:27:27 [post_modified] => 2018-12-04 15:27:27 [post_status] => publish [comment_status] => closed [ping_status] => closed [guid] => http://www.uepb.edu.br/?p=45386 [meta] => Array ( [enclosure] => Array ( [0] => ) [syndication_source] => CCHA – UEPB [syndication_source_uri] => http://www.uepb.edu.br [syndication_source_id] => http://www.uepb.edu.br/category/centros/ccha/feed/ [rss:comments] => http://www.uepb.edu.br/campus-de-catole-do-rocha-inicia-projeto-de-cultivo-de-palma-adensada-com-sistema-de-irrigacao-por-gotejamento/#respond [wfw:commentRSS] => http://www.uepb.edu.br/campus-de-catole-do-rocha-inicia-projeto-de-cultivo-de-palma-adensada-com-sistema-de-irrigacao-por-gotejamento/feed/ [syndication_feed] => http://www.uepb.edu.br/category/centros/ccha/feed/ [syndication_feed_id] => 10 [syndication_permalink] => http://www.uepb.edu.br/campus-de-catole-do-rocha-inicia-projeto-de-cultivo-de-palma-adensada-com-sistema-de-irrigacao-por-gotejamento/ [syndication_item_hash] => Array ( [0] => df40c90f133554f6ac05d30b174faa01 [1] => 7fb898672b046fc18a07dea446062cd2 ) ) [post_type] => post [post_author] => 25 [tax_input] => Array ( [category] => Array ( [0] => 9 [1] => 2 ) [post_tag] => Array ( ) [post_format] => Array ( ) ) [post_name] => campus-iv-inicia-projeto-de-cultivo-de-palma-adensada-com-sistema-de-irrigacao-por-gotejamento )

Decide filter: Returning post, everything seems orderly :Câmpus IV inicia projeto de cultivo de palma adensada com sistema de irrigação por gotejamento

Array ( [post_title] => Câmpus IV inicia projeto de cultivo de palma adensada com sistema de irrigação por gotejamento [post_content] =>

Clique para exibir o slide.

O Centro de Ciências Humanas e Agrárias (CCHA) da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), localizado no Câmpus IV, em Catolé do Rocha, iniciou a implantação de mais um projeto sustentável voltado para o cultivo de palmas forrageiras. Trata-se do projeto de cultivo de palma adensada com sistema de irrigação por gotejamento, utilizando energia solar.

A iniciativa foi viabilizada graças a uma parceira entre a Direção do Câmpus IV com o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar) e a Federação da Agricultura e Pecuária da Paraíba (Faepa). O projeto foi implantado em uma área de 3 mil metros quadrados, totalizando um plantio de 5.280 raquetes de palma.

O diretor da Escola Agrotécnica do Cajueiro, professor Edivan Nunes, ressaltou que o projeto surge como um modelo sustentável que servirá para demonstrar aos alunos, professores e produtores rurais a viabilidade tecnológica e produtiva da Palma, considerado o “ouro verde do semiárido”. Ele destacou o apoio do presidente do Sistema Senar/Faepa, Mário Borba; do Superintendente do Senar/PB, Sérgio Martins; e do presidente do Sindicato dos Produtores Rurais, professor Melquíades, como fundamental para o êxito do projeto.

Texto: Severino Lopes
Fotos: Divulgação

O post Câmpus IV inicia projeto de cultivo de palma adensada com sistema de irrigação por gotejamento apareceu primeiro em UEPB.

[post_excerpt] =>

O Centro de Ciências Humanas e Agrárias (CCHA) da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), localizado no Câmpus IV, em Catolé do Rocha, iniciou a implantação de mais um projeto sustentável voltado para o cultivo de palmas forrageiras. Trata-se do projeto de cultivo de palma adensada com sistema de irrigação por gotejamento, utilizando energia solar. A Leia Mais...

O post Câmpus IV inicia projeto de cultivo de palma adensada com sistema de irrigação por gotejamento apareceu primeiro em UEPB.

[post_date_gmt] => 2018-12-04 15:27:27 [post_date] => 2018-12-04 15:27:27 [post_modified_gmt] => 2018-12-04 15:27:27 [post_modified] => 2018-12-04 15:27:27 [post_status] => publish [comment_status] => closed [ping_status] => closed [guid] => http://www.uepb.edu.br/?p=45386 [meta] => Array ( [enclosure] => Array ( [0] => ) [syndication_source] => CCHA – UEPB [syndication_source_uri] => http://www.uepb.edu.br [syndication_source_id] => http://www.uepb.edu.br/category/centros/ccha/feed/ [rss:comments] => http://www.uepb.edu.br/campus-de-catole-do-rocha-inicia-projeto-de-cultivo-de-palma-adensada-com-sistema-de-irrigacao-por-gotejamento/#respond [wfw:commentRSS] => http://www.uepb.edu.br/campus-de-catole-do-rocha-inicia-projeto-de-cultivo-de-palma-adensada-com-sistema-de-irrigacao-por-gotejamento/feed/ [syndication_feed] => http://www.uepb.edu.br/category/centros/ccha/feed/ [syndication_feed_id] => 10 [syndication_permalink] => http://www.uepb.edu.br/campus-de-catole-do-rocha-inicia-projeto-de-cultivo-de-palma-adensada-com-sistema-de-irrigacao-por-gotejamento/ [syndication_item_hash] => Array ( [0] => df40c90f133554f6ac05d30b174faa01 [1] => 7fb898672b046fc18a07dea446062cd2 ) ) [post_type] => post [post_author] => 25 [tax_input] => Array ( [category] => Array ( [0] => 9 [1] => 2 ) [post_tag] => Array ( ) [post_format] => Array ( ) ) [post_name] => campus-iv-inicia-projeto-de-cultivo-de-palma-adensada-com-sistema-de-irrigacao-por-gotejamento )

FAF deciding on filters on post to be syndicated:

5ª Semana Acadêmica do Centro de Ciências Humanas e Agrárias discute Educação e Cidadania

Array ( [post_title] => 5ª Semana Acadêmica do Centro de Ciências Humanas e Agrárias discute Educação e Cidadania [post_content] =>

Clique para exibir o slide.

Os desafios vivenciados por todos os agentes envolvidos com a Educação brasileira vêm, ao longo dos anos, implicando várias discussões sobre as alternativas possíveis para a equalização de problemas nessa área. Seja pela necessidade de valorização do professor, investimento em tecnologia, universalização dos serviços, construção de carreira, práticas pedagógicas ou até a formação continuada, são muitos os quesitos que remetem uma reflexão baseada em princípios que visam alcançar esse objetivo.

Com a proposta de discutir educação e cidadania, a 5ª Semana Acadêmica do Centro de Ciências Humanas e Agrárias (CCHA) da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), iniciada nesta terça (25), está reunindo estudantes, professores e pesquisadores que dialogam sobre assuntos relacionados ao tema central “Discutindo educação, a prática e a cidadania”. A palestra de abertura foi proferida pelo reitor da UEPB, professor Rangel Junior, e abordou a temática “Os desafios atuais na formação docente”.

Segundo o reitor, o Brasil ainda não conseguiu resolver questões básicas na Educação, como garantir que 100% dos jovens concluam o ensino superior – já que, segundo dado apontado por ele, esse número atinge, em média, apenas a metade dos jovens – bem como que cada professor sinta que sua carreira seja valorizada, com garantia de sustendo para ele e sua família. Rangel Junior também apontou como dever do Estado a tarefa na formação de educadores, como também apontou que as melhorias visadas por professores não são inatingíveis.

“Mais caro que a Educação é a ignorância. A Educação no sentido mais puro, é pautada no respeito e na formação para a vida. Precisamos construir uma nação desenvolvida do ponto de vista social, para que a sala de aula seja um local de troca de experiências, de saberes, onde o estudante seja apaixonado pelo conhecimento. Acredito que tudo isso não seja inatingível. É preciso ter comprometimento para que possamos construir uma profissão atrativa, dignificada, para que cada jovem se veja e se realize profissionalmente”, destacou Rangel.

Sobre a proposta da 5ª Semana Acadêmica do CCHA, a diretora do Centro, professora Vaneide Lima Silva, destacou o empenho de todos os professores, servidores e estudantes envolvidos, além de ressaltar a contribuição que o evento oferece para o desenvolvimento do pensar pedagógico. Ela destacou as mesas redondas, palestras, oficinas, atividades culturais e minicursos oferecidos, uma vez que durante essas atividades é possível construir novas maneiras de pensar a Educação.

“Nosso objetivo é integrar todos os alunos do Centro, técnicos administrativos, professores e pesquisadores. Esse evento é uma demonstração de resistência, uma vez que sabemos das dificuldades que a UEPB vem enfrentando nos últimos anos, mas se não fosse o trabalho de todos os envolvidos nós não teríamos conseguido realizar esta 5ª Semana Acadêmica. Integramos os trabalhos do CCHA com a Escola Agrotécnica do Cajueiro e o resultado foi esse evento ousado, com uma proposta de reunir a discussão teórica, pedagógica, a arte e muitas outras áreas”, disse Vaneide.

Também participaram da abertura da 5ª Semana Acadêmica do CCHA, o diretor da Escola Agrotécnica do Cajueiro, professor Edivan Silva Nunes; o chefe do Departamento de Agrárias e Exatas, professor Josemir Moura; a coordenadora do PARFOR, professora Benedita Ferreira Arnald; o diretor do IFPB de Catolé do Rocha, professor Caetano José de Lima; a gerente da 8ª Região de Ensino, Socorro Muniz; bem como o professor Jairo Bezerra Silva, que coordenou a apresentação do trecho do espetáculo “Os Saltimbancos”, com alunos dos cursos de Letras e Ciências Agrárias.

As atividades do evento seguem nesta quinta-feira (27), às 8h30, com a palestra “Literatura e ensino”: limites e perspectivas”, e às 9h30 com a conferência de encerramento, que terá como tema “Oportunidades do agronegócio no Brasil e na região Nordeste”. Também serão realizadas apresentações culturais a partir das 10h30, e atividades esportivas das 16h às 18h, e a partir das 7h30 na sexta-feira (28).

Texto: Givaldo Cavalcanti
Fotos: Paizinha Lemos

O post 5ª Semana Acadêmica do Centro de Ciências Humanas e Agrárias discute Educação e Cidadania apareceu primeiro em UEPB.

