CCBS

CCBS

Centro de Ciências Biológicas e da Saúde

Estudo orientado por docente da UEPB busca novas substâncias para fabricação de medicamentos

19 de julho de 2018
Clique para exibir o slide.

Um projeto de pesquisa orientado pelo professor José Iranildo Miranda de Melo, do Programa de Pós-Graduação em Ecologia e Conservação da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), está buscando descobrir novas substâncias para serem usadas na fabricação de medicamentos. Intitulado “Evolução e conservação do gênero Varronia nos neotrópicos: a elucidação sistemática para aplicação global”, o projeto da estudante Thaynara de Sousa Silva, doutoranda da Universidade Federal Rural da Pernambuco (UFRPE), está tentando descobrir a evolução e as novas espécies de plantas da família Varronia com fins fitoterápicos.

Recentemente, o projeto foi aprovado pela “Rufford Foundation”, instituição sediada no Reino Unido que apoia pesquisas científicas focadas na conservação da natureza em países em desenvolvimento. Professor Iranildo Miranda explica que o gênero Varronia é constituído por plantas consideradas promissoras em substâncias fitoterápicas, destacando-se pelo uso potencial para fins medicinais e sendo crescente alvo da indústria farmacêutica. Estima-se que existam cerca de 80 espécies na América Latina, das quais cerca de 30 no Brasil, sendo 10 dessas plantas integrando parte da flora paraibana. No Estado, algumas das espécies ainda pouco exploradas pelo mundo acadêmico são usadas empiricamente com fins medicinais, como a erva baleeira, planta popularmente conhecida como “Maria Preta”.

Iranildo destaca que, apesar de sua importância, cerca de 90% das espécies do gênero Varronia ainda são desconhecidas. O grupo tem distribuição essencialmente neotropical, com o Brasil sendo um dos seus principais centro de diversidade, especialmente na região Nordeste do país. Porém, em virtude da recente circunscrição em nível genérico, acredita-se que a real diversidade do gênero esteja subestimada, sendo imprescindível o estudo taxonômico/nomenclatural a fim de que as espécies sejam corretamente tratadas em projetos florísticos.

O projeto orientado pelo professor da UEPB propõe contribuir para a compreensão do gênero Varronia na região Neotropical, através de estudos filogenéticos, taxonômicos e biogeográficos, como um incremento ao conhecimento e à conservação da diversidade vegetal ao longo desta região do planeta e, especialmente, no Brasil. “Adicionalmente, dada a escassez de conhecimento da biologia reprodutiva e dos processos ecológicos envolvendo Varronia (provavelmente devido à inconsistência nomenclatural no grupo), a elucidação sistemática contribuirá para o seu tratamento efetivo neste âmbito”, frisa professor Iranildo.

Iniciado em março do ano passado, o projeto está sendo desenvolvido basicamente na Paraíba, usando parte da estrutura laboratorial da UEPB, e em Pernambuco. Com a aprovação pela “Rufford Foundation, a estudante Thaynara de Sousa Silva poderá expandir a pesquisa. Para isso, ela deve conhecer, em breve, importantes herbários da Europa.

Texto: Severino Lopes
Fotos: Divulgação

O post Estudo orientado por docente da UEPB busca novas substâncias para fabricação de medicamentos apareceu primeiro em UEPB.