[post_excerpt] =>

Os desafios vivenciados por todos os agentes envolvidos com a Educação brasileira vêm, ao longo dos anos, implicando várias discussões sobre as alternativas possíveis para a equalização de problemas nessa área. Seja pela necessidade de valorização do professor, investimento em tecnologia, universalização dos serviços, construção de carreira, práticas pedagógicas ou até a formação continuada, são Leia Mais...

O post 5ª Semana Acadêmica do Centro de Ciências Humanas e Agrárias discute Educação e Cidadania apareceu primeiro em UEPB.

[post_date_gmt] => 2018-09-26 20:09:28 [post_date] => 2018-09-26 20:09:28 [post_modified_gmt] => 2018-09-26 20:09:28 [post_modified] => 2018-09-26 20:09:28 [post_status] => publish [comment_status] => closed [ping_status] => closed [guid] => http://www.uepb.edu.br/?p=43709 [meta] => Array ( [enclosure] => Array ( [0] => ) [syndication_source] => CCHA – UEPB [syndication_source_uri] => http://www.uepb.edu.br [syndication_source_id] => http://www.uepb.edu.br/category/centros/ccha/feed/ [rss:comments] => http://www.uepb.edu.br/5a-semana-academica-do-centro-de-ciencias-humanas-e-agrarias-discute-educacao-e-cidadania/#respond [wfw:commentRSS] => http://www.uepb.edu.br/5a-semana-academica-do-centro-de-ciencias-humanas-e-agrarias-discute-educacao-e-cidadania/feed/ [syndication_feed] => http://www.uepb.edu.br/category/centros/ccha/feed/ [syndication_feed_id] => 10 [syndication_permalink] => http://www.uepb.edu.br/5a-semana-academica-do-centro-de-ciencias-humanas-e-agrarias-discute-educacao-e-cidadania/ [syndication_item_hash] => Array ( [0] => 98ae969ae35116583f83c76a6612c454 [1] => 7e0754591742bb1d9e87eabfc52c8acb ) ) [post_type] => post [post_author] => 25 [tax_input] => Array ( [category] => Array ( [0] => 9 [1] => 2 ) [post_tag] => Array ( ) [post_format] => Array ( ) ) [post_name] => 5a-semana-academica-do-centro-de-ciencias-humanas-e-agrarias-discute-educacao-e-cidadania )

Decide filter: Returning post, everything seems orderly :5ª Semana Acadêmica do Centro de Ciências Humanas e Agrárias discute Educação e Cidadania

Array ( [post_title] => 5ª Semana Acadêmica do Centro de Ciências Humanas e Agrárias discute Educação e Cidadania [post_content] =>

Clique para exibir o slide.

Os desafios vivenciados por todos os agentes envolvidos com a Educação brasileira vêm, ao longo dos anos, implicando várias discussões sobre as alternativas possíveis para a equalização de problemas nessa área. Seja pela necessidade de valorização do professor, investimento em tecnologia, universalização dos serviços, construção de carreira, práticas pedagógicas ou até a formação continuada, são muitos os quesitos que remetem uma reflexão baseada em princípios que visam alcançar esse objetivo.

Com a proposta de discutir educação e cidadania, a 5ª Semana Acadêmica do Centro de Ciências Humanas e Agrárias (CCHA) da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), iniciada nesta terça (25), está reunindo estudantes, professores e pesquisadores que dialogam sobre assuntos relacionados ao tema central “Discutindo educação, a prática e a cidadania”. A palestra de abertura foi proferida pelo reitor da UEPB, professor Rangel Junior, e abordou a temática “Os desafios atuais na formação docente”.

Segundo o reitor, o Brasil ainda não conseguiu resolver questões básicas na Educação, como garantir que 100% dos jovens concluam o ensino superior – já que, segundo dado apontado por ele, esse número atinge, em média, apenas a metade dos jovens – bem como que cada professor sinta que sua carreira seja valorizada, com garantia de sustendo para ele e sua família. Rangel Junior também apontou como dever do Estado a tarefa na formação de educadores, como também apontou que as melhorias visadas por professores não são inatingíveis.

“Mais caro que a Educação é a ignorância. A Educação no sentido mais puro, é pautada no respeito e na formação para a vida. Precisamos construir uma nação desenvolvida do ponto de vista social, para que a sala de aula seja um local de troca de experiências, de saberes, onde o estudante seja apaixonado pelo conhecimento. Acredito que tudo isso não seja inatingível. É preciso ter comprometimento para que possamos construir uma profissão atrativa, dignificada, para que cada jovem se veja e se realize profissionalmente”, destacou Rangel.

Sobre a proposta da 5ª Semana Acadêmica do CCHA, a diretora do Centro, professora Vaneide Lima Silva, destacou o empenho de todos os professores, servidores e estudantes envolvidos, além de ressaltar a contribuição que o evento oferece para o desenvolvimento do pensar pedagógico. Ela destacou as mesas redondas, palestras, oficinas, atividades culturais e minicursos oferecidos, uma vez que durante essas atividades é possível construir novas maneiras de pensar a Educação.

“Nosso objetivo é integrar todos os alunos do Centro, técnicos administrativos, professores e pesquisadores. Esse evento é uma demonstração de resistência, uma vez que sabemos das dificuldades que a UEPB vem enfrentando nos últimos anos, mas se não fosse o trabalho de todos os envolvidos nós não teríamos conseguido realizar esta 5ª Semana Acadêmica. Integramos os trabalhos do CCHA com a Escola Agrotécnica do Cajueiro e o resultado foi esse evento ousado, com uma proposta de reunir a discussão teórica, pedagógica, a arte e muitas outras áreas”, disse Vaneide.

Também participaram da abertura da 5ª Semana Acadêmica do CCHA, o diretor da Escola Agrotécnica do Cajueiro, professor Edivan Silva Nunes; o chefe do Departamento de Agrárias e Exatas, professor Josemir Moura; a coordenadora do PARFOR, professora Benedita Ferreira Arnald; o diretor do IFPB de Catolé do Rocha, professor Caetano José de Lima; a gerente da 8ª Região de Ensino, Socorro Muniz; bem como o professor Jairo Bezerra Silva, que coordenou a apresentação do trecho do espetáculo “Os Saltimbancos”, com alunos dos cursos de Letras e Ciências Agrárias.

As atividades do evento seguem nesta quinta-feira (27), às 8h30, com a palestra “Literatura e ensino”: limites e perspectivas”, e às 9h30 com a conferência de encerramento, que terá como tema “Oportunidades do agronegócio no Brasil e na região Nordeste”. Também serão realizadas apresentações culturais a partir das 10h30, e atividades esportivas das 16h às 18h, e a partir das 7h30 na sexta-feira (28).

Texto: Givaldo Cavalcanti
Fotos: Paizinha Lemos

O post 5ª Semana Acadêmica do Centro de Ciências Humanas e Agrárias discute Educação e Cidadania apareceu primeiro em UEPB.

[post_excerpt] =>

Os desafios vivenciados por todos os agentes envolvidos com a Educação brasileira vêm, ao longo dos anos, implicando várias discussões sobre as alternativas possíveis para a equalização de problemas nessa área. Seja pela necessidade de valorização do professor, investimento em tecnologia, universalização dos serviços, construção de carreira, práticas pedagógicas ou até a formação continuada, são Leia Mais...

O post 5ª Semana Acadêmica do Centro de Ciências Humanas e Agrárias discute Educação e Cidadania apareceu primeiro em UEPB.

[post_date_gmt] => 2018-09-26 20:09:28 [post_date] => 2018-09-26 20:09:28 [post_modified_gmt] => 2018-09-26 20:09:28 [post_modified] => 2018-09-26 20:09:28 [post_status] => publish [comment_status] => closed [ping_status] => closed [guid] => http://www.uepb.edu.br/?p=43709 [meta] => Array ( [enclosure] => Array ( [0] => ) [syndication_source] => CCHA – UEPB [syndication_source_uri] => http://www.uepb.edu.br [syndication_source_id] => http://www.uepb.edu.br/category/centros/ccha/feed/ [rss:comments] => http://www.uepb.edu.br/5a-semana-academica-do-centro-de-ciencias-humanas-e-agrarias-discute-educacao-e-cidadania/#respond [wfw:commentRSS] => http://www.uepb.edu.br/5a-semana-academica-do-centro-de-ciencias-humanas-e-agrarias-discute-educacao-e-cidadania/feed/ [syndication_feed] => http://www.uepb.edu.br/category/centros/ccha/feed/ [syndication_feed_id] => 10 [syndication_permalink] => http://www.uepb.edu.br/5a-semana-academica-do-centro-de-ciencias-humanas-e-agrarias-discute-educacao-e-cidadania/ [syndication_item_hash] => Array ( [0] => 98ae969ae35116583f83c76a6612c454 [1] => 7e0754591742bb1d9e87eabfc52c8acb ) ) [post_type] => post [post_author] => 25 [tax_input] => Array ( [category] => Array ( [0] => 9 [1] => 2 ) [post_tag] => Array ( ) [post_format] => Array ( ) ) [post_name] => 5a-semana-academica-do-centro-de-ciencias-humanas-e-agrarias-discute-educacao-e-cidadania )

FAF deciding on filters on post to be syndicated:

5ª Semana Acadêmica do CCHA tem início nesta terça, dia 25, com debate sobre Educação e Cidadania

Array ( [post_title] => 5ª Semana Acadêmica do CCHA tem início nesta terça, dia 25, com debate sobre Educação e Cidadania [post_content] =>

O Centro de Ciências Humanas e Agrárias (CCHA) da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), instalado no Câmpus IV, em Catolé do Rocha, realiza a partir desta terça-feira (25) até a próxima quinta (27), a sua 5ª Semana Acadêmica, que abordará a temática “Discutindo a Educação, a Prática e a Cidadania”. Trata-se de um evento tradicional na região de Catolé do Rocha, que visa reunir professores, estudantes e técnicos administrativos com o objetivo de integrar a comunidade acadêmica, ampliando a formação dos estudantes e a interação com profissionais da região.

As atividades são voltadas aos estudantes, professores e técnicos administrativos do Câmpus IV e conta com palestras, mesas redondas, oficinas e minicursos, além de atividades culturais e esportivas. Também podem participar profissionais da Educação interessados na renovação de seus conhecimentos, bem como pessoas da comunidade local.

De acordo com a professora Vaneide Lima Silva, uma das organizadoras da Semana, o encontro objetiva discutir os desafios atuais da formação docente, debater a Base Nacional Comum Curricular (BNCC), refletir o lugar e a importância do Estágio Supervisionado nos cursos de licenciatura, bem como apontar novas possibilidades para a melhoria da metodologia de ensino nos cursos de formação de professores.

A Semana Acadêmica possibilita aos participantes estabelecer contato com experiências extracurriculares no campo do conhecimento, favorecer a interação entre toda a comunidade acadêmica e ofertar produtos científicos e culturais que dão visibilidade aos trabalhos acadêmicos desenvolvidos no Câmpus IV. Outras informações podem ser obtidas pelo e-mail cchauepbcampusiv@gmail.com ou pelos telefones (83) 3441-1366 / 3441-2632.

 

Texto: Giuliana Rodrigues

O post 5ª Semana Acadêmica do CCHA tem início nesta terça, dia 25, com debate sobre Educação e Cidadania apareceu primeiro em UEPB.

[post_excerpt] =>

O Centro de Ciências Humanas e Agrárias (CCHA) da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), instalado no Câmpus IV, em Catolé do Rocha, realiza a partir desta terça-feira (25) até a próxima quinta (27), a sua 5ª Semana Acadêmica, que abordará a temática “Discutindo a Educação, a Prática e a Cidadania”. Trata-se de um evento tradicional Leia Mais...

O post 5ª Semana Acadêmica do CCHA tem início nesta terça, dia 25, com debate sobre Educação e Cidadania apareceu primeiro em UEPB.

[post_date_gmt] => 2018-09-24 13:43:17 [post_date] => 2018-09-24 13:43:17 [post_modified_gmt] => 2018-09-24 13:43:17 [post_modified] => 2018-09-24 13:43:17 [post_status] => publish [comment_status] => closed [ping_status] => closed [guid] => http://www.uepb.edu.br/?p=43084 [meta] => Array ( [enclosure] => Array ( [0] => ) [syndication_source] => CCHA – UEPB [syndication_source_uri] => http://www.uepb.edu.br [syndication_source_id] => http://www.uepb.edu.br/category/centros/ccha/feed/ [rss:comments] => http://www.uepb.edu.br/5a-semana-academica-do-ccha-tem-inicio-nesta-terca-dia-25-com-debate-sobre-educacao-e-cidadania/#respond [wfw:commentRSS] => http://www.uepb.edu.br/5a-semana-academica-do-ccha-tem-inicio-nesta-terca-dia-25-com-debate-sobre-educacao-e-cidadania/feed/ [syndication_feed] => http://www.uepb.edu.br/category/centros/ccha/feed/ [syndication_feed_id] => 10 [syndication_permalink] => http://www.uepb.edu.br/5a-semana-academica-do-ccha-tem-inicio-nesta-terca-dia-25-com-debate-sobre-educacao-e-cidadania/ [syndication_item_hash] => Array ( [0] => 5b8997bbf7d798647a6cf1b4b6131d1a [1] => 521302032f14513d7d40f1bddba7d36f ) ) [post_type] => post [post_author] => 25 [tax_input] => Array ( [category] => Array ( [0] => 9 [1] => 2 ) [post_tag] => Array ( ) [post_format] => Array ( ) ) [post_name] => campus-de-catole-do-rocha-promove-5a-semana-academica-com-debate-sobre-educacao-e-cidadania-2 )

Decide filter: Returning post, everything seems orderly :5ª Semana Acadêmica do CCHA tem início nesta terça, dia 25, com debate sobre Educação e Cidadania

Array ( [post_title] => 5ª Semana Acadêmica do CCHA tem início nesta terça, dia 25, com debate sobre Educação e Cidadania [post_content] =>

O Centro de Ciências Humanas e Agrárias (CCHA) da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), instalado no Câmpus IV, em Catolé do Rocha, realiza a partir desta terça-feira (25) até a próxima quinta (27), a sua 5ª Semana Acadêmica, que abordará a temática “Discutindo a Educação, a Prática e a Cidadania”. Trata-se de um evento tradicional na região de Catolé do Rocha, que visa reunir professores, estudantes e técnicos administrativos com o objetivo de integrar a comunidade acadêmica, ampliando a formação dos estudantes e a interação com profissionais da região.

As atividades são voltadas aos estudantes, professores e técnicos administrativos do Câmpus IV e conta com palestras, mesas redondas, oficinas e minicursos, além de atividades culturais e esportivas. Também podem participar profissionais da Educação interessados na renovação de seus conhecimentos, bem como pessoas da comunidade local.

De acordo com a professora Vaneide Lima Silva, uma das organizadoras da Semana, o encontro objetiva discutir os desafios atuais da formação docente, debater a Base Nacional Comum Curricular (BNCC), refletir o lugar e a importância do Estágio Supervisionado nos cursos de licenciatura, bem como apontar novas possibilidades para a melhoria da metodologia de ensino nos cursos de formação de professores.

A Semana Acadêmica possibilita aos participantes estabelecer contato com experiências extracurriculares no campo do conhecimento, favorecer a interação entre toda a comunidade acadêmica e ofertar produtos científicos e culturais que dão visibilidade aos trabalhos acadêmicos desenvolvidos no Câmpus IV. Outras informações podem ser obtidas pelo e-mail cchauepbcampusiv@gmail.com ou pelos telefones (83) 3441-1366 / 3441-2632.

 

Texto: Giuliana Rodrigues

O post 5ª Semana Acadêmica do CCHA tem início nesta terça, dia 25, com debate sobre Educação e Cidadania apareceu primeiro em UEPB.

[post_excerpt] =>

O Centro de Ciências Humanas e Agrárias (CCHA) da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), instalado no Câmpus IV, em Catolé do Rocha, realiza a partir desta terça-feira (25) até a próxima quinta (27), a sua 5ª Semana Acadêmica, que abordará a temática “Discutindo a Educação, a Prática e a Cidadania”. Trata-se de um evento tradicional Leia Mais...

O post 5ª Semana Acadêmica do CCHA tem início nesta terça, dia 25, com debate sobre Educação e Cidadania apareceu primeiro em UEPB.

[post_date_gmt] => 2018-09-24 13:43:17 [post_date] => 2018-09-24 13:43:17 [post_modified_gmt] => 2018-09-24 13:43:17 [post_modified] => 2018-09-24 13:43:17 [post_status] => publish [comment_status] => closed [ping_status] => closed [guid] => http://www.uepb.edu.br/?p=43084 [meta] => Array ( [enclosure] => Array ( [0] => ) [syndication_source] => CCHA – UEPB [syndication_source_uri] => http://www.uepb.edu.br [syndication_source_id] => http://www.uepb.edu.br/category/centros/ccha/feed/ [rss:comments] => http://www.uepb.edu.br/5a-semana-academica-do-ccha-tem-inicio-nesta-terca-dia-25-com-debate-sobre-educacao-e-cidadania/#respond [wfw:commentRSS] => http://www.uepb.edu.br/5a-semana-academica-do-ccha-tem-inicio-nesta-terca-dia-25-com-debate-sobre-educacao-e-cidadania/feed/ [syndication_feed] => http://www.uepb.edu.br/category/centros/ccha/feed/ [syndication_feed_id] => 10 [syndication_permalink] => http://www.uepb.edu.br/5a-semana-academica-do-ccha-tem-inicio-nesta-terca-dia-25-com-debate-sobre-educacao-e-cidadania/ [syndication_item_hash] => Array ( [0] => 5b8997bbf7d798647a6cf1b4b6131d1a [1] => 521302032f14513d7d40f1bddba7d36f ) ) [post_type] => post [post_author] => 25 [tax_input] => Array ( [category] => Array ( [0] => 9 [1] => 2 ) [post_tag] => Array ( ) [post_format] => Array ( ) ) [post_name] => campus-de-catole-do-rocha-promove-5a-semana-academica-com-debate-sobre-educacao-e-cidadania-2 )

FAF deciding on filters on post to be syndicated:

Centro de Ciências Humanas e Agrárias da UEPB inaugura quadra de areia para prática esportiva

Array ( [post_title] => Centro de Ciências Humanas e Agrárias da UEPB inaugura quadra de areia para prática esportiva [post_content] =>

Clique para exibir o slide.

Atendendo demanda da comunidade acadêmica, a direção do Centro de Ciências Humanas e Agrárias (CCHA) da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), localizado no Câmpus IV, em Catolé do Rocha, inaugurou na noite desta terça-feira (21) um novo equipamento esportivo no Centro. Trata-se de uma quadra de areia, construída com recursos próprios e que vai servir para a prática esportiva dos professores, técnicos e estudantes da graduação e da Escola Agrotécnica do Cajueiro, além dos moradores da região.

Os serviços de construção da quadra foram realizados graças a um trabalho conjunto envolvendo a Pró-Reitoria de Infraestrutura (PROINFRA) e a Pró-Reitoria de Gestão Administrativa (PROAD). A solenidade de inauguração foi marcada pela realização de um torneio esportivo de vôlei e futevôlei. A diretora do Centro, professora Vaneide Lima Silva, e o diretor da Escola Agrotécnica do Cajueiro, professor Edivan Nunes, participaram da inauguração, que também contou com a presença da pró-reitora Estudantil, Núbia Nascimento; do pró-reitor de Extensão, José Pereira; do coordenador de Esportes e Lazer, Eugênio Eloi; bem como técnicos e estudantes do CCHA.

A diretora da CCHA, professora Vaneide Lima, disse que o equipamento foi uma importante conquista do Centro e terá grande utilidade no Câmpus e para a comunidade em geral. Ela enfatizou que o espaço será usado por estudantes e pela população que reside ao redor do Centro, que a partir de agora poderá praticar atividades esportivas na quadra. Vaneide informou, ainda, que já manteve contato com o novo professor de Educação Física do Câmpus, professor Tabira Cortez, para suporte nas atividades extensionistas. “É um equipamento fundamental para o Câmpus e vai nos ajudar a ampliar as atividades de extensão, além de proporcionar momentos agradáveis à população”, frisou.

Professor Edivan lembrou que o equipamento foi um sonho iniciado na gestão passada e concluído graças ao esforço e empenho da professora Vaneide Lima, atual diretora. “Além de servir para a realização de práticas esportivas de toda a comunidade universitária, a quadra também será utilizada pela comunidade em geral, com o objetivo de aproximar ainda mais o Câmpus de Catolé do Rocha com a sociedade”, destacou o professor.

Núbia Nascimento, pró-reitora Estudantil, esteve presente na inauguração e também destacou a importância do equipamento tanto para a comunidade universitária como para a sociedade, que poderá usufruir da quadra. “Essa quadra é de grande importância, porque também vai contemplar a comunidade externa, através dos diversos projetos de extensão. Podemos perceber no semblante das pessoas a satisfação em ganhar uma quadra de areia para suas atividades. Ouvimos diversos depoimentos de professores e estudantes parabenizando a UEPB e, particularmente, os diretores do Centro e da Escola Agrotécnica pela iniciativa”, salientou.

Coordenador de Esportes e Lazer da UEPB, o professor Eugênio Eloi disse que ficou impressionado com o depoimento da comunidade que terá acesso gratuito ao novo equipamento. Segundo o professor, a construção da quadra de areia aproxima ainda mais a Universidade da sociedade, consistindo em um espaço que o Centro não tinha e que há muito tempo sonhava com sua realização. “A proposta inicial era atender a comunidade acadêmica, já que o campo existente no Câmpus de Catolé do Rocha estava sem condições de uso. Mas, a partir de agora, a comunidade terá acesso à quadra, um espaço valoroso”, frisou.

Texto: Severino Lopes
Fotos: Divulgação

O post Centro de Ciências Humanas e Agrárias da UEPB inaugura quadra de areia para prática esportiva apareceu primeiro em UEPB.

[post_excerpt] =>

Atendendo demanda da comunidade acadêmica, a direção do Centro de Ciências Humanas e Agrárias (CCHA) da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), localizado no Câmpus IV, em Catolé do Rocha, inaugurou na noite desta terça-feira (21) um novo equipamento esportivo no Centro. Trata-se de uma quadra de areia, construída com recursos próprios e que vai servir Leia Mais...

O post Centro de Ciências Humanas e Agrárias da UEPB inaugura quadra de areia para prática esportiva apareceu primeiro em UEPB.

[post_date_gmt] => 2018-08-22 17:26:03 [post_date] => 2018-08-22 17:26:03 [post_modified_gmt] => 2018-08-22 17:26:03 [post_modified] => 2018-08-22 17:26:03 [post_status] => publish [comment_status] => closed [ping_status] => closed [guid] => http://www.uepb.edu.br/?p=42899 [meta] => Array ( [enclosure] => Array ( [0] => ) [syndication_source] => CCHA – UEPB [syndication_source_uri] => http://www.uepb.edu.br [syndication_source_id] => http://www.uepb.edu.br/category/centros/ccha/feed/ [rss:comments] => http://www.uepb.edu.br/centro-de-ciencias-humanas-e-agrarias-da-uepb-inaugura-quadra-de-areia-para-pratica-esportiva/#respond [wfw:commentRSS] => http://www.uepb.edu.br/centro-de-ciencias-humanas-e-agrarias-da-uepb-inaugura-quadra-de-areia-para-pratica-esportiva/feed/ [syndication_feed] => http://www.uepb.edu.br/category/centros/ccha/feed/ [syndication_feed_id] => 10 [syndication_permalink] => http://www.uepb.edu.br/centro-de-ciencias-humanas-e-agrarias-da-uepb-inaugura-quadra-de-areia-para-pratica-esportiva/ [syndication_item_hash] => Array ( [0] => 600efa9208dc181d28b34583e9d8ba76 [1] => 440be85d30794cbd3105b29106f50762 ) ) [post_type] => post [post_author] => 25 [tax_input] => Array ( [category] => Array ( [0] => 9 [1] => 46 [2] => 2 [3] => 35 [4] => 36 ) [post_tag] => Array ( ) [post_format] => Array ( ) ) [post_name] => centro-de-ciencias-humanas-e-agrarias-da-uepb-inaugura-quadra-de-areia-para-pratica-esportiva )

Decide filter: Returning post, everything seems orderly :Centro de Ciências Humanas e Agrárias da UEPB inaugura quadra de areia para prática esportiva

Array ( [post_title] => Centro de Ciências Humanas e Agrárias da UEPB inaugura quadra de areia para prática esportiva [post_content] =>

Clique para exibir o slide.

Atendendo demanda da comunidade acadêmica, a direção do Centro de Ciências Humanas e Agrárias (CCHA) da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), localizado no Câmpus IV, em Catolé do Rocha, inaugurou na noite desta terça-feira (21) um novo equipamento esportivo no Centro. Trata-se de uma quadra de areia, construída com recursos próprios e que vai servir para a prática esportiva dos professores, técnicos e estudantes da graduação e da Escola Agrotécnica do Cajueiro, além dos moradores da região.

Os serviços de construção da quadra foram realizados graças a um trabalho conjunto envolvendo a Pró-Reitoria de Infraestrutura (PROINFRA) e a Pró-Reitoria de Gestão Administrativa (PROAD). A solenidade de inauguração foi marcada pela realização de um torneio esportivo de vôlei e futevôlei. A diretora do Centro, professora Vaneide Lima Silva, e o diretor da Escola Agrotécnica do Cajueiro, professor Edivan Nunes, participaram da inauguração, que também contou com a presença da pró-reitora Estudantil, Núbia Nascimento; do pró-reitor de Extensão, José Pereira; do coordenador de Esportes e Lazer, Eugênio Eloi; bem como técnicos e estudantes do CCHA.

A diretora da CCHA, professora Vaneide Lima, disse que o equipamento foi uma importante conquista do Centro e terá grande utilidade no Câmpus e para a comunidade em geral. Ela enfatizou que o espaço será usado por estudantes e pela população que reside ao redor do Centro, que a partir de agora poderá praticar atividades esportivas na quadra. Vaneide informou, ainda, que já manteve contato com o novo professor de Educação Física do Câmpus, professor Tabira Cortez, para suporte nas atividades extensionistas. “É um equipamento fundamental para o Câmpus e vai nos ajudar a ampliar as atividades de extensão, além de proporcionar momentos agradáveis à população”, frisou.

Professor Edivan lembrou que o equipamento foi um sonho iniciado na gestão passada e concluído graças ao esforço e empenho da professora Vaneide Lima, atual diretora. “Além de servir para a realização de práticas esportivas de toda a comunidade universitária, a quadra também será utilizada pela comunidade em geral, com o objetivo de aproximar ainda mais o Câmpus de Catolé do Rocha com a sociedade”, destacou o professor.

Núbia Nascimento, pró-reitora Estudantil, esteve presente na inauguração e também destacou a importância do equipamento tanto para a comunidade universitária como para a sociedade, que poderá usufruir da quadra. “Essa quadra é de grande importância, porque também vai contemplar a comunidade externa, através dos diversos projetos de extensão. Podemos perceber no semblante das pessoas a satisfação em ganhar uma quadra de areia para suas atividades. Ouvimos diversos depoimentos de professores e estudantes parabenizando a UEPB e, particularmente, os diretores do Centro e da Escola Agrotécnica pela iniciativa”, salientou.

Coordenador de Esportes e Lazer da UEPB, o professor Eugênio Eloi disse que ficou impressionado com o depoimento da comunidade que terá acesso gratuito ao novo equipamento. Segundo o professor, a construção da quadra de areia aproxima ainda mais a Universidade da sociedade, consistindo em um espaço que o Centro não tinha e que há muito tempo sonhava com sua realização. “A proposta inicial era atender a comunidade acadêmica, já que o campo existente no Câmpus de Catolé do Rocha estava sem condições de uso. Mas, a partir de agora, a comunidade terá acesso à quadra, um espaço valoroso”, frisou.

Texto: Severino Lopes
Fotos: Divulgação

O post Centro de Ciências Humanas e Agrárias da UEPB inaugura quadra de areia para prática esportiva apareceu primeiro em UEPB.

[post_excerpt] =>

Atendendo demanda da comunidade acadêmica, a direção do Centro de Ciências Humanas e Agrárias (CCHA) da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), localizado no Câmpus IV, em Catolé do Rocha, inaugurou na noite desta terça-feira (21) um novo equipamento esportivo no Centro. Trata-se de uma quadra de areia, construída com recursos próprios e que vai servir Leia Mais...

O post Centro de Ciências Humanas e Agrárias da UEPB inaugura quadra de areia para prática esportiva apareceu primeiro em UEPB.

[post_date_gmt] => 2018-08-22 17:26:03 [post_date] => 2018-08-22 17:26:03 [post_modified_gmt] => 2018-08-22 17:26:03 [post_modified] => 2018-08-22 17:26:03 [post_status] => publish [comment_status] => closed [ping_status] => closed [guid] => http://www.uepb.edu.br/?p=42899 [meta] => Array ( [enclosure] => Array ( [0] => ) [syndication_source] => CCHA – UEPB [syndication_source_uri] => http://www.uepb.edu.br [syndication_source_id] => http://www.uepb.edu.br/category/centros/ccha/feed/ [rss:comments] => http://www.uepb.edu.br/centro-de-ciencias-humanas-e-agrarias-da-uepb-inaugura-quadra-de-areia-para-pratica-esportiva/#respond [wfw:commentRSS] => http://www.uepb.edu.br/centro-de-ciencias-humanas-e-agrarias-da-uepb-inaugura-quadra-de-areia-para-pratica-esportiva/feed/ [syndication_feed] => http://www.uepb.edu.br/category/centros/ccha/feed/ [syndication_feed_id] => 10 [syndication_permalink] => http://www.uepb.edu.br/centro-de-ciencias-humanas-e-agrarias-da-uepb-inaugura-quadra-de-areia-para-pratica-esportiva/ [syndication_item_hash] => Array ( [0] => 600efa9208dc181d28b34583e9d8ba76 [1] => 440be85d30794cbd3105b29106f50762 ) ) [post_type] => post [post_author] => 25 [tax_input] => Array ( [category] => Array ( [0] => 9 [1] => 46 [2] => 2 [3] => 35 [4] => 36 ) [post_tag] => Array ( ) [post_format] => Array ( ) ) [post_name] => centro-de-ciencias-humanas-e-agrarias-da-uepb-inaugura-quadra-de-areia-para-pratica-esportiva )

FAF deciding on filters on post to be syndicated:

Pesquisa da UEPB e instituições parceiras potencializa culturas típicas da Microrregião de Catolé do Rocha

Array ( [post_title] => Pesquisa da UEPB e instituições parceiras potencializa culturas típicas da Microrregião de Catolé do Rocha [post_content] =>

Clique para exibir o slide.

Uma pesquisa desenvolvida por alunos e professores do Centro de Ciências Humanas e Agrárias (CCHA) da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), no Câmpus IV, em parceria com a Universidade Federal da Paraíba (UFPB) e a Universidade Federal de Campina Grande (UFCG), tem ajudado na restauração da horticultura na Microrregião de Catolé do Rocha. A pesquisa “Solaplant”, liderada pelo professor Evandro Franklin de Mesquita, coordenador do curso de Licenciatura em Ciências Agrárias da UEPB, visa potencializar culturas típicas da região, a exemplo do quiabo, da melancia, batata-doce, entre outras.

Os primeiros resultados da pesquisa já forneceram dados relevantes para a região. Atualmente, o grupo está desenvolvendo um projeto de pesquisa com a cultura da abobrinha. A pesquisa estuda o efeito dos nutrientes minerais nitrogênio e silício, objetivando contribuir cientificamente para a obtenção de uma maior produtividade com qualidade de frutos de abobrinha, além de fornecer informações científicas para agricultura familiar local. De acordo com o professor Evandro, no Brasil, especificamente na região Nordeste, concentram-se os maiores produtores desta cultura, agrupando também os maiores estados consumidores, como Pernambuco, Piauí, Maranhão e Bahia.

Apesar de fazer parte do semiárido nordestino, no município de Catolé do Rocha não há indícios desta cultura com importante valor de mercado para a região. Professor Evandro Franklin explica que o estudo desta cultura tem comprovado a eficiência de utilizá-la de maneira racional para que possa ser mais uma fonte de renda para os agricultores desta microrregião

Segundo o pesquisador, o teor de matéria orgânica dos solos locais é geralmente baixo e, com isso, há a necessidade da adubação nitrogenada. O silício é um elemento mineral que tem despertado interesse por parte dos pesquisadores devido aos benefícios que este elemento traz a algumas culturas agrícolas. Porém, necessita de estudos para averiguar sua importância e essencialidade para a nutrição mineral da abobrinha em regiões semiáridas.

O método de irrigação utilizado é o localizado, com sistema por gotejamento. Este sistema se caracteriza pela eficiência do uso da água e consiste em aplicar água no solo próximo ao sistema radicular da cultura, em pequenas pressões e vazões, mas com elevada frequência. Numa região em que a evaporação de referência pode chegar até 12 milímetros por dia, o uso da irrigação localizada é uma necessidade para a agricultura, o que significa menor quantidade de água evaporada da superfície do solo.

Além do professor Evandro, integram a equipe os professores pesquisadores Francisco Pinheiro, Irinaldo Pereira e Irton Miranda, da UEPB; Lourival Ferreira, da UFPB; e Roberto Cleiton, da UFCG; bem como os alunos da Licenciatura em Ciências Agrárias da UEPB, Daniel da Silva Ferreira, Caio da Silva Souza, Jackson de Mesquita Alves, Maria Rayanne da Silva, Géssica Martins de Figueiredo, Dayara Cezário da Silva, Sefora Cordeiro Suassuna, Fernando Nóbrega Targino e Luisa Silva de Queiroz; os doutorandos da UFPB, Danila Lima de Araújo, Lucimara Ferreira de Figueiredo e Rosinaldo de Souza Ferreira; e os mestrandos da UFCG Cezenildo de Figueiredo Suassuna e Albanisa Pereira de Lima.

Realizada pelos alunos do curso de Licenciatura em Ciências Agrárias da UEPB e dos cursos de Pós-Graduação em Horticultura Tropical e em Agronomia da Universidade Federal de Campina Grande (UFCG) e da Universidade Federal da Paraíba (UFPB), respectivamente, a pesquisa tem aumentado significativamente o ingresso dos graduados da Estadual em programas de pós-graduação.

Texto: Severino Lopes
Fotos: Divulgação

O post Pesquisa da UEPB e instituições parceiras potencializa culturas típicas da Microrregião de Catolé do Rocha apareceu primeiro em UEPB.

[post_excerpt] =>

Uma pesquisa desenvolvida por alunos e professores do Centro de Ciências Humanas e Agrárias (CCHA) da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), no Câmpus IV, em parceria com a Universidade Federal da Paraíba (UFPB) e a Universidade Federal de Campina Grande (UFCG), tem ajudado na restauração da horticultura na Microrregião de Catolé do Rocha. A pesquisa Leia Mais...

O post Pesquisa da UEPB e instituições parceiras potencializa culturas típicas da Microrregião de Catolé do Rocha apareceu primeiro em UEPB.

[post_date_gmt] => 2018-07-17 14:13:10 [post_date] => 2018-07-17 14:13:10 [post_modified_gmt] => 2018-07-17 14:13:10 [post_modified] => 2018-07-17 14:13:10 [post_status] => publish [comment_status] => closed [ping_status] => closed [guid] => http://www.uepb.edu.br/?p=42073 [meta] => Array ( [enclosure] => Array ( [0] => ) [syndication_source] => CCHA – UEPB [syndication_source_uri] => http://www.uepb.edu.br [syndication_source_id] => http://www.uepb.edu.br/category/centros/ccha/feed/ [rss:comments] => http://www.uepb.edu.br/pesquisa-da-uepb-e-instituicoes-parceiras-potencializa-culturas-tipicas-da-microrregiao-de-catole-do-rocha/#respond [wfw:commentRSS] => http://www.uepb.edu.br/pesquisa-da-uepb-e-instituicoes-parceiras-potencializa-culturas-tipicas-da-microrregiao-de-catole-do-rocha/feed/ [syndication_feed] => http://www.uepb.edu.br/category/centros/ccha/feed/ [syndication_feed_id] => 10 [syndication_permalink] => http://www.uepb.edu.br/pesquisa-da-uepb-e-instituicoes-parceiras-potencializa-culturas-tipicas-da-microrregiao-de-catole-do-rocha/ [syndication_item_hash] => Array ( [0] => 77d764f174f7e34f4bab65fe3a4d8f84 [1] => f3d39915d9d79f02473057b9c3ce22ca ) ) [post_type] => post [post_author] => 25 [tax_input] => Array ( [category] => Array ( [0] => 9 [1] => 2 ) [post_tag] => Array ( ) [post_format] => Array ( ) ) [post_name] => pesquisa-da-uepb-e-instituicoes-parceiras-potencializa-culturas-tipicas-da-microrregiao-de-catole-do-rocha )

Decide filter: Returning post, everything seems orderly :Pesquisa da UEPB e instituições parceiras potencializa culturas típicas da Microrregião de Catolé do Rocha

Array ( [post_title] => Pesquisa da UEPB e instituições parceiras potencializa culturas típicas da Microrregião de Catolé do Rocha [post_content] =>

Clique para exibir o slide.

Uma pesquisa desenvolvida por alunos e professores do Centro de Ciências Humanas e Agrárias (CCHA) da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), no Câmpus IV, em parceria com a Universidade Federal da Paraíba (UFPB) e a Universidade Federal de Campina Grande (UFCG), tem ajudado na restauração da horticultura na Microrregião de Catolé do Rocha. A pesquisa “Solaplant”, liderada pelo professor Evandro Franklin de Mesquita, coordenador do curso de Licenciatura em Ciências Agrárias da UEPB, visa potencializar culturas típicas da região, a exemplo do quiabo, da melancia, batata-doce, entre outras.

Os primeiros resultados da pesquisa já forneceram dados relevantes para a região. Atualmente, o grupo está desenvolvendo um projeto de pesquisa com a cultura da abobrinha. A pesquisa estuda o efeito dos nutrientes minerais nitrogênio e silício, objetivando contribuir cientificamente para a obtenção de uma maior produtividade com qualidade de frutos de abobrinha, além de fornecer informações científicas para agricultura familiar local. De acordo com o professor Evandro, no Brasil, especificamente na região Nordeste, concentram-se os maiores produtores desta cultura, agrupando também os maiores estados consumidores, como Pernambuco, Piauí, Maranhão e Bahia.

Apesar de fazer parte do semiárido nordestino, no município de Catolé do Rocha não há indícios desta cultura com importante valor de mercado para a região. Professor Evandro Franklin explica que o estudo desta cultura tem comprovado a eficiência de utilizá-la de maneira racional para que possa ser mais uma fonte de renda para os agricultores desta microrregião

Segundo o pesquisador, o teor de matéria orgânica dos solos locais é geralmente baixo e, com isso, há a necessidade da adubação nitrogenada. O silício é um elemento mineral que tem despertado interesse por parte dos pesquisadores devido aos benefícios que este elemento traz a algumas culturas agrícolas. Porém, necessita de estudos para averiguar sua importância e essencialidade para a nutrição mineral da abobrinha em regiões semiáridas.

O método de irrigação utilizado é o localizado, com sistema por gotejamento. Este sistema se caracteriza pela eficiência do uso da água e consiste em aplicar água no solo próximo ao sistema radicular da cultura, em pequenas pressões e vazões, mas com elevada frequência. Numa região em que a evaporação de referência pode chegar até 12 milímetros por dia, o uso da irrigação localizada é uma necessidade para a agricultura, o que significa menor quantidade de água evaporada da superfície do solo.

Além do professor Evandro, integram a equipe os professores pesquisadores Francisco Pinheiro, Irinaldo Pereira e Irton Miranda, da UEPB; Lourival Ferreira, da UFPB; e Roberto Cleiton, da UFCG; bem como os alunos da Licenciatura em Ciências Agrárias da UEPB, Daniel da Silva Ferreira, Caio da Silva Souza, Jackson de Mesquita Alves, Maria Rayanne da Silva, Géssica Martins de Figueiredo, Dayara Cezário da Silva, Sefora Cordeiro Suassuna, Fernando Nóbrega Targino e Luisa Silva de Queiroz; os doutorandos da UFPB, Danila Lima de Araújo, Lucimara Ferreira de Figueiredo e Rosinaldo de Souza Ferreira; e os mestrandos da UFCG Cezenildo de Figueiredo Suassuna e Albanisa Pereira de Lima.

Realizada pelos alunos do curso de Licenciatura em Ciências Agrárias da UEPB e dos cursos de Pós-Graduação em Horticultura Tropical e em Agronomia da Universidade Federal de Campina Grande (UFCG) e da Universidade Federal da Paraíba (UFPB), respectivamente, a pesquisa tem aumentado significativamente o ingresso dos graduados da Estadual em programas de pós-graduação.

Texto: Severino Lopes
Fotos: Divulgação

O post Pesquisa da UEPB e instituições parceiras potencializa culturas típicas da Microrregião de Catolé do Rocha apareceu primeiro em UEPB.

[post_excerpt] =>

Uma pesquisa desenvolvida por alunos e professores do Centro de Ciências Humanas e Agrárias (CCHA) da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), no Câmpus IV, em parceria com a Universidade Federal da Paraíba (UFPB) e a Universidade Federal de Campina Grande (UFCG), tem ajudado na restauração da horticultura na Microrregião de Catolé do Rocha. A pesquisa Leia Mais...

O post Pesquisa da UEPB e instituições parceiras potencializa culturas típicas da Microrregião de Catolé do Rocha apareceu primeiro em UEPB.

[post_date_gmt] => 2018-07-17 14:13:10 [post_date] => 2018-07-17 14:13:10 [post_modified_gmt] => 2018-07-17 14:13:10 [post_modified] => 2018-07-17 14:13:10 [post_status] => publish [comment_status] => closed [ping_status] => closed [guid] => http://www.uepb.edu.br/?p=42073 [meta] => Array ( [enclosure] => Array ( [0] => ) [syndication_source] => CCHA – UEPB [syndication_source_uri] => http://www.uepb.edu.br [syndication_source_id] => http://www.uepb.edu.br/category/centros/ccha/feed/ [rss:comments] => http://www.uepb.edu.br/pesquisa-da-uepb-e-instituicoes-parceiras-potencializa-culturas-tipicas-da-microrregiao-de-catole-do-rocha/#respond [wfw:commentRSS] => http://www.uepb.edu.br/pesquisa-da-uepb-e-instituicoes-parceiras-potencializa-culturas-tipicas-da-microrregiao-de-catole-do-rocha/feed/ [syndication_feed] => http://www.uepb.edu.br/category/centros/ccha/feed/ [syndication_feed_id] => 10 [syndication_permalink] => http://www.uepb.edu.br/pesquisa-da-uepb-e-instituicoes-parceiras-potencializa-culturas-tipicas-da-microrregiao-de-catole-do-rocha/ [syndication_item_hash] => Array ( [0] => 77d764f174f7e34f4bab65fe3a4d8f84 [1] => f3d39915d9d79f02473057b9c3ce22ca ) ) [post_type] => post [post_author] => 25 [tax_input] => Array ( [category] => Array ( [0] => 9 [1] => 2 ) [post_tag] => Array ( ) [post_format] => Array ( ) ) [post_name] => pesquisa-da-uepb-e-instituicoes-parceiras-potencializa-culturas-tipicas-da-microrregiao-de-catole-do-rocha )

FAF deciding on filters on post to be syndicated:

Câmpus de Catolé do Rocha forma novos profissionais nas áreas de Letras e Ciências Agrárias

Array ( [post_title] => Câmpus de Catolé do Rocha forma novos profissionais nas áreas de Letras e Ciências Agrárias [post_content] =>

Clique para exibir o slide.

O auditório do Centro de Ciências Humanas e Agrárias (CCHA) da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), localizado em Catolé do Rocha, recebeu, na noite desta quinta-feira (12) a solenidade de Colação de Grau período 2017.2 do Câmpus IV. A cerimônia confirmou a conclusão do curso dos alunos das licenciaturas em Letras e Ciências Agrárias que, a partir de então, estão aptos a ingressar no mercado de trabalho como profissionais formados. Além dos agora graduados, familiares, amigos, servidores e professores prestigiaram o momento marcado por muita emoção.

A formanda responsável por prestar o juramento foi Ana Caroline Soares Pereira, do curso de Licenciatura em Letras. Após a realização deste ato, o aluno do curso de Letras, Izaías Serafim de Lima Neto, Orador Oficial das turmas, proferiu seu discurso sintetizando a saga dos estudantes nestes últimos anos e destacando o que devem enfrentar a partir desta nova etapa. Utilizando algumas peculiaridades da poesia, o jovem falou sobre sonhos e sonhadores, destacou as conquistas que todos obtiveram e não poupou agradecimentos aos pais, professores, servidores e todos aqueles que estiveram presentes ao longo da graduação.

“Em tempos tão obscuros, é uma ousadia tremenda ser professor. Ser docente nesse país é, de fato, um sonho. Um sonho áspero que fere a pele, mas eu creio que sara profundamente a alma. Quanta audácia essa nossa em sermos professores. E cada um, no campo ou na cidade, vamos ao mundo levar os nossos sonhos. Quanta ousadia tivemos ao findar uma graduação. Muitos pobres, pretos, à margem dos luxos, mas conquistamos com suor cada pequena coisa que constrói o nosso agora. Quanta honra poder dizer que, enfim, a porta se abre e essa mesma luz que vem dela, um dia poderemos doar aos nossos alunos”, destacou o formando Izaías Serafim.

Escolhida como Paraninfa Geral das turmas 2017.2 do CCHA, a professora Mauriene Freitas agradeceu a homenagem e destacou a responsabilidade que tem em emprestar seu nome a um momento tão importante como a cerimônia de Colação de Grau. “Foi com muita surpresa e honradez que recebi o convite para que eu fosse a paraninfa destas turmas. E me pus a refletir sobre o meu fazer docente, minha atuação política no Câmpus e a influência das minhas ações na vida dos meus alunos. Ser paraninfa, para além dos protocolos, é proferir o último conselho. O que poderia ensinar nesses últimos cinco minutos de encontro nessa Colação de Grau? Ensinar, mais nada. Mas posso relembrar que o momento histórico em que vivemos pede mais coletividade e menos individualidade. Menos eu e mais nós. Vivemos em tempo de subtração, de direitos retirados, tempos de nos reorganizar e lutar. Lutar por nosso país, por nossa Universidade, que é pública, gratuita e de qualidade”, destacou Mauriene.

Já na conferência do grau acadêmico, o formando Ramires Vieira Gomes, representou seus colegas e recebeu o grau conferido pela professora Joana Áurea Cordeiro Barbosa, coordenadora adjunta do curso de Letras. O aluno Danieres Francisco de Sousa, concluinte do curso de Ciências Agrárias, recebeu o grau acadêmico conferido pela professora Maria do Socorro de Caldas Pinto, diretora adjunta do Câmpus IV. Após este momento, excepcionalmente foi realizada uma homenagem aos servidores técnicos administrativos do Centro de Ciências Humanas e Agrárias. O formando Ramires Vieira Gomes leu um texto dedicado aos trabalhadores que, segundo o aluno, contribuíram bastante para a conquista de todos os estudantes.

Presidente desta solenidade, o vice-reitor da UEPB, professor Flávio Romero, parabenizou todos os alunos pela formatura, estendeu os parabéns aos familiares e amigos dos formandos e reforçou a satisfação da escolha da professora Mauriene Freitas como paraninfa das turmas. Professor Flávio também apontou questões importantes que a Universidade vem enfrentando nos últimos anos, como crise financeira, corte de orçamento, mas não poupou elogios ao trabalho de qualidade que vem sendo feito na formação e preparação dos alunos para o mercado.

“Quero desde já parabenizar a escolha da paraninfa das turmas por tudo que representa esse momento e também dizer que o sonho o qual o orador tanto destacou em sua fala, eu acredito que ele se alimenta de esperança. E todos nós devemos ter esperança. Aqui na UEPB se aprende valores. Mesmo com todas as dificuldades que estamos enfrentando, nada disso é capaz de ser maior que nossa esperança e vontade de vencer. E a história mostra isso. A história da UEPB é de resistência, de enfrentar as dificuldades e vencê-las. Por isso digo aos formandos: a partir de agora contribuam com a sua profissão. A ética é fundamental para isso, para que vocês sejam profissionais íntegros, e lembrem-se de acima de tudo promover o respeito à cidadania”, destacou o vice-retor.

Participaram da solenidade de Colação de Grau do Câmpus IV, compondo a mesa solene, a professora Vaniede Lima Silva, diretora do CCHA; o pró-reitor adjunto de Graduação da UEPB, professor Altamir Souto Dias; o chefe de gabinete da UEPB, professor Ricardo Soares; a professora Maria do Socorro de Caldas Pinto, diretoria adjunta do CCHA; a professora Joana Áurea Cordeiro Barbosa, coordenadora adjunta do curso de Letras; e o professor Auríbio Farias Conceição, chefe do Departamento de Letras.

Texto: Givaldo Cavalcanti
Fotos: Paizinha Lemos

O post Câmpus de Catolé do Rocha forma novos profissionais nas áreas de Letras e Ciências Agrárias apareceu primeiro em UEPB.

[post_excerpt] =>

O auditório do Centro de Ciências Humanas e Agrárias (CCHA) da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), localizado em Catolé do Rocha, recebeu, na noite desta quinta-feira (12) a solenidade de Colação de Grau período 2017.2 do Câmpus IV. A cerimônia confirmou a conclusão do curso dos alunos das licenciaturas em Letras e Ciências Agrárias que, Leia Mais...

O post Câmpus de Catolé do Rocha forma novos profissionais nas áreas de Letras e Ciências Agrárias apareceu primeiro em UEPB.

[post_date_gmt] => 2018-07-13 14:43:02 [post_date] => 2018-07-13 14:43:02 [post_modified_gmt] => 2018-07-13 14:43:02 [post_modified] => 2018-07-13 14:43:02 [post_status] => publish [comment_status] => closed [ping_status] => closed [guid] => http://www.uepb.edu.br/?p=41989 [meta] => Array ( [enclosure] => Array ( [0] => ) [syndication_source] => CCHA – UEPB [syndication_source_uri] => http://www.uepb.edu.br [syndication_source_id] => http://www.uepb.edu.br/category/centros/ccha/feed/ [rss:comments] => http://www.uepb.edu.br/campus-de-catole-do-rocha-forma-novos-profissionais-nas-areas-de-letras-e-ciencias-agrarias/#respond [wfw:commentRSS] => http://www.uepb.edu.br/campus-de-catole-do-rocha-forma-novos-profissionais-nas-areas-de-letras-e-ciencias-agrarias/feed/ [syndication_feed] => http://www.uepb.edu.br/category/centros/ccha/feed/ [syndication_feed_id] => 10 [syndication_permalink] => http://www.uepb.edu.br/campus-de-catole-do-rocha-forma-novos-profissionais-nas-areas-de-letras-e-ciencias-agrarias/ [syndication_item_hash] => Array ( [0] => f7cd073eed526b4f2f78bb42ce2f9576 [1] => ca153a8b28c7541084a0f51964f0c285 ) ) [post_type] => post [post_author] => 25 [tax_input] => Array ( [category] => Array ( [0] => 9 [1] => 2 ) [post_tag] => Array ( ) [post_format] => Array ( ) ) [post_name] => campus-de-catole-do-rocha-forma-novos-profissionais-nas-areas-de-letras-e-ciencias-agrarias )

Decide filter: Returning post, everything seems orderly :Câmpus de Catolé do Rocha forma novos profissionais nas áreas de Letras e Ciências Agrárias

Array ( [post_title] => Câmpus de Catolé do Rocha forma novos profissionais nas áreas de Letras e Ciências Agrárias [post_content] =>

Clique para exibir o slide.

O auditório do Centro de Ciências Humanas e Agrárias (CCHA) da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), localizado em Catolé do Rocha, recebeu, na noite desta quinta-feira (12) a solenidade de Colação de Grau período 2017.2 do Câmpus IV. A cerimônia confirmou a conclusão do curso dos alunos das licenciaturas em Letras e Ciências Agrárias que, a partir de então, estão aptos a ingressar no mercado de trabalho como profissionais formados. Além dos agora graduados, familiares, amigos, servidores e professores prestigiaram o momento marcado por muita emoção.

A formanda responsável por prestar o juramento foi Ana Caroline Soares Pereira, do curso de Licenciatura em Letras. Após a realização deste ato, o aluno do curso de Letras, Izaías Serafim de Lima Neto, Orador Oficial das turmas, proferiu seu discurso sintetizando a saga dos estudantes nestes últimos anos e destacando o que devem enfrentar a partir desta nova etapa. Utilizando algumas peculiaridades da poesia, o jovem falou sobre sonhos e sonhadores, destacou as conquistas que todos obtiveram e não poupou agradecimentos aos pais, professores, servidores e todos aqueles que estiveram presentes ao longo da graduação.

“Em tempos tão obscuros, é uma ousadia tremenda ser professor. Ser docente nesse país é, de fato, um sonho. Um sonho áspero que fere a pele, mas eu creio que sara profundamente a alma. Quanta audácia essa nossa em sermos professores. E cada um, no campo ou na cidade, vamos ao mundo levar os nossos sonhos. Quanta ousadia tivemos ao findar uma graduação. Muitos pobres, pretos, à margem dos luxos, mas conquistamos com suor cada pequena coisa que constrói o nosso agora. Quanta honra poder dizer que, enfim, a porta se abre e essa mesma luz que vem dela, um dia poderemos doar aos nossos alunos”, destacou o formando Izaías Serafim.

Escolhida como Paraninfa Geral das turmas 2017.2 do CCHA, a professora Mauriene Freitas agradeceu a homenagem e destacou a responsabilidade que tem em emprestar seu nome a um momento tão importante como a cerimônia de Colação de Grau. “Foi com muita surpresa e honradez que recebi o convite para que eu fosse a paraninfa destas turmas. E me pus a refletir sobre o meu fazer docente, minha atuação política no Câmpus e a influência das minhas ações na vida dos meus alunos. Ser paraninfa, para além dos protocolos, é proferir o último conselho. O que poderia ensinar nesses últimos cinco minutos de encontro nessa Colação de Grau? Ensinar, mais nada. Mas posso relembrar que o momento histórico em que vivemos pede mais coletividade e menos individualidade. Menos eu e mais nós. Vivemos em tempo de subtração, de direitos retirados, tempos de nos reorganizar e lutar. Lutar por nosso país, por nossa Universidade, que é pública, gratuita e de qualidade”, destacou Mauriene.

Já na conferência do grau acadêmico, o formando Ramires Vieira Gomes, representou seus colegas e recebeu o grau conferido pela professora Joana Áurea Cordeiro Barbosa, coordenadora adjunta do curso de Letras. O aluno Danieres Francisco de Sousa, concluinte do curso de Ciências Agrárias, recebeu o grau acadêmico conferido pela professora Maria do Socorro de Caldas Pinto, diretora adjunta do Câmpus IV. Após este momento, excepcionalmente foi realizada uma homenagem aos servidores técnicos administrativos do Centro de Ciências Humanas e Agrárias. O formando Ramires Vieira Gomes leu um texto dedicado aos trabalhadores que, segundo o aluno, contribuíram bastante para a conquista de todos os estudantes.

Presidente desta solenidade, o vice-reitor da UEPB, professor Flávio Romero, parabenizou todos os alunos pela formatura, estendeu os parabéns aos familiares e amigos dos formandos e reforçou a satisfação da escolha da professora Mauriene Freitas como paraninfa das turmas. Professor Flávio também apontou questões importantes que a Universidade vem enfrentando nos últimos anos, como crise financeira, corte de orçamento, mas não poupou elogios ao trabalho de qualidade que vem sendo feito na formação e preparação dos alunos para o mercado.

“Quero desde já parabenizar a escolha da paraninfa das turmas por tudo que representa esse momento e também dizer que o sonho o qual o orador tanto destacou em sua fala, eu acredito que ele se alimenta de esperança. E todos nós devemos ter esperança. Aqui na UEPB se aprende valores. Mesmo com todas as dificuldades que estamos enfrentando, nada disso é capaz de ser maior que nossa esperança e vontade de vencer. E a história mostra isso. A história da UEPB é de resistência, de enfrentar as dificuldades e vencê-las. Por isso digo aos formandos: a partir de agora contribuam com a sua profissão. A ética é fundamental para isso, para que vocês sejam profissionais íntegros, e lembrem-se de acima de tudo promover o respeito à cidadania”, destacou o vice-retor.

Participaram da solenidade de Colação de Grau do Câmpus IV, compondo a mesa solene, a professora Vaniede Lima Silva, diretora do CCHA; o pró-reitor adjunto de Graduação da UEPB, professor Altamir Souto Dias; o chefe de gabinete da UEPB, professor Ricardo Soares; a professora Maria do Socorro de Caldas Pinto, diretoria adjunta do CCHA; a professora Joana Áurea Cordeiro Barbosa, coordenadora adjunta do curso de Letras; e o professor Auríbio Farias Conceição, chefe do Departamento de Letras.

Texto: Givaldo Cavalcanti
Fotos: Paizinha Lemos

O post Câmpus de Catolé do Rocha forma novos profissionais nas áreas de Letras e Ciências Agrárias apareceu primeiro em UEPB.

[post_excerpt] =>

O auditório do Centro de Ciências Humanas e Agrárias (CCHA) da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), localizado em Catolé do Rocha, recebeu, na noite desta quinta-feira (12) a solenidade de Colação de Grau período 2017.2 do Câmpus IV. A cerimônia confirmou a conclusão do curso dos alunos das licenciaturas em Letras e Ciências Agrárias que, Leia Mais...

O post Câmpus de Catolé do Rocha forma novos profissionais nas áreas de Letras e Ciências Agrárias apareceu primeiro em UEPB.

[post_date_gmt] => 2018-07-13 14:43:02 [post_date] => 2018-07-13 14:43:02 [post_modified_gmt] => 2018-07-13 14:43:02 [post_modified] => 2018-07-13 14:43:02 [post_status] => publish [comment_status] => closed [ping_status] => closed [guid] => http://www.uepb.edu.br/?p=41989 [meta] => Array ( [enclosure] => Array ( [0] => ) [syndication_source] => CCHA – UEPB [syndication_source_uri] => http://www.uepb.edu.br [syndication_source_id] => http://www.uepb.edu.br/category/centros/ccha/feed/ [rss:comments] => http://www.uepb.edu.br/campus-de-catole-do-rocha-forma-novos-profissionais-nas-areas-de-letras-e-ciencias-agrarias/#respond [wfw:commentRSS] => http://www.uepb.edu.br/campus-de-catole-do-rocha-forma-novos-profissionais-nas-areas-de-letras-e-ciencias-agrarias/feed/ [syndication_feed] => http://www.uepb.edu.br/category/centros/ccha/feed/ [syndication_feed_id] => 10 [syndication_permalink] => http://www.uepb.edu.br/campus-de-catole-do-rocha-forma-novos-profissionais-nas-areas-de-letras-e-ciencias-agrarias/ [syndication_item_hash] => Array ( [0] => f7cd073eed526b4f2f78bb42ce2f9576 [1] => ca153a8b28c7541084a0f51964f0c285 ) ) [post_type] => post [post_author] => 25 [tax_input] => Array ( [category] => Array ( [0] => 9 [1] => 2 ) [post_tag] => Array ( ) [post_format] => Array ( ) ) [post_name] => campus-de-catole-do-rocha-forma-novos-profissionais-nas-areas-de-letras-e-ciencias-agrarias )

FAF deciding on filters on post to be syndicated:

Projeto do Centro de Ciências Humanas e Agrárias realiza primeira colheita de uvas orgânicas de alto padrão

Array ( [post_title] => Projeto do Centro de Ciências Humanas e Agrárias realiza primeira colheita de uvas orgânicas de alto padrão [post_content] =>

Clique para exibir o slide.

Um projeto de pesquisa desenvolvido pelo professor José Geraldo Rodrigues dos Santos, do Centro de Ciências Humanas e Agrárias (CCHA) da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), localizado no Câmpus IV, em Catolé do Rocha, está produzindo uvas em alto padrão, sem uso de agrotóxico e mostrado que o cultivo do produto pode ser adaptado ao semiárido e às altas temperaturas do Sertão. A sétima poda da primeira colheita da uva orgânica da variedade Isabel já está sendo feita e a perspectiva de produção é de quatro toneladas por hectare.

Parte da produção da videira será destinada para pequisa no Câmpus, sendo que a proposta é, futuramente, colocar a tecnologia a disposição dos produtores da região. Algumas das uvas colhidas também serão transformadas em polpas e distribuídas gratuitamente nas creches da cidade e entre a comunidade universitária.

A produção orgânica de uvas no Câmpus IV, com uso de biofertilizantes, vem sendo feita com sucesso desde 2011, graças a um projeto coordenado pelo professor José Geraldo. A iniciativa foi conduzida pelos estudantes Alex Serafim de Lima, Francisca Lacerda da Silva, Joicy Maria Simões Vieira e Jéssica da Mota Santos, alunos da Licenciatura Plena em Ciências Agrárias. A pesquisa, que foi desenvolvida na Estação Experimental Agroecológica, teve como objetivo estudar os efeitos de doses de biofertilizante e de intervalos de aplicação na produção e na qualidade da produção da videira Isabel.

Diretor da Escola Agrotécnica do Cajueiro, o professor Edivan Nunes explicou que a ideia é, futuramente, beneficiar os produtores da região, gerando renda e aquecendo a economia local. Edivan observou que, historicamente, Catolé do Rocha não tem o costume de cultivar uva, por entender que a cultura não é adequada ao clima quente do Sertão paraibano. No entanto, a pequisa desenvolvida pela UEPB tem mostrado que o cultivo de uva na região é viável, desde que se aplicada a tecnologia correta.

Além de produzir uva orgânica, um dos diferenciais da pequisa é que todo o trabalho foi feito sem uso de agrotóxicos e com o desenvolvimento de uma irrigação localizada, que é a aplicação de água diretamente sobre a zona radicular das culturas, em pequenas quantidades. O projeto, vinculado ao curso de Ciências Agrárias, existe há sete anos e. além de proporcionar a cultura da uva, ainda é capaz de avaliar a qualidade da produção da fruta e a escala de pH (que indica se o meio é ácido, básico ou neutro).

Ao todo, o cultivo conta com 210 plantas na videira, a maioria experimentais, com uma produção média de 18 quilos de uva por planta. As uvas cultivadas no Câmpus IV, pela característica própria de sua criação, apresentam um paladar diferenciado em relação a mesma fruta cultivada em outros locais. Segundo o professor José Geraldo, a uva é bem mais doce do que as disponíveis normalmente no mercado. Pela forma como é cultivada, tem uma concentração de açúcar maior. O próximo passo do projeto será o cultivo de outros tipos de frutas a partir da mesma metodologia. José Geraldo afirmou que o plantio de uvas pode gerar até duas colheitas por ano.

 

Texto: Severino Lopes
Fotos: Divulgação

O post Projeto do Centro de Ciências Humanas e Agrárias realiza primeira colheita de uvas orgânicas de alto padrão apareceu primeiro em UEPB.

[post_excerpt] =>

Um projeto de pesquisa desenvolvido pelo professor José Geraldo Rodrigues dos Santos, do Centro de Ciências Humanas e Agrárias (CCHA) da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), localizado no Câmpus IV, em Catolé do Rocha, está produzindo uvas em alto padrão, sem uso de agrotóxico e mostrado que o cultivo do produto pode ser adaptado ao Leia Mais...

O post Projeto do Centro de Ciências Humanas e Agrárias realiza primeira colheita de uvas orgânicas de alto padrão apareceu primeiro em UEPB.

[post_date_gmt] => 2018-06-15 17:53:35 [post_date] => 2018-06-15 17:53:35 [post_modified_gmt] => 2018-06-15 17:53:35 [post_modified] => 2018-06-15 17:53:35 [post_status] => publish [comment_status] => closed [ping_status] => closed [guid] => http://www.uepb.edu.br/?p=41458 [meta] => Array ( [enclosure] => Array ( [0] => ) [syndication_source] => CCHA – UEPB [syndication_source_uri] => http://www.uepb.edu.br [syndication_source_id] => http://www.uepb.edu.br/category/centros/ccha/feed/ [rss:comments] => http://www.uepb.edu.br/projeto-do-centro-de-ciencias-humanas-e-agrarias-realiza-primeira-colheita-de-uvas-organicas-de-alto-padrao/#respond [wfw:commentRSS] => http://www.uepb.edu.br/projeto-do-centro-de-ciencias-humanas-e-agrarias-realiza-primeira-colheita-de-uvas-organicas-de-alto-padrao/feed/ [syndication_feed] => http://www.uepb.edu.br/category/centros/ccha/feed/ [syndication_feed_id] => 10 [syndication_permalink] => http://www.uepb.edu.br/projeto-do-centro-de-ciencias-humanas-e-agrarias-realiza-primeira-colheita-de-uvas-organicas-de-alto-padrao/ [syndication_item_hash] => Array ( [0] => bf5eca54a300d384ee9ddda6a2a2e91a [1] => 6d78f23a7c54f53db02f0fa1fc814ce4 ) ) [post_type] => post [post_author] => 25 [tax_input] => Array ( [category] => Array ( [0] => 9 [1] => 2 [2] => 36 ) [post_tag] => Array ( ) [post_format] => Array ( ) ) [post_name] => projeto-do-centro-de-ciencias-humanas-e-agrarias-realiza-primeira-colheita-de-uvas-organicas-de-alto-padrao )

Decide filter: Returning post, everything seems orderly :Projeto do Centro de Ciências Humanas e Agrárias realiza primeira colheita de uvas orgânicas de alto padrão

Array ( [post_title] => Projeto do Centro de Ciências Humanas e Agrárias realiza primeira colheita de uvas orgânicas de alto padrão [post_content] =>

Clique para exibir o slide.

Um projeto de pesquisa desenvolvido pelo professor José Geraldo Rodrigues dos Santos, do Centro de Ciências Humanas e Agrárias (CCHA) da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), localizado no Câmpus IV, em Catolé do Rocha, está produzindo uvas em alto padrão, sem uso de agrotóxico e mostrado que o cultivo do produto pode ser adaptado ao semiárido e às altas temperaturas do Sertão. A sétima poda da primeira colheita da uva orgânica da variedade Isabel já está sendo feita e a perspectiva de produção é de quatro toneladas por hectare.

Parte da produção da videira será destinada para pequisa no Câmpus, sendo que a proposta é, futuramente, colocar a tecnologia a disposição dos produtores da região. Algumas das uvas colhidas também serão transformadas em polpas e distribuídas gratuitamente nas creches da cidade e entre a comunidade universitária.

A produção orgânica de uvas no Câmpus IV, com uso de biofertilizantes, vem sendo feita com sucesso desde 2011, graças a um projeto coordenado pelo professor José Geraldo. A iniciativa foi conduzida pelos estudantes Alex Serafim de Lima, Francisca Lacerda da Silva, Joicy Maria Simões Vieira e Jéssica da Mota Santos, alunos da Licenciatura Plena em Ciências Agrárias. A pesquisa, que foi desenvolvida na Estação Experimental Agroecológica, teve como objetivo estudar os efeitos de doses de biofertilizante e de intervalos de aplicação na produção e na qualidade da produção da videira Isabel.

Diretor da Escola Agrotécnica do Cajueiro, o professor Edivan Nunes explicou que a ideia é, futuramente, beneficiar os produtores da região, gerando renda e aquecendo a economia local. Edivan observou que, historicamente, Catolé do Rocha não tem o costume de cultivar uva, por entender que a cultura não é adequada ao clima quente do Sertão paraibano. No entanto, a pequisa desenvolvida pela UEPB tem mostrado que o cultivo de uva na região é viável, desde que se aplicada a tecnologia correta.

Além de produzir uva orgânica, um dos diferenciais da pequisa é que todo o trabalho foi feito sem uso de agrotóxicos e com o desenvolvimento de uma irrigação localizada, que é a aplicação de água diretamente sobre a zona radicular das culturas, em pequenas quantidades. O projeto, vinculado ao curso de Ciências Agrárias, existe há sete anos e. além de proporcionar a cultura da uva, ainda é capaz de avaliar a qualidade da produção da fruta e a escala de pH (que indica se o meio é ácido, básico ou neutro).

Ao todo, o cultivo conta com 210 plantas na videira, a maioria experimentais, com uma produção média de 18 quilos de uva por planta. As uvas cultivadas no Câmpus IV, pela característica própria de sua criação, apresentam um paladar diferenciado em relação a mesma fruta cultivada em outros locais. Segundo o professor José Geraldo, a uva é bem mais doce do que as disponíveis normalmente no mercado. Pela forma como é cultivada, tem uma concentração de açúcar maior. O próximo passo do projeto será o cultivo de outros tipos de frutas a partir da mesma metodologia. José Geraldo afirmou que o plantio de uvas pode gerar até duas colheitas por ano.

 

Texto: Severino Lopes
Fotos: Divulgação

O post Projeto do Centro de Ciências Humanas e Agrárias realiza primeira colheita de uvas orgânicas de alto padrão apareceu primeiro em UEPB.

[post_excerpt] =>

Um projeto de pesquisa desenvolvido pelo professor José Geraldo Rodrigues dos Santos, do Centro de Ciências Humanas e Agrárias (CCHA) da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), localizado no Câmpus IV, em Catolé do Rocha, está produzindo uvas em alto padrão, sem uso de agrotóxico e mostrado que o cultivo do produto pode ser adaptado ao Leia Mais...

O post Projeto do Centro de Ciências Humanas e Agrárias realiza primeira colheita de uvas orgânicas de alto padrão apareceu primeiro em UEPB.

[post_date_gmt] => 2018-06-15 17:53:35 [post_date] => 2018-06-15 17:53:35 [post_modified_gmt] => 2018-06-15 17:53:35 [post_modified] => 2018-06-15 17:53:35 [post_status] => publish [comment_status] => closed [ping_status] => closed [guid] => http://www.uepb.edu.br/?p=41458 [meta] => Array ( [enclosure] => Array ( [0] => ) [syndication_source] => CCHA – UEPB [syndication_source_uri] => http://www.uepb.edu.br [syndication_source_id] => http://www.uepb.edu.br/category/centros/ccha/feed/ [rss:comments] => http://www.uepb.edu.br/projeto-do-centro-de-ciencias-humanas-e-agrarias-realiza-primeira-colheita-de-uvas-organicas-de-alto-padrao/#respond [wfw:commentRSS] => http://www.uepb.edu.br/projeto-do-centro-de-ciencias-humanas-e-agrarias-realiza-primeira-colheita-de-uvas-organicas-de-alto-padrao/feed/ [syndication_feed] => http://www.uepb.edu.br/category/centros/ccha/feed/ [syndication_feed_id] => 10 [syndication_permalink] => http://www.uepb.edu.br/projeto-do-centro-de-ciencias-humanas-e-agrarias-realiza-primeira-colheita-de-uvas-organicas-de-alto-padrao/ [syndication_item_hash] => Array ( [0] => bf5eca54a300d384ee9ddda6a2a2e91a [1] => 6d78f23a7c54f53db02f0fa1fc814ce4 ) ) [post_type] => post [post_author] => 25 [tax_input] => Array ( [category] => Array ( [0] => 9 [1] => 2 [2] => 36 ) [post_tag] => Array ( ) [post_format] => Array ( ) ) [post_name] => projeto-do-centro-de-ciencias-humanas-e-agrarias-realiza-primeira-colheita-de-uvas-organicas-de-alto-padrao